• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2019.tde-27022019-122105
Documento
Autor
Nome completo
Bernardo Carramão Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Lafer, Beny (Presidente)
Elkis, Helio
Neufeld, Carmem Beatriz
Rangé, Bernard Pimentel
Serafim, Antonio de Padua
Título em português
Intervenção combinada de terapia cognitivo comportamental e reabilitação neuropsicológica em grupo para portadores de transtorno do humor bipolar
Palavras-chave em português
Ensaio clínico controlado
Psicoterapia de grupo
Reabilitação
Terapia cognitiva
Testes neuropsicológicos
Transtorno bipolar
Resumo em português
Mesmo quando adequadamente medicados pacientes com transtorno bipolar (TB) apresentam elevadas taxas de recaída, considerável sintomatologia residual e prejuízo funcional. Intervenções psicoterápicas têm sido propostas com intuito de aumentar o período de remissão e reduzir sintomas de humor, porém os achados iniciais ainda são controversos e pouco se sabe sobre a eficácia de tais intervenções em desfechos funcionais. Ao mesmo tempo diversos estudos apontam para um prejuízo cognitivo entre uma parcela significativa destes pacientes que perdura mesmo na fase eutímica. A Neuropsicologia clínica oferece instrumentos para quantificar este prejuízo e melhor compreender os achados de ensaios clínicos em psicoterapia no TB. Diversos autores desenvolveram intervenções de reabilitação cognitiva a fim de melhorar tanto o prejuízo cognitivo e funcional bem como diminuir sintomatologia depressiva, porém os achados até o momento não apresentam evidência de uma eficácia robusta. Dessa forma, novas intervenções psicoterápicas se mostram necessárias. Desenvolvemos um novo protocolo de psicoterapia em grupo baseado na experiência prévia do grupo que objetiva prevenir novos episódios e melhorar a performance cognitiva e funcionalidade dos pacientes com TB. Metodologia: Foram incluídos 60 pacientes neste ensaio clínico cego controlado randomizado com portadores de TB tipo I ou II que se encontravam em uso de tratamento farmacológico padrão. O grupo controle foi mantido apenas em uso de tratamento padrão e o grupo experimental, além desse participou de 12 sessões semanais desta nova intervenção chamada de Reabilitação Cognitivo Comportamental (RCC). Inicialmente todos participantes eram avaliados para presença de episódios de humor, funcionalidade e desempenho cognitivo o que foi repetido após 12 semanas e nove meses do início da fase interventiva, totalizando 12 meses de seguimento. Resultados: Ao todo 39 pacientes fora incluídos nas análises finais e 21 foram excluídos, não havendo diferença entre os grupos para as perdas de indivíduos. Trinta e nove pacientes foram randomizados sendo que 20 participaram das sessões de RCC e 19 mantidos sobre tratamento padrão e todos participaram das reavaliações após o fim das 12 semanas de tratamento, porém o período de 12 meses não foi atingido por todos os participantes e, assim são apresentados os resultados parciais do pós-tratamento. Não houve diferença entre os grupos para tempo até novo episódio de humor bem como nas escalas de funcionalidade e de qualidade de vida. O grupo de RCC melhorou seu desempenho no reconhecimento total de emoções e reduziu seu tempo de reação. Conclusão: A nova intervenção proposta não foi eficaz na prevenção de novos episódios de humor no transtorno bipolar embora pareça melhorar de forma específica alguns domínios cognitivos comumente reportados como prejudicados no TB
Título em inglês
Combined intervention of cognitive behavioral therapy and neuropsychological group rehabilitation for patients with bipolar disorder
Palavras-chave em inglês
Bipolar disorder
Cognitive therapy
Controlled clinical trial
Group psychotherapy
Neuropsychological tests
Rehabilitation
Resumo em inglês
Even when correctly medicated patients with bipolar disorder (BD) continue to present high rates of relapse, considerable residual symptomatology and functional impairment. Psychotherapeutic interventions have been proposed aiming to increase the remission period and reduce mood symptoms, however initial results are still controversial and little is known about the effectiveness of such interventions in functional outcomes. At the same time, several studies point to cognitive impairment among a significant portion of these patients that lasts even in the euthymic phase. Clinical Neuropsychology offers tools to quantify this impairment and to better understand the findings of clinical trials in psychotherapy in BD. Authors have developed cognitive rehabilitation interventions to improve both cognitive and functional impairment as well as reduce depressive symptoms, but the findings so far have not provided evidence of robust efficacy. Thus, new psychotherapeutic interventions are needed. We developed a new protocol in group psychotherapy based on previous experience of the group aiming at preventing new episodes and improving cognitive performance and functionality of patients with TB. Method: Sixty patients were included in this randomized controlled clinical trial with type I or II TB patients who were using standard pharmacological treatment. The control group was maintained only on standard treatment and the experimental group, in addition to this, participated in 12 weekly sessions of this new intervention called Cognitive Behavioral Rehabilitation (RCC). Initially all participants were evaluated for episodes of mood, functionality and cognitive performance, which was repeated after 12 weeks and nine months after the beginning of the intervention phase, totaling 12 months of follow-up. Results: A total of 39 patients were included in the final analysis and 21 were excluded, with no difference between groups for the loss of individuals. Thirty-nine patients were randomized, 20 of which participated in RCC sessions and 19 maintained on treatment as usual and all participated in the re-evaluations after the end of the12-week treatment, but the 12-month period has not been reached by all participants and therefore we present the preliminary results of the post-treatment. There was no difference between groups for time to new mood episode as well as for functional and quality of life scales. The RCC group improved their performance in total recognition of emotions and reduced their reaction time. Conclusion: The new proposed intervention was not effective in preventing new mood episodes in bipolar disorder although it seems to improve in a specific way some cognitive domains commonly reported as impaired in TB
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-03-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.