• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-15042009-165458
Documento
Autor
Nome completo
José Marcelo Farfel
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Jacob Filho, Wilson (Presidente)
Curiati, José Antonio Esper
Gorzoni, Milton Luiz
Nitrini, Ricardo
Pasqualucci, Carlos Augusto Goncalves
Título em português
Fatores relacionados à senescência e à senilidade cerebral em indivíduos muito idosos: um estudo de correlação clinicopatológica
Palavras-chave em português
Cérebro/patologia
Cognição
Doença de Alzheimer
Envelhecimento
Idoso de 80 anos ou mais
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Os estudos epidemiológicos apresentam limitações para a investigação dos fatores relacionados à senescência e à senilidade cerebral. A correlação clinicopatológica é o padrão-ouro para o diagnóstico definitivo de doença de Alzheimer (DA) e permite identificar os casos de DA em fase pré-clínica. Ainda há controvérsia acerca da existência de um limiar neuropatológico separando o envelhecimento normal da DA ou se há constituição de uma reserva cognitiva que protegeria idosos contra os achados cerebrais desta deonça. Este estudo visa investigar os mecanismos do processo de envelhecimento cerebral, através da busca de fatores associados com o processo natural de envelhecimento, DA pré-clínica e demência causada por DA. MÉTODOS: Estudo post-mortem, avaliando 141 indivíduos com idade igual ou superior a 80 anos, participantes do Banco de Cérebros do Projeto Envelhecimento Cerebral. Avaliação cognitiva foi realizada através de entrevista com informante de convívio próximo com o falecido, aplicando as escalas CDR e IQCODE. Avaliação neuropatológica foi realizada através de técnicas de imunohistoquímica, valendo-se do critério neuropatológico do CERAD e do NIA-RI e do estadiamento de Braak e Braak. Os participantes foram classificados como envelhecimento natural se: CDR=0 e CERAD=0 ou A e estágio de BraakIII, como DA pré-clínica se CDR=0 e CERAD B ou C e estágio de Braak IV e como portadores de demência por DA quando apresentaram CDR2 e CERAD B ou C e estágio de Braak IV. Dados demográficos, perfil funcional e comportamental, tabagismo, etilismo, hipertensão arterial, diabetes mellitus, doenças cardio e cerebrovascular e depressão foram comparados entre os grupos. A presença de alterações microvasculares foi registrada. RESULTADOS: Porcentagem considerável dos indivíduos portadores de CDR=0 preencheu um ou mais critérios neuropatológicos para DA. (29,8%, 31,6% e 19,3%, de acordo com o estadiamento de Braak e Braak e critérios do CERAD e NIA-RI, respectivamente). Gênero feminino foi mais prevalente no grupo demência por DA (OR:6,35 IC95%:1,58-25,51). Tabagismo foi mais prevalente entre os indivíduos do grupo envelhecimento normal quando comparado ao grupo DA pré-clínica (OR:4,44 IC95%:1,04-19,01) e ao subgrupo de mulheres portadoras de demência por DA (OR:9,00 IC95%:1,56-51,87). Maior nível educacional foi encontrado no grupo DA pré-clínica, comparado ao envelhecimento normal, de acordo com o estadiamento de Braak e Braak (OR:1,22 por ano estudado IC95%:1,01-,147). CONCLUSÕES: Um limiar neuropatológico associado à DA não pode ser determinado com base nos critérios neuropatológicos atuais. Em uma população muito-idosa, indivíduos com cognição intacta podem frequentemente abrigar achados cerebrais disseminados típicos de DA. Estes indivíduos provavelmente possuem maior reserva cognitiva, influenciada pelo nível de escolaridade. O tabagismo associa-se com menor concentração de achados cerebrais típicos de DA
Título em inglês
Factors related to brain senescence and senility in a very-old population: a clinicopathologic study
Palavras-chave em inglês
Aged 80 and over
Aging
Alzheimer disease
Cerebrum/pathology
Cognition
Resumo em inglês
BACKGROUND: Epidemiologic studies are limited to investigate the factors related to brain senescence and senility. The clinicopathological assessment is the gold standard for an accurate diagnosis of Alzheimer disease (AD) and permits the identification of the pre-clinical AD cases. It is a matter of debate whether there is a threshold for AD-type pathology to become clinically manifested or a cognitive reserve protecting individuals against cerebral burden. This study attempts to investigate the mechanisms related to brain aging process by searching for the factors associated with normal aging, pre-clinical AD and AD dementia. METHODS: A post-mortem study evaluating 141 cases, aged 80 years or older, randomly selected from the Brain Bank of the Brazilian Aging Brain Study. Cognitive evaluation was gathered through the CDR and the IQCODE, applied with a knowledgeable informant of the deceased. Neuropathologic examinations were performed using immunohistochemistry and were classified according to the CERAD and NIA-RI criteria and Braak and Braak staging. Cases were classified as normal aging if: CDR = 0, IQCODE <3.20, CERAD = 0 or A and Braak and Braak stage III. The pre-clinical AD group included subjects with CDR=0, IQCODE <3.20, CERAD B or C and Braak stage IV. Cases were considered as AD dementia when presented CDR 2, IQCODE > 3.80, CERAD B or C and Braak and Braak stage IV. Demographical data, functional and behavioral profile, history of cigarette smoking, alcohol abuse, hypertension, diabetes, stroke, cardiovascular disease and depression were compared between the groups. Microvascular findings were registered. RESULTS: A considerable percentage of CDR=0 subjects fulfilled one or more neuropathologic criteria for AD. (29.8%, 31.6% and 19.3%, according to Braak and Braak staging, CERAD and NIA-RI criteria, respectively). Female gender (OR:6.25 95% CI: 1.58-25.51) was associated to AD when compared to normal aging group. Cigarette smoking was more prevalent among the individuals of the normal aging group when compared to both the pre-clinical AD group (OR: 4.44 95%CI:1.04-19.01) and the female gender AD dementia subgroup. (OR: 9.00 95%CI:1.56-51.87). A higher educational level was found significant on the preclinical AD group when compared to normal aging group, according to Braak and Braak staging (OR: 1.22 per year of education 95%CI:1.011,47). CONCLUSION: A minimum neuropathologic threshold for AD cannot be determined based on current diagnostic criteria. On a very-old population, cognitively normal subjects can frequently harbor disseminate pathology of AD. These individuals probably have a higher cognitive reserve in which educational level may play an important role. Cigarette smoking is associated with lower burdens of AD-like pathologic findings in the brain
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Josemfarfel.pdf (2.83 Mbytes)
Data de Publicação
2009-04-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.