• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-11012016-154124
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo França de Espindola
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
José Junior, Newton Kara (Presidente)
Arieta, Carlos Eduardo Leite
Campos, Mauro Silveira de Queiroz
Santhiago, Marcony Rodrigues de
Schor, Paulo
Título em português
Comparação prospectiva e randomizada entre DisCo Visc e hidroxipropilmetilcelulose 2% durante a facoemulsificação
Palavras-chave em português
Catarata
Córnea
Edema de córnea
Endotélio da córnea
Facoemulsificação
Pressão intraocular
Soluções viscoelásticas
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Comparar duas soluções viscoelásticas, ácido hialurônico 1,6%/sulfato de condroitina 4% (DisCoVisc®, Alcon Laboratórios, EUA) e hidroxipropilmetilcelulose 2% (HPMC, Ophthalmos, Brasil), com relação ao desempenho durante a facoemulsificação (FACO) e o implante de lente intraocular. MÉTODOS: Foi realizado um ensaio clínico randomizado, envolvendo 78 olhos (39 pacientes) submetidos à FACO bilateral, por um único cirurgião. Os pacientes foram randomizados para receber DisCoVisc ou HPMC no primeiro olho. O olho contralateral foi operado mais tarde recebendo a outra solução viscoelástica em todas as etapas da cirurgia. Examinadores mascarados realizaram as avaliações pré e pósoperatórias (5, 24 e 48 horas; 7 e 14 dias; 3 e 6 meses), incluindo a medida da pressão intraocular (PIO), espessura cornena central (ECC) e acuidade visual corrigida. A densidade endotelial foi realizada no pré-operatório e ao final do seguimento (6 meses). Variáveis intraoperatórias incluíram medidas da quantidade total de solução viscoelástica, tempo de ultrassom durante a FACO e tempo para a retirada completa da solução do olho. RESULTADOS: A densidade endotelial foi estatisticamente superior com DisCoVisc (2.214 ± 372 cel/mm2) do que com HPMC (2.032 ± 460 cel/mm2) ao final do seguimento (p = 0,001). Uma redução média de 7% e de 15%, respectivamente. Não houve diferença estatística entre as soluções viscoelásticas com relação a densidade da catarata (p = 0,363) e o tempo de ultrassom (p = 0,456). O tempo de aspiração da HPMC (0,22 ± 0,09 min) foi significativamente maior que o DisCoVisc (0,17 ± 0,06 min) (p = 0,001) e a quantidade de viscoelástico utilizada foi maior com a HPMC (1,35 ± 0,20 ml) do que com DisCoVisc (0,89 ± 0,11 ml) (p < 0,001). Não houve diferença estatisticamente significativa entre as soluções quanto a ECC e a PIO durante o seguimento. CONCLUSÕES: A densidade endotelial ao final do estudo foi significativamente maior com o uso de DisCoVisc, o que pode representar uma melhor proteção endotelial. Foi necessário uma menor quantidade de DisCoVisc e um tempo de aspiração menor durante a FACO com essa solução viscoelástica
Título em inglês
Prospective randomized comparison of DisCoVisc and 2% hydroxypropylmethilcellulose in phacoemulsification
Palavras-chave em inglês
Cataract
Corneal edema
Corneal endotheluim
Intraocular pressure
Ophthalmic viscosurgical devices
Phacoemulsification, Cornea
Resumo em inglês
INTRODUCTION: To compare two ophthalmic viscosurgical devices (OVDs), 1.6% hyaluronic acid/4% chondroitin sulfate (DisCoVisc®, Alcon Lab., USA) and 2% hydroxypropylmethylcellulose (HPMC, Ophthalmos, Brazil), in terms of their overall performance during phacoemulsification (PHACO) and intraocular lens implantation. METHODS: This prospective, randomized clinical trial comprised 78 eyes (39 patients) that underwent PHACO by the same surgeon. Patients were randomly assigned to receive DisCoVisc or HPMC on the first eye. The other eye was treated later and received the other OVD. Masked examiners measured intraocular pressure (IOP), central corneal thickness (CCT) and best-corrected visual acuity. The corneal endothelial cell density was measured at baseline and at 6 months postoperatively. Intraoperative variables include the total amount of the OVD, ultrasound and washout times. RESULTS: Corneal endothelial cell density was significantly higher with DisCoVisc (2.214 ± 372 cell/mm2) than HPMC (2.032 ± 460 cell/mm2) at the end of follow-up (p = 0.001). A mean reduction of 7% and 15%, respectively. There were no statistically significant differences between OVDs in terms of cataract density (p = 0.363) or ultrasound time (p = 0.456). Regarding washout time, it took longer to remove HPMC (0.22 ± 0.09 min) than DisCoVisc (0.17 ± 0.06 min) (p = 0.001), and the amount of viscoelastic material used was greater with HPMC (1.35 ± 0.20 ml) than DisCoVisc (0.89 ± 0.11 ml) (p < 0.001). There were no statistically significant differences between the two OVDs regarding CCT or IOP measurements at any point in time. CONCLUSION: The corneal endothelial cell loss was significantly less with DisCoVisc than HPMC, which can improve corneal endothelium protection. DisCoVisc was easier to remove after IOL implantation and fewer amounts were necessary during PHACO
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-01-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.