• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Luzia Maria Pozzobom Ventura Pizarro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Brito Neto, Rubens Vuono de (Presidente)
Costa Filho, Orozimbo Alves
Gomez, Maria Valeria Schmidt Goffi
Testa, José Ricardo Gurgel
Título em português
Maturação cortical e habilidades auditivas em usuários experientes de Vibrant Soundbridge: estudo eletrofisiológico e comportamental
Palavras-chave em português
Anormalidades congênitas
Percepção auditiva
Perda auditiva condutiva
Perda auditiva condutiva-neurossensorial mista
Potenciais evocados auditivos
Potencial evocado P300
Prótese ossicular
Razão sinal-ruído
Resumo em português
Introdução: A atresia congênita de orelha constitui uma deformidade presente ao nascimento, de prevalência unilateral, decorrente da alteração no desenvolvimento das estruturas das orelhas externa e média. Geralmente, provoca perda auditiva condutiva, e pode ser acompanhada por componente sensorioneural. Dentre as formas de tratamento disponíveis, encontra-se o implante de orelha média Vibrant Soundbridge (VSB), que tem se mostrado eficaz no tratamento deste tipo de alteração. A literatura mostra melhora nos limiares tonais e nos resultados dos testes de percepção auditiva da fala, realizados com o uso do processador de fala após a cirurgia. Considerando que os indivíduos com este tipo de malformação podem passar por um período de privação sensorial auditiva anterior à reabilitação, torna-se interessante avaliar o estágio maturacional das estruturas auditivas corticais e o processamento das informações auditivas em nível central, bem como, verificar o benefício da indicação do VSB unilateral em situação de escuta difícil. Não foram encontrados estudos que abordam este aspecto e o emprego dos potenciais evocados auditivos corticais (PEAC) e do P300 em usuários de VSB. Objetivo: Analisar o impacto da perda auditiva condutiva e mista nos PEAC e P300 em usuários de VSB unilateral, com atresia de orelha bilateral, e verificar as habilidades auditivas, em situação de escuta difícil, considerando a indicação do VSB unilateral. Casuística e método: Vinte indivíduos, divididos em dois grupos, pareados em idade, sexo e grau de escolaridade. G1: dez indivíduos com perda auditiva condutiva ou mista bilateral, usuários de VSB unilateral, atendidos na Instituição de realização da pesquisa. Todos fizeram uso de aparelhos auditivos convencionais antes do VSB. G2: Dez indivíduos normo-ouvintes. Realização de audiometria em campo livre com o uso do VSB (apenas o G1), avaliação das habilidades auditivas pelo Hearing in Noise Test, pesquisa dos componentes P1, N1, P2, N2 e P300, em campo calibrado. Resultados: A média dos limiares tonais nas frequências de 500 a 3000 Hz, de 20 a 36 dB NA, mostrou que o VSB possibilitou o acesso aos sons da fala. Não foi observada diferença estatisticamente significante entre os valores de latência dos PEAC e P300 entre os grupos. Foi observada diferença estatisticamente significante entre o limiar de reconhecimento de sentenças e a relação sinal/ruído entre os grupos, sendo os melhores resultados apresentados pelo G2. Conclusão: Indivíduos com atresia de orelha e perda auditiva condutiva ou mista bilateral, quando adequadamente reabilitados, podem atingir a maturação das vias auditivas centrais e o processamento da informação auditiva em nível cortical. As habilidades de reconhecimento auditivo, sem e com ruído competitivo, mostraram-se defasadas quanto à normalidade, apontando para a indicação do VSB bilateral
Título em inglês
Cortical maturation and auditory skills in experienced users of Vibrant Soundbridge: electrophysiological and behavioral study
Palavras-chave em inglês
Auditory perception
Congenital abnormalities
Event-related potentials P300
Evoked potentials auditory
Hearing loss conductive
Hearing loss mixed-conductive-sensorineural
Ossicular prosthesis
Signal-to-noise ratio
Resumo em inglês
Introduction: Congenital aural atresia is a congenital deformity. It is unilaterally prevalent due to alterations in the development of the external and middle ear structures. Congenital aural atresia causes conductive hearing loss and can be accompanied by sensorineural component. Among the available forms of treatment is the middle ear implant, Vibrant Soundbridge (VSB), which has been shown to be effective in treating this type of alteration. The literature shows improvement in tonal thresholds and in the results of tests of auditory perception of speech that were performed using the speech processor after surgery. Individuals with this type of malformation often experience a period of auditory sensory deprivation prior to rehabilitation. Hence, it is important to evaluate the maturation stage of the cortical auditory structures, the processing of auditory information at the central level, and to verify the benefit of unilateral VSB in difficult listening situations. There are no previous data on this aspect and with the use of cortical auditory evoked potentials (CAEP) and event-related potential (P300) in users of VSB. Aim: To analyze the impact of conductive and mixed hearing loss on CAEP and P300 in unilateral VSB users with bilateral ear atresia. To verify the auditory abilities in a difficult listening situation considering the indication for unilateral VSB. Materials and methods: Twenty individuals were divided into two groups matched for age, sex, and educational level. G1 comprised ten individuals with bilateral conductive or mixed hearing loss and users of unilateral VSB, who visited the research institution. All subjects used conventional hearing aids prior to VSB. G2 comprised ten normal hearing individuals. Audiometry in the free field was performed with the use of VSB (G1 only) and evaluation of hearing skills by the Hearing in Noise Test was conducted; components P1, N1, P2, N2, and P300 in a calibrated field were recorded. Results: Evaluation of the mean tonal thresholds in the frequencies between 500 and 3000 Hz, from 20 to 36 dB HL, demonstrated that VSB allowed access to speech sounds. There was no statistically significant difference in the CAEP and P300 latency values between the two groups. A statistically significant difference was observed in the sentence recognition threshold and the signal-to-noise ratio between the groups, with best results presented by G2. Conclusion: Individuals with congenital aural atresia and bilateral conductive or mixed hearing loss may reach maturation of the central auditory pathway and achieve adequate processing of auditory information at the cortical level, when rehabilitated. The auditory recognition skills, with and without competitive noise, were shown to be out of phase with normality, indicating the need for a bilateral VSB
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-09-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.