• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-26112012-112234
Documento
Autor
Nome completo
Raquel Salomone
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Bento, Ricardo Ferreira (Presidente)
Brito Neto, Rubens Vuono de
Lazarini, Paulo Roberto
Testa, José Ricardo Gurgel
Tsuji, Robinson Koji
Título em português
Regeneração do ramo mandibular do nervo facial de ratos após a implantação de células multipotentes do estroma mesenquimal indiferenciadas e diferenciadas in vitro que  apresentam fenótipo de células de Schwann
Palavras-chave em português
Células de Schwann
Células-tronco
Condução nervosa
Eletromiografia
Histologia comparada
Nervo facial
Ratos Wistar
Regeneração nervosa
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O nervo facial desempenha um papel importante em diversas funções fisiológicas no organismo, no entanto, distúrbios funcionais desse nervo podem também afetar a psique do indivíduo, provocando mudanças significativas na autoimagem, interferindo no rendimento profissional e piorando a qualidade de vida. Lesões graves do nervo facial (neurotmeses) mesmo quando tratadas precocemente apresentam resultados funcionais pobres. Com a recente descoberta das células-tronco, as células multipotentes do estroma mesenquimal indiferenciadas (CMEMi) ou diferenciadas em células com fenótipo de células de Schwann (CMEMd) podem ser uma alternativa melhor para o tratamento de lesões graves do nervo facial. OBJETIVOS: Avaliar a melhora funcional e histológica do ramo mandibular do nervo facial após neurotmese e implantação das CMEMi e CMEMd. MÉTODOS: Em 48 ratos Wistar realizou-se a neurotmese do ramo mandibular direito do nervo facial com a formação de um hiato de 3mm e a tubulização (conduíte de silicone) da região do nervo lesada. Foram criados quatro grupos de acordo com o método de reparo: conduíte de silicone vazio (grupo A, grupo controle); conduíte de silicone com gel acelular (grupo B); conduíte de silicone com gel acelular e CMEMi (grupo C), e conduíte de silicone com gel acelular e CMEMd (grupo D). Um quinto grupo, grupo N, foi criado a partir de segmentos do nervo normal para a avaliação histológica. Os resultados funcionais foram avaliados com o estudo de condução nervosa e os histológicos por avaliação qualitativa e quantitativa dos segmentos proximais e distais. RESULTADOS: Na avaliação funcional, após 6 semanas, os grupos C e D apresentaram amplitudes maiores que os grupos A e B (p<0,001). O grupo C apresentou duração menor que os grupos A, B e D (p<0,001). Na avaliação qualitativa dos segmentos proximais, houve pouca diferença entre os grupos, já nos segmentos distais, as diferenças dos grupos A e B em relação aos grupos C e D foram bem evidentes, no entanto, em ambos os segmentos, o grupo C foi o que mais se aproximou do nervo normal. Na avaliação histológica quantitativa do segmento proximal, não houve diferença no número total e na densidade axonal entre os grupos (p0,169), somente nos diâmetros axonais dos grupos A e B quando comparados ao nervo normal (p<0,001). No segmento distal, o número e a densidade axonal do grupo C foram maiores que os do grupo A e B (p=0,001) e iguais as do grupo D (p=0,711), porém, em todos os grupos, número e a densidade axonal foram menores que do grupo N (p0,003). Não houve diferença na média dos diâmetros entre os grupos operados (p0,007), somente quando comparados com o grupo N (p<0,001). CONCLUSÕES: As CMEMi assim como as CMEMd beneficiaram a regeneração do ramo mandibular do nervo facial de ratos Wistar, contudo, as CMEMi apresentaram resultados funcionais e histológicos melhores que as CMEMd
Título em inglês
Regenereation of the mandibular branch of rats' facial nerve regenereation after implanting undifferenciated mesenchymal stromal multipotent cells and differenciated Schwann-like cells in vitro
Palavras-chave em inglês
Electromyography
Facial nerve
Histology comparative
Nerve regeneration
Neural Conduction
Rats Wistar
Schwann cells
Stem cells
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Facial nerve performs an important function in different physiological activities in the organism, however, functional disturbances of such nerve may also attack a persons mind, causing expressive changes in their self-image, interfering in professional life and aggravating their quality of life. Severe lesions in the facial nerve (neurotmesis) present poor functional results even when early treated. With recent discovering of the stem cells, undifferentiated multipotent stem cell (uMSC) from mesenchymal stroma or differentiated to Schwann cell-like (dMSC) can be a better perspective to treat severe lesion of the facial nerve. OBJECTIVES: The objective of this study is to evaluate the functional and histological improvement of the mandibular branch after neurotmesis and implantation of the uMSC and dMSC. METHODS: The neurotmesis of the right mandibular branch of the facial nerve with a 3mm gap formation and tubulization (silicone tubing) of the wounded nerve area was performed in 48 Wistar rats. Four groups were divided according to the restoration method: empty silicone tubing (group A, control group); silicone tubing with non-cell gel (group B); silicone tubing with non-cell gel and uMSC (group C) and silicone tubing with non-cell gel and dMSC (group D). A fifth group (N) was created from the normal nerve segments to perform histological evaluation. The nerve conduction study evaluated the functional results; quantity and quality evaluation of the distal and proximal segment evaluated the histological results. RESULTS: After six weeks, regarding functional evaluation, groups C and D presented larger amplitude than groups A and B (p<0.001). Group C presented lesser duration than groups A, B and D (p<0.001). There was little difference among the groups in the quality evaluation of the proximal segments; on the other hand, the differences in groups A and B in relation to groups C and D were quite expressive in the distal segments. However, group C, in both segments, was the one that came closer to the normal nerve. Regarding quantity histological evaluation of the proximal segment, there was no difference in the total number and in the axonal density among the groups (p0.169); there was difference only in the axonal diameters in groups A and B when compared to normal nerve (p<0,001). Regarding distal segment, axonal density and number, in group C, were higher than in group A and B (p=0.001) and the same as in group D (p=0,711), but number and axonal density were lesser than in group N (p0,003). There was no difference in the diameter average among the operated groups (p0.007), when only compared to group N (p<0.001). CONCLUSION: Both uMSC and dMSC benefited regeneration of the mandibular branch of the facial nerve in Wistar rats, although uMSC presented better functional and histological results
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RaquelSalomone.pdf (1.77 Mbytes)
Data de Publicação
2012-11-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.