• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Restiffe
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Gherpelli, José Luiz Dias (Presidente)
Arita, Fernando Norio
Dias, Maria Joaquina Marques
Reed, Umbertina Conti
Vilanova, Luiz Celso Pereira
Título em português
O desenvolvimento motor de recém-nascidos pré-termo e a termo até a aquisição da marcha segundo Alberta Infant Motor Scale: um estudo de coorte
Palavras-chave em português
Atividade motora
Desempenho motor
Lactente
Prematuro/crescimento & desenvolvimento
Resumo em português
A prematuridade se caracteriza por ser qualitativamente distinta do nascimento de termo, em função das intercorrências neonatais, do impacto do período de permanência na incubadora e da influência da ação da gravidade no desenvolvimento postural, do equilíbrio e da locomoção. Este estudo teve como OBJETIVOS: 1- comparar a coordenação motora axial de lactentes pré-termo (RNPT) saudáveis, com a de lactentes de termo (RNT), por meio dos escores da Alberta Infant Motor Scale (AIMS), segundo a idade cronológica (ICr) e corrigida (ICo), a partir do termo até a utilização da marcha independente como principal meio de locomoção; 2- verificar período de aquisição, entre RNPT e RNT, segundo ICo, de 7 itens avaliados pela AIMS (transição de quatro apoios para sentado; engatinhar; segurar o(s) pé(s) em supino; sentar-se independente; transição de sentado para quatro apoios; ficar em pé sem apoio; marcha independente); 3- determinar a influência de variáveis biológicas e sóciodemográficas para obtenção da marcha em RNPT. MÉTODOS: estudo coorte, prospectivo, observacional, mensal e comparativo entre 101 RNPT (grupo de estudo) e 52 RNT (grupo controle). Foram ajustados modelo de regressão beta e equações de estimação generalizada para curvas de ICr e ICo, a fim de comparar a média mensal dos escores entre os grupos. Para comparar as idades de aquisição dos sete itens da AIMS entre os RNT e RNPT, foram utilizadas estimativas de Turnbull da distribuição da idade e modelo de taxa de falhas proporcionais de Cox para censuras intervalares. Para análise estatística dos resultados das médias mensais entre os grupos e as idades de aquisição dos itens, recorreu-se à construção de intervalo de confiança (IC). Para análise das variáveis prognósticas no tempo da aquisição da marcha nos RNPT, análise de sobrevivência para censuras intervalares e modelo de regressão Weibull foram utilizados. O nível de significância considerado foi < 5%. RESULTADOS: Finalizaram o estudo 77 RNPT e 49 RNT. Os escores segundo ICr dos RNPT demonstraram ser estatisticamente inferiores em relação aos dos RNT. Segundo a ICo, os escores dos RNPT tornaram-se equivalentes aos dos RNT, não demonstrando diferença estatística significativa. Dos 7 itens analisados, somente em pé sem apoio e a marcha foram adquiridos mais tardiamente pelos RNPT. As variáveis biológicas com influência significante no tempo de aquisição da marcha foram: peso ao nascimento (PN), estatura ao nascimento (EN) e permanência no hospital após nascimento. CONCLUSÃO: A coordenação motora axial dos RNPT deve ser avaliada segundo ICo para não ser subestimada. A aquisição da marcha e a posição em pé sem apoio se desenvolvem mais tardiamente nos RNPT. Além disto, a aquisição da marcha em RNPT foi tão mais tardia quanto menor o PN e EN, assim como o longo período de internação após o nascimento retardaram a marcha nos RNPT.
Título em inglês
Motor development in preterm and term infants until walking independently according to Alberta Infant Motor Scale: a cohort study
Palavras-chave em inglês
Infant
Infant premature/growth & development
Motor activity
Psychomotor performance
Resumo em inglês
The prematurity characterizes to be qualitatively different from term delivery, due to neonatal morbidities, impact of the long period in the incubator and the influence of gravidity in the postural development. This study has as OBJECTIVES:1- to compare the gross motor development in healthy preterm infants (PT) with term infants (T), using Alberta Infant Motor Scale (AIMS) scores, according to corrected and chronological ages, from term to walking independently; 2- To compare the age attainment of seven AIMS items, according to corrected age (four-point kneeling to sitting; reciprocal creeping; hands to feet in supine; sitting independently; sitting to four-point kneeling; stand alone; early stepping) between PT and T infants; 3- To study biologic and sociodemographic factors that affect walking attainment in PT. METHODS: cohort, prospective, observational monthly and comparative study between 101 PT and 52 T. In order to compare descriptively mean monthly scores, beta regression models and general estimated equations were used to adjust the chronological and corrected age graphics and for statistics purposes, the confidence interval of monthly mean scores were used. Turnbull estimation of age distribution and Cox´s proportional hazards model were used to compare the age in each seven items between groups. For prognostic factors of age walking attainment in PT, methods of Kaplan-Meyer and Weibull regression model were used. The level of significance was considered significant, if p < 5%. RESULTS: 77 PT and 49 T infants finished the study. Chronological age scores of PT were statistically lower in comparison with T scores. According to corrected age, PT monthly mean scores were not statistically different from T scores. Of seven analysed items, only standing alone and early stepping were attained later in PT infants. The variables that seemed to influence statistically in age of walking attainment were: birth weight and stature and duration of hospitalization. CONCLUSION: Gross motor development of PT infants should be assessed according to corrected age, in order not to be underestimated. The both milestones standing alone and early stepping developed later in PT infants. The lower the birth stature and weight were, the longer it took for the PT infants to attain walking, while the longer the PT newborns stayed hospitalized, the later they started walking.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AnaPaulaRestiffe.pdf (1.00 Mbytes)
Data de Publicação
2007-10-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.