• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Flavio Akira Sakae
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Tsuji, Domingos Hiroshi (Presidente)
Braga, Natasha Mascarenhas Andrade
Miziara, Ivan Dieb
Sennes, Luiz Ubirajara
Ximenes Filho, João Aragão
Título em português
Distribuição das fibras colágenas e do sistema de fibras elásticas na camada superficial da lâmina própria da prega vocal com edema de Reinke
Palavras-chave em português
Colágeno
Cordas vocais
Edema laríngeo
Membrana mucosa
Tecido elástico
Resumo em português
A fisiopatologia do edema de Reinke ainda permanece desconhecida e poucos estudos abordam sobre as alterações das proteínas fibrosas, colágeno e elastina, na matriz extracelular da prega vocal com edema de Reinke. Por isso, este estudo foi idealizado para descrever a distribuição das fibras colágenas e do sistema de fibras elásticas do espaço de Reinke com edema de Reinke comparando com a prega vocal normal e com a severidade do edema. Foram obtidas 20 amostras de pregas vocais de indivíduos com edema de Reinke, sendo nove casos com edema de Reinke grau II e 11 casos grau III. Dezessete indivíduos eram do sexo feminino e três do sexo masculino, com idade variando de 47 a 62 anos (55 ± 4,4 anos). Quinze pacientes eram tabagistas e cinco ex-tabagistas, média e desvio padrão de 22 ± 10,7 maço/ano. O tempo de disfonia apresentou média e desvio padrão de 36 ± 16,6 meses. Dez pregas vocais normais de laringes humanas excisadas foram utilizadas como controles. Os métodos da Picrossírius-polarização e da Resorcina-fucsina de Weigert com oxidação prévia pelo oxone 10% foram empregados para visualização das fibras colágenas e do sistema de fibras elásticas, respectivamente. Uma avaliação semiquantitativa foi utilizada para categorizar os resultados histológicos que foram correlacionados com a idade, consumo de cigarro, tempo de disfonia e com a severidade do edema. Evidenciou-se que o arranjo entrelaçado das fibras colágenas semelhante a uma cesta de vime observado em pregas vocais normais estava desestruturado no edema de Reinke. A desestruturação foi caracterizada por um afastamento das fibras, fragmentação, formando áreas esparsas e tomadas por um estroma mixóide de quantidade variável. Todos os casos de edema de Reinke mostraram uma maior preservação do arranjo das fibras colágenas próximo ao epitélio da prega comparada com as fibras da camada mais profunda do espaço de Reinke. O arranjo do sistema de fibras elásticas formado por fibras finas e onduladas paralelas à membrana basal do epitélio e uma rede de fibras mais finas, logo abaixo da membrana basal do epitélio observado em pregas vocais normais estava desestruturado no edema de Reinke. Na avaliação semiquantitativa observou-se que moderada e intensa desestruturação ocorreram em 90% dos casos com relação às fibras colágenas e em todos os casos para o sistema de fibras elásticas. Houve uma correlação estatisticamente significante entre a idade e o grau de desestruturação das fibras colágenas (r=0,47, p=0,037). Houve diferenças estatisticamente significantes entre os edemas grau II e III quanto à desestruturação das fibras colágenas (p=0,007) e quanto à idade (p=0,036). Observamos com este estudo que as alterações nas proteínas fibrosas presentes no edema de Reinke podem contribuir com a deformidade da prega vocal
Título em inglês
Distribution of collagen fibers and elastic system fibers in the superficial layer of the lamina propria of the vocal fold with Reinkes edema
Palavras-chave em inglês
Collagen
Elastic tissue
Laryngeal edema
Mucous membran
Vocal cords
Resumo em inglês
The physiopathological mechanisms underlying Reinkes edema are still unknown and few studies addressed alterations in the fibrillar proteins, collagen and elastin, in extracellular matrix with Reinkes edema. This study was idealized to describe the distribution of collagen fibers and elastic system fibers in Reinkes space with Reinkes edema, comparing with normal vocal fold and with the severity of Reinkes edema. Twenty surgical vocal fold specimens were obtained from patients with Reinkes edema, nine cases presented grade II severity and 11 cases grade III. Seventeen subjects were females and three were males, ranging in age from 47 to 62 years (mean±SD 55 ± 4.4 years). Fifteen patients were smokers and five ex-smokers, mean±SD of 22 ± 10.7 pack-years. The duration of dysphonia ranged from 6 to 60 months (mean of 36 ± 16.6 months). Ten vocal folds from human larynges of nonsmokers cadavers were used as normal controls. The Picrosirius polarization method and the Weigerts resorcin-fuchsin stain after oxidation with 10% aqueous oxone were used for visualization of collagen fibers and the elastic system fibers, respectively. Findings were categorized semiquantitatively and correlated with age, cigarette smoking, duration of dysphonia and Reinkes edema severity. The intertwined network of collagen fibers resembling a wicker-basket found in normal vocal folds was disarranged in Reinkes edema. Disarrangement of collagen fibers was characterized by loosely arranged and fragmented fibers intermixed with varying amounts of myxoid stroma. All cases showed a better preservation of collagen fibers arrangement closer to the epithelium compared to fibers of the deeper of the Reinkes space. The elastic system fibers arrangement formed by a delicate network of thin and undulated fibers arranged in parallel to the epithelial basement membrane and a network of thinner fibers immediately below the basement membrane was disarranged. The semiquantitatively analysis showed that moderate and large areas of disarrangement of collagen fibers were found in 90% of cases and in all cases for elastic fibers. Age was significantly correlated with collagen fiber disarrangement (r=0.47, p=0.037). There was a statistical difference in collagen disarrangement (p = 0,007) and age (p=0,036) between grade II and grade III severity. In our study, the alterations in the fibrillar proteins observed in Reinkes edema may contribute to the vocal fold deformity
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FlavioASakae.pdf (3.83 Mbytes)
Data de Publicação
2008-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.