• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2007.tde-20022009-142127
Documento
Autor
Nome completo
Yonara Rivelle Neves David
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Kairalla, Ronaldo Adib (Presidente)
Barbas, Carmen Silvia Valente
Deheinzelin, Daniel
Ferreira, Rimarcs Gomes
Ramos, Simone Gusmão
Título em português
Quantificação das alterações vasculares pulmonares na fibrose pulmonar idiopática e suas implicações prognósticas
Palavras-chave em português
Circulação pulmonar
Fibrose pulmonar/etiologia
Prognóstico
Resumo em português
A patogênese da Fibrose Pulmonar Idiopática (FPI/PIU), doença fibroproliferativa crônica, é caracterizada por um processo de reparação anormal com acentuada deposição de matriz extra celular. Neste contexto, a importância das alterações vasculares na evolução da FPI/PIU permanece controversa.O presente estudo objetiva quantificar as alterações histopatológicas da macro e microcirculação pulmonar na FPI/PIU e seu valor prognóstico. Foram avaliados retrospectivamente as biópsias pulmonares e a sobrevida de 36 pacientes com FPI/PIU. Na biópsia pulmonar, as lesões do parênquima foram analisadas através da quantificação do grau de atividade fibrogênica (leve, moderado e acentuado). A quantificação das alterações vasculares foi feita isoladamente nas áreas normais, de colapso alveolar e de fibrose mural organizante. A macrocirculação foi estudada através da análise semiquantitativa das artérias pré acinares quanto ao grau de lesão vascular, grau de oclusão e da espessura da parede do vaso, e quantificação de fibras elásticas e de colágeno vasculares. No estudo da microcirculação, os capilares foram analisados quanto a densidade capilar, através de imunomarcador endotelial (CD34), e a disfunção endotelial, através do aumento da expressão de moléculas de adesão (VCAM1, ICAM1, E-Selectina). As biópsias de 5 pulmões normais foram utilizadas como controles. À análise da macrocirculação, quanto maior o grau de atividade fibrogênica, mais acentuado foi o grau de lesão vascular (p=0,007), da espessura (p<0,05) e da quantificação de fibras de colágeno (p<0,001) e elástica (p=0,002) vasculares. Quanto à microcirculação, a densidade microvascular (CD34) nas áreas de pulmão normal (p<0,001) e colapso alveolar (p<0,01) foram maiores que no grupo controle. Pacientes com atividade fibrogênica leve (p=0,2) e moderada (p=0,08) apresentaram tendência a aumento da densidade vascular nas áreas normais comparados aos pacientes com atividade fibrogênica acentuada. A disfunção endoletial (VCAM1, ICAM1 e E-selectina) foi maior em pacientes com FPI/PIU que em controles normais (p<0,05), e ocorreu, principalmente, nas áreas de fibrose mural organizante. A disfunção endotelial (VCAM1+) nas áreas normais aumentou conforme maior o grau de atividade fibrogênica (p=0,01). Pacientes com maior quantificação de fibras de colágeno e elástica na parede do vaso (p=0,04; p=0,03; Teste Log Rank) e maior disfunção endotelial (VCAM1+) nas áreas fibrose mural organizante (p=0,027) apresentaram menor sobrevida. A maior densidade microvascular nas áreas não fibróticas correlacionou-se com sobrevida maior (p=0,04). Observamos a existência de remodelamento vascular na macro e microcirculação pulmonar dos pacientes com fibrose pulmonar idiopática que ocorre de maneira heterogênea e paralela ao remodelamento parenquimatoso. Essas alterações correlacionam-se com a sobrevida, permitindo formular uma hipótese de participação dos eventos vasculares na patogênese da FPI/UIP
Título em inglês
Quantification of pulmonary vascular alterations in Idiopathic pulmonary fibrosis and its prognostic implications
Palavras-chave em inglês
Prognosis
Pulmonary circulation
Pulmonary fibrosis/etiology
Resumo em inglês
The Idiopathic Pulmonary Fibrosis (IPF/UIP), a chronic fibroproliferative disease, is characterized by a process of impaired wound healing with extracellular matrix deposition. In this context, the importance of the vascular alterations in the evolution of IPF/UIP remains controversial. The present study aims to quantify the histopatological alterations in the pulmonary macro and microcirculation in IPF/UIP and their prognostic value. Pulmonary biopsies and the survival of 36 patients with IPF/UIP were evaluated retrospectivately. In the pulmonary biopsy, the parenchyma remodeling was analyzed through the quantification of the fibrogenic activity level (minimal, moderate and severe). The quantification of the vascular alterations was done isolately in the normal, alveolar collapsed and mural-organizing fibrosing areas. The macrocirculation was studied through the semiquantitative analysis of pre acinar artery, according to the degree of vascular lesion, occlusion and thickness of the vessel wall, and quantification of vascular collagen and elastic deposition. Microcirculation analysis was performed measuring capillary density (CD34), and endothelial dysfunction (VCAM1, ICAM1, E-Selectina). The biopsies of 5 normal lungs were used as control. Macrocirculation analysis showed that degree of fibrogenic activity directly correlated with: degree of vascular lesion (p=0,007), thickness of vessel wall (p<0,05) and quantification of vascular collagen (p<0,001) and elastic fibers (p=0,002). Regarding microcirculation, the capillary vascular density (CD34) in normal (p<0,001) and alveolar collapsed (p<0,01) areas were higher than control group. Patients with minimal (p=0,2) and moderate (p=0,08) fibrogenic activity had a tendency to higher vascular density in normal areas compared to patients with severe fibrogenic activity. The endothelial dysfunction (VCAM1, ICAM1, E-selectina) was more intense in patients with IPF/PIU than normal controls (p<0,05), and it occurred, mainly, in mural-organizing fibrosing areas. In normal areas, endothelial dysfunction (VCAM1+) correlated with the degree of fibrogenic activity (p=0,01). Shorter survival correlated with collagen and elastic fibers deposition in wall vessels (p=0,04; p=0,03 Test Log Rank) and endothelial dysfunction (VCAM1+) in mural-organizing fibrosing areas (p=0,027), while microvascular density in non-fibrotic areas was related to longer survival (p=0,04). We observed the presence of vascular remodeling in pulmonary macro and microcirculation of IPF patients, which occurs in a heterogeneous and parallel way with parenchyma remodeling. These alterations were related to survival, enabling us to formulate a hypothesis of the participation of vascular events on IPF pathogenesis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.