• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-01122011-150351
Documento
Autor
Nome completo
Gustavo Faibischew Prado
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Santos, Ubiratan de Paula (Presidente)
Arbex, Marcos Abdo
Braga, Alfésio Luis Ferreira
Salge, João Marcos
Terra Filho, Mario
Título em português
Impactos cardiopulmonares e inflamatórios da exposição à poluição da queima de biomassa em cortadores de cana queimada e em voluntários saudáveis do município de Mendonça
Palavras-chave em português
Cana-de-açúcar
Espirometria
Estresse oxidativo
Função pulmonar
Marcadores Inflamatórios
Mediadores inflamatórios
Poluição do ar
Pressão arterial
Queima de biomassa
Variabilidade da frequência cardíaca
Resumo em português
A colheita não-mecanizada da cana-de-açúcar, precedida por sua queima, expõe os trabalhadores e pessoas de cidades vizinhas a altas concentrações de poluentes. Este estudo foi desenvolvido para avaliar os impactos cardiopulmonares e os biomarcadores de estresse oxidativo e atividade inflamatória sistêmica desencadeados pela exposição à poluição proveniente da queima da cana. Cortadores de cana (safristas, n = 113) e voluntários saudáveis da cidade de Mendonça - São Paulo, Brasil - (população de referência, n = 109) foram avaliados com espirometria, variabilidade da frequência cardíaca (VFC), enzimas antioxidantes, dosage do nível plasmático do malonaldeído e de interleucinas pró-inflamatórias durante a pré-safra e a safra. A concentração de PM2.5 aumentou de 8g/m3 durante a pré-safra para 23.5g/m3 na área urbana e 61g/m3 nas plantações de cana, durante a safra. Na safra, evidenciou-se uma diminuição mais acentuada na VFC, função pulmonar e da atividade das enzimas antioxidantes entre os cortadores de cana, em comparação com os voluntários da população de referência. Houve elevação do Malonaldeído em ambos os grupos durante a safra, com um maior aumento entre os safristas. Além disso, encontramos um aumento na pressão diastólica apenas nos cortadores de cana. Tanto os cortadores de cana quanto os voluntários da população local exibiram impactos cardiopulmonares e metabólicos da exposição à poluição durante a safra, com maior magnitude dessas alterações entre os safristas, o que destaca o impacto deletério da poluição atmosférica na população exposta. Esses achados pré-clínicos podem sinalizar processos fisiopatológicos desencadeados pela poluição advinda da queima de biomassa nas populações estudadas
Título em inglês
Cardiopulmonary effects of biomass-burning outdoor air pollution on sugarcane workers
Palavras-chave em inglês
Air poluttion
Biomass burning
Blood presure
Heart rate variability
Inflammatory makers
Inflammatory mediators
Lung function
Oxidative stress
Spirometry
Sugar cane
Resumo em inglês
Non-mechanized sugarcane harvesting preceded by burning exposes workers and people of neighboring towns to high concentrations of pollutants. This study was designed to assess cardiopulmonary impacts and biomarkers of oxidative stress triggered by exposure to pollution from sugarcane burning. Sugarcane workers (n=113) and healthy volunteers of a reference population (n=109) from the city of Mendonça (São Paulo, Brazil) were evaluated with spirometry, heart rate variability (HRV), antioxidant enzymes, plasma malonaldehyde and proinflammatory interleukins during non-harvest and harvest periods. Concentration of PM2.5 increased from 8g/m3 during nonharvest to 23.5g/m3 in the urban area and to 61g/m3 in sugarcane fields, during harvest. It was evidenced a more remarkable decrease in lung function, HRV and in activity of antioxidant enzymes among sugarcane workers, compared to individuals from the reference population. Malonaldehyde had elevated in both groups during harvest, with a higher increase among sugarcane workers. Furthermore, we found an increase in diastolic pressure only in sugarcane workers. Both sugarcane workers and volunteers from the local population exhibited significant cardiopulmonary and metabolic impacts of exposure to outdoor air pollution during harvest, with a higher magnitude of these alterations among sugarcane workers, which highlights the deleterious impact of air pollution. These preclinical findings may signal pathophysiological processes triggered by biomassburning outdoor pollution in the populations studied
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-12-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.