• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-05052011-143730
Documento
Autor
Nome completo
Tatiana Regina Teles Abdo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Voegels, Richard Louis (Presidente)
Kokron, Cristina Maria
Pinna, Fabio de Rezende
Rapoport, Priscila Bogar
Sennes, Luiz Ubirajara
Título em português
Impacto da sinusectomia funcional endoscópica na qualidade de vida de pacientes com imunodeficiência comum variável e rinossinusite crônica
Palavras-chave em português
Imunodeficiência de variável comum
Período pós-operatório
Qualidade de vida
Sinusite/cirurgia
Resumo em português
Pacientes com imunodeficiência comum variável (ICV) são susceptíveis à ocorrência de infecções bacterianas de repetição, sendo a rinossinusite uma das mais prevalentes. Ainda que muitos pacientes apresentem melhora clínica após o início da terapia de reposição de gamaglobulinas, a rinossinusite crônica (RSC) permanece como um problema para esses pacientes. A sinusectomia funcional endoscópica (FESS) é indicada na falha do tratamento clínico maximizado na RSC. Entretanto, há carência de estudos que avaliem o impacto da sinusectomia no tratamento da RSC em pacientes com ICV. Neste estudo prospectivo, descrevemos o impacto da FESS na qualidade de vida de 16 pacientes com ICV e RSC em reposição de gamaglobulina, analisamos as modificações na intensidade dos sintomas clínicos e na endoscopia nasal entre o pré-operatório e pós-operatório de 1 ano desses pacientes, a redução do uso de antibioticoterapia e o quadro de RSC no pós-operatório. Utilizamos o SNOT-20p para a análise da qualidade de vida; a escala analógica visual (VAS) para a análise dos sintomas; os critérios de LundKennedy para a endoscopia e os critérios de Lund-MacKay para a tomografia. A pontuação total (2,52±1,05(1,5-4,40) vs. (1,92±1,40(0,70-3,55), p=0,008) e a pontuação nos cinco itens considerados mais importantes (4,10±1,35(2.6-5.00) vs. 2,90±1,75(1,20-4,60), p=0,003) apresentadas pelos pacientes no questionário SNOT-20p apontaram uma diferença estatisticamente significante entre o pré-operatório e o pósoperatório de 1 ano. Quanto ao quadro geral de rinossinusite, 62,5% dos pacientes referiram melhora, 25% não perceberam diferença e 12,5% sentiram-se piores no pós-operatório de 1 ano. A redução de uso de antibiótico foi verificada em 68,8% dos pacientes. Ainda, a comparação dos valores pré-operatórios e pós-operatórios das queixas de obstrução nasal, rinorreia e congestão/dor na face e da endoscopia foi estatisticamente significante. Nossos achados sugerem que pacientes com ICV e RSC apresentam melhora na qualidade de vida, dos sintomas e da endoscopia nasal em 1 ano de pós-operatório quando submetidos à FESS, além da redução do uso de antibióticos e melhora no quadro de rinossinusite
Título em inglês
Impact of functional endoscopic sinus surgery on quality of life in patients with common variable immunodeficiency and chronic rhinosinusitis
Palavras-chave em inglês
Common variable immunodeficiency
Postoperative period
Quality of life
Sinusitis/surgery
Resumo em inglês
Patients with common variable immunodeficiency (CVID) are susceptible to recurrent bacterial infections, of which rhinosinusitis is one of the most prevalent. Although many patients experience clinical improvement with gamma-globulin replacement therapy, chronic rhinosinusitis (CRS) remains an issue. Functional endoscopic sinus surgery (FESS) is indicated in the treatment of CRS when clinical treatment options have been exhausted. Few studies have assessed the impact of FESS in the treatment of CVID patients with CRS. This prospective study describes the impact of FESS on quality of life in 16 patients with CVID and CRS undergoing immunoglobulin replacement therapy, assesses endoscopic and clinical changes (symptom intensity) between the preoperative period and 1-year follow-up, and evaluates postoperative reductions in antibiotic use and overall improvement of CRS symptoms. The Sino-Nasal Outcome Test (SNOT-20) was used for assessment of quality of life. Symptom intensity was scored on a visual analog scale (VAS), and the LundKennedy and Lund-MacKay scores were used in endoscopic and CT assessment respectively. At one-year follow-up, SNOT-20 scores had significantly improved from baseline (total score, 2,52±1,05 (range, 1,50-4,40) vs. 1,92±1,40 (0,70-3,55), p=0,008; five most important items, 4,10±1,35 (2,60-5,00) vs. 2,90±1,75 (1,20-4,60), p=0,003). Also at one-year follow-up, 62.5% of patients reported clinical improvement and 25% reported no perceivable difference in symptoms, whereas 12,5% felt worse than at baseline. Reductions in antibiotic use were achieved in 68.8% of patients. Comparison of pre- and postoperative clinical complaints (nasal obstruction, nasal discharge or congestion, facial pain) and endoscopic findings showed statistically significant differences. These findings suggest that patients with CVID and CRS experience significant improvement in quality of life, symptoms, and endoscopic abnormalities within one year of FESS, as well as reduced antibiotic use and overall improvement in rhinosinusitis-related clinical manifestations
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-05-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.