• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2012.tde-09012013-170224
Documento
Autor
Nome completo
Kátia Campos dos Anjos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Rezende, Marcelo Rosa de (Presidente)
Costa, Antonio Carlos da
Silva, Jorge dos Santos
Título em português
Implicações sociais e econômicas nos pacientes vítimas de acidentes com motocicleta internados no IOT-HCFMUSP
Palavras-chave em português
Acidentes de trânsito
Consequências de acidentes
Impacto psicossocial
Motocicletas
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Os acidentes de trânsito são considerados um problema de saúde pública, identificado como umas das primeiras causas de morte violenta no mundo. No Brasil, a cada minuto uma pessoa morre ou fica ferida em consequência de acidentes com motocicletas. Este estudo teve como objetivo verificar o perfil e as implicações sociais e econômicas dos pacientes vítimas de acidentes com motocicleta. MÉTODO: Estudo prospectivo que avaliou 68 motociclistas na condição de condutor ou passageiro, no momento da internação e após seis meses decorridos do acidente. Utilizou-se questionário abordando perguntas quantitativas e qualitativas. RESULTADO: A motocicleta é responsável por 12% das internações na Instituição, 54,4% são jovens de até 28 anos de idade. 92,6% são condutores e 91,2% do sexo masculino. 50% utilizavam a moto como meio de transporte diário, sendo que 70,6% aprenderam a dirigir sozinhos, com parentes ou amigos. Na reavaliação após seis meses 94,1% necessitaram da ajuda de alguém e 83,8% tiveram a dinâmica familiar alterada em decorrência do acidente. 73,5% não retornaram as atividades profissionais, 80,9% precisaram de dinheiro extra, e destes 45,6% resolveram a situação financeira com empréstimos. Quanto às atividades de lazer, antes do acidente 64,7% praticavam atividades esportivas e após o acidente, 50% não exerciam nenhuma prática, restringindo-se ao ambiente doméstico. Os principais impactos mencionados foram: limitação dos movimentos (52,9%), maior atenção e direção defensiva (32,4%) e medo (27,9%). As mudanças mais expressivas ocorridas no dia-a-dia foram: locomoção (95,6%), a família (61,8%) e o relacionamento afetivo (16,2%). CONCLUSÃO: O acidente de motocicleta é um problema de saúde pública que afeta a população jovem e economicamente ativa do país. A incapacidade temporária ou permanente determina a alteração da dinâmica familiar; trauma psicológico e afetivo, comprometimento do lazer e mudança no comportamento do indivíduo. As dificuldades econômicas em decorrência da perda de produção e aumento de gastos com o tratamento geram dificuldades financeiras e causam impacto negativo na situação econômica familiar.
Título em inglês
Social and economic implication on patients victims of motorcycle accidents under medical care on IOT-HCFMUSP
Palavras-chave em inglês
Accident
Motorcycle
Relatives and economic
Social implication
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The traffic accidents are considered a problem for the public health system as one of the most frequent cause of violent death in the world. In Brazil, every two minutes a person die or gets injured due the motorcycle accidents. These study aims to verify the profile and the social and economic implications of the patient's victims of motorcycle accidents. METHOD: Prospective study that evaluated 68 motorcyclists as conductors and passenger at the moment of the hospital internment and six months after the accident. Questionnaire whit quantitative and qualitative questions were used. RESULT: The motorcycle is responsible for 12% of the internment in the Hospital; 54,4% are victims under 28 years old; 92,6% are conductors and 91,2% are male; 50% utilize the motorcycle as a daily transportation, and 70,6% learn to guide by themselves or with help from friends and relatives. On the revaluation after six months 94,1% needed someone help and 83,8% had their family dynamics changed after the accident. 73,5% didn't returned to their professional routine; 80,9% needed extra money and from those 45,6% handled the situation with money loan. As for the leisure times 64,7% used to make sport activities before the accident and after the accident 50% abandoned the sport activities and get restricted to the domestic environment. The main impact described were: movement limitation (52,9%); greater attention and defensive lead (32,4%) and fear (27,9%). The most expressive changes on the daily life were: locomotion (95,6%); in the family (61,8%) and in the affective relationships (16,2%). CONCLUSION: The motorcycle accidents are a matter that concerns the public health system that affects the young and economically active population. The temporary or permanent disabilities causes the change of the family dynamics; psychological trauma and affective relationships compromising the leisure and change the individual behavior. The economical difficulty due the loss of production and the increase whit treatment expenses create financial difficulty that impacts negatively in the family economic situation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-01-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.