• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Moreno Grangeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Guarniero, Roberto (Presidente)
Godoy Junior, Rui Maciel de
Montenegro, Nei Botter
Reis, Fernando Baldy dos
Rodrigues, Marcelo Bordalo
Título em português
Estudo do suprimento arterial da epífise femoral proximal na doença de Legg-Calvé-Perthes pela angioressonância magnética
Palavras-chave em português
Angiografia
Angiografia por ressonância magnética/métodos
Doença de Legg-Calvé-Perthes
Espectroscopia de ressonância magnética
Isquemia
Necrose da cabeça do fêmur
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A doença de Legg-Calvé-Perthes (DLCP) é caracterizada pela necrose idiopática da epífise femoral proximal na criança. A interrupção do suprimento arterial para a cabeça femoral é o fator etiopatogênico mais aceito. Embora as angiografias sejam a base para as investigações das causas vasculares, elas não avançaram na DLCP devido a limitações éticas, por serem procedimentos invasivos com exposição à radiação ionizante e pela potencial toxicidade do contraste iodado. O objetivo primário foi avaliar a rede arterial da epífise proximal do fêmur em crianças com DLCP unilateral, particularmente a artéria circunflexa femoral medial (ACFM) que nutre a referida epífise, comparando o quadril afetado com o quadril contralateral não afetado. A técnica usada foi a angiografia por ressonância magnética (angioRM) que permite o estudo vascular sem as limitações e os riscos inerentes à angiografia convencional. A sequência angiográfica usada foi TRICKS (Time Resolved Imaging of Contrast KinecticS) que utiliza técnica de aquisição de imagens com foco na resolução temporal do contraste (identificação da passagem do contraste pelos vasos ao longo do tempo). MÉTODOS: Os dados foram obtidos a partir de uma amostra consecutiva composta por 24 pacientes com DLCP unilateral admitidos no ambulatório de ortopedia pediátrica de um hospital terciário de maio de 2013 a dezembro de 2016. Os exames de angioRM-TRICKS foram avaliados por dois radiologistas e o consenso foi usado para a análise. RESULTADOS: Foram realizados 24 exames. A idade média foi de 7,9 +/- 2,1 anos. O trajeto da ACFM foi analisado no plano coronal dos exames de angioRM-TRICKS. No segmento 1 (da origem até a borda medial do colo femoral), havia 100% de visibilidade no lado da DLCP, bem como no lado contralateral. No segmento 2 (da borda medial do colo femoral até a borda lateral do colo femoral), houve 63% de visibilidade no lado DLCP e 71% de visibilidade no lado contralateral. No segmento 3 (ponto de entrada no sulco intertrocantérico), houve 25% de visibilidade no lado com DLCP e 17% de visibilidade no lado contralateral. O segmento 4 (ramo terminal e ascendente na face lateral do colo do fêmur) foi 100% não visibilizada no quadril com DLCP nem no lado sem a doença. CONCLUSÕES: A angioRM-TRICKS fornece imagens bem definidas do suprimento arterial para a epífise femoral proximal em crianças com a DLCP. Não foram encontradas diferenças significativas nos trajetos analisados da ACFM entre o lado acometido e o lado sem a DLCP. Com os exames de angioRM-TRICKS não foi possível visibilizar o trecho ascendente epifisário lateral, ramo terminal da ACFM, tanto nos quadris afetados quanto nos quadris sem a DLCP
Título em inglês
Study of the arterial blood supply of the proximal femoral epiphysis in Legg-Calvé-Perthes disease by the use of magnetic resonance angiography
Palavras-chave em inglês
Angiography
Femur head necrosis
Ischemia
Legg-Calve-Perthes disease
Magnetic resonance angiography/methods
Magnetic resonance spectroscopy
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Legg-Calvé-Perthes disease (LCPD) is characterized by idiopathic necrosis of the proximal femoral epiphysis in the child. Interruption of the arterial supply to the femoral head is the most accepted etiopathogenic factor. Although angiograms are the basis for investigations of vascular causes, they have not progressed in LCPD due to ethical limitations, because they are invasive procedures with exposure to ionizing radiation and the potential toxicity of iodinated contrast. The primary objective was to evaluate the arterial network of the proximal femoral epiphysis in children with unilateral LCPD, particularly the medial femoral circumflex artery (MCFA) that supplies the epiphysis, comparing the affected hip with the unaffected contralateral hip. The technique used was magnetic resonance angiography (MRA) that allows vascular study without the limitations and risks inherent in conventional angiography. The angiographic sequence used was TRICKS (Time Resolved Imaging of Contrast KinecticS), which uses an image acquisition technique focused on temporal resolution of contrast (identification of the passage of contrast by vessels over time). METHODS: Data were obtained from a consecutive sample composed of 24 patients with unilateral LCPD who were admitted to the pediatric orthopedic outpatient clinic of a tertiary hospital from May 2013 to December 2016. Two radiologists evaluated the MRA-TRICKS exams and the consensus was used for the analysis. RESULTS: Twenty-four examinations were performed. The mean age was 7.9 +/- 2.1 years. The MCFA trajectory was analyzed in the coronal plane of the MRA-TRICKS exams. In segment 1 (from the origin to the medial border of the femoral neck), there was 100% visibility on the LCPD side, as well as on the contralateral side. In segment 2 (from the medial border of the femoral neck to the lateral border of the femoral neck), there was 63% visibility on the LCPD side and 71% visibility on the contralateral side. In segment 3 (entry point in the intertrochanteric groove), there was 25% visibility on the LCPD side and 17% visibility on the contralateral side. Segment 4 (terminal and ascending limb on the lateral aspect of the femoral neck) was 100% not seen in the hip with LCPD or on the side without the disease. CONCLUSIONS: MRA-TRICKS provides well-defined images of the arterial supply to the proximal femoral epiphysis in children with LCPD. No significant differences were found in the analyzed ACFM pathways between the affected side and the non- LCPD side. With the MRA-TRICKS exams, it was not possible to visualize the ascending lateral epiphyseal segment, terminal branch of the MCFA, both in the affected hips and in the hips without the LCPD
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.