• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-21012016-112152
Documento
Autor
Nome completo
Daniel Araujo Ferraz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Takahashi, Walter Yukihiko (Presidente)
Damico, Francisco Max
Carani, Cleide Guimaraes Machado
Goldbaum, Mauro
Muccioli, Cristina
Título em português
Estudo comparativo de fotocoagulação panretiniana com e sem ranibizumabe intravítreo no tratamento da retinopatia diabética proliferativa
Palavras-chave em português
Complicações do diabetes
Fator A de crescimento endotelial vascular/antagonistas & inibidores
Inibidores da angiogênese/uso terapêutico
Lasers/utilização
Ranibizumabe
Retinopatia diabética/complicações
Retinopatia diabética/terapia
Tomografia de coerência óptica/métodos
Resumo em português
Objetivo: Comparar o efeito da terapia da fotocoagulação panretiniana (PFC) associada à injeção intravítrea de Ranibizumabe (RBZ) versus terapia isolada com PFC em pacientes com retinopatia diabética proliferativa (RDP) precoce, virgens de tratamento, com ou sem edema macular diabético (DME) durante 6 meses de acompanhamento. Projeto: Estudo prospectivo intervencionista, randomizado e controlado. Métodos: Sessenta olhos de 30 pacientes com RDP bilateral precoce foram randomizados para o grupo de estudo (GE) que foram tratados com PFC associado a duas injeções de RBZ intravítreo (0.5mg/0.05ml) ou para o grupo controle (GC) tratados apenas com PFC. Mudanças na acuidade visual (AV) corrigida, na sensibilidade ao contraste (SC) e na espessura foveal (EF) foram comparados no início, e nos 1, 3 e 6 meses após o tratamento. Resultados: No GE, a diferença na média da AV do baseline para o mês 6 teve um aumento significativo de + 3,4 letras (p = 0,006) e uma diminuição significativa na EF de - 47.6um (p < 0,001). No GC, a diferença na média da AV teve uma diminuição de - 3,4 letras (p = 0,04) e uma mudança na EF de -3.8 um (p = 0,96). Com relação ao teste de SC dentre os 28 olhos do GE, houve uma melhora no mês 6 em relação ao baseline nos ciclos: 1,5 (p < 0.001) e 3,0 ciclo (p=0.023). Dentre os 30 olhos do GC, não houve uma diferença estatística nos momentos estudados. Conclusão: A injeção intravítrea de RBZ associado com PFC pode ser um tratamento eficaz em olhos de pacientes com RDP precoce e EMD
Título em inglês
A comparative study of panretinal photocoagulation with and without intravitreal ranibizumab in treatment of proliferative diabetic retinopathy
Palavras-chave em inglês
Angiogenesis inhibitors/therapeutic use
Diabetes complications
Diabetic retinopathy/complications
Diabetic retinopathy/therapy
Lasers/utilization
Optical coherence tomography/methods
Ranibizumab
Vascular endothelial growth factor A/antagonists & inhibitors
Resumo em inglês
Purpose: To compare the efficacy of therapy with panretinal photocoagulation (PRP) and intravitreal ranibizumab (RBZ) injection versus PRP alone in patients with treatment-naive bilateral non-high risk proliferative diabetic retinopathy (PDR) with and without diabetic macular edema (DME) with a 6-month follow-up. Design: Prospective, interventional, randomized controlled trial. Methods: Sixty eyes of 30 patients with bilateral non-high risk PDR were randomized either to the study group (SG) receiving PRP plus two intravitreal ranibizumab injections (0.5mg/0.05ml), the first one week before and the second four weeks after the PRP or to the control group (CG) receiving PRP alone. Mean change in best-corrected visual acuity (BCVA), contrast sensitivity (CS) and central macular thickness (CMT) were compared at baseline and 1, 3 and 6 months after treatment. Results: Changes from baseline to 6 months showed in the SG an increased in the BCVA by + 3.4 letters (p= 0.006) with a decrease in CMT by - 47.6um (p < 0.001). In the CG, a decrease by - 3.4 letters (p = 0.04) and an decrease by -3.8um (p= 0.96). Regarding the CS in the SG, there was an improvement compared to baseline for the sixth month in the 1.5 (p < 0.001) and 3.0 cycles (p = 0.023). The CG did not show significant results from baseline to month 6. Conclusion: Intravitreal RBZ associated with PRP can be an effective treatment in eyes with non-high risk PDR and DME
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.