• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Carolina de Oliveira Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Barbosa, Egberto Reis (Presidente)
Limongi, João Carlos Papaterra
Barsottini, Orlando Graziani Povoas
Paiva, Wellingson Silva
Voos, Mariana Callil
Título em português
A relação entre aspectos cognitivos e aspectos motores em pacientes com doença de Parkinson
Palavras-chave em português
Cognição
Doença de Parkinson
Equilíbrio postural
Escolaridade
Função executiva
Marcha
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Estudos recentes mostram que fatores cognitivos podem estar relacionados ao desempenho motor em pacientes com doença de Parkinson (DP). Aspectos motores, como o equilíbrio e a marcha, e aspectos cognitivos (função executiva) podem ser usados para estimar o risco de quedas, que são causadas tanto por instabilidade postural, quanto por disfunções executivas em pacientes com DP. Entretanto, a correlação entre escolaridade, função executiva, equilíbrio estático, equilíbrio dinâmico e marcha permanece pouco explorada. OBJETIVO: O objetivo desse estudo foi verificar se há correlação entre variáveis cognitivas (escolaridade, função executiva) e motoras (Escala de Berg, MiniBESTest, Timed Up and Go Test (TUG), TUG Dupla Tarefa (DT), UPDRS - III, posturografias estática e dinâmica) em pacientes com DP. MÉTODOS: Setenta e um pacientes com DP participaram deste estudo. Os participantes relataram seu tempo de estudo formal. Para a avaliação da função cognitiva dos participantes, foram usandos o Trail Making Test e o teste de Fluência Verbal. A avaliação do equilíbrio funcional foi realizada por meio da Escala de Equilíbrio de Berg e do MiniBESTest. A avaliação da marcha foi realizada com o TUG e TUG DT. A posturografia estática foi utilizada para quantificar os deslocamentos do centro de pressão (COP), como medida de equilíbrio estático. A posturografia dinâmica permitiu avaliar o controle postural, enquanto os participantes fizeram algumas tarefas que exigiam equilíbrio. RESULTADOS: Os coeficientes de correlação de Pearson indicaram que houve correlações moderadas entre a escolaridade e aspectos motores (todas as escalas clínicas de equilíbrio e marcha). Houve correlação moderada entre função executiva e aspectos motores (ambas as escalas clínicas de equilíbrio). Houve correlação moderada entre a posturografia dinâmica e o TUG e TUG DT. CONCLUSÃO: Houve correlação entre aspectos cognitivos (escolaridade, função executiva) e motores (Escala de Equilíbrio de Berg, MiniBESTest, TUG, TUG DT e UPDRS - III) nos pacientes com DP. Apenas a posturografia dinâmica esteve correlacionada com os testes clínicos
Título em inglês
The relationship between cognitive aspects and motor aspects in patients with Parkinson's disease
Palavras-chave em inglês
Cognition
Educational status
Executive function
Gait
Parkinson disease
Postural balance
Resumo em inglês
BACKGROUND: Recent studies have shown that cognitive factors can be related to motor performance in patients with Parkinson disease (PD). Motor aspects, such as balance and gait and cognitive aspects (executive function) can be used to estimate the risk of falls, which are caused by postural instability and executive dysfunction in patients with PD. However, the correlation between educational status, executive function, static balance, dynamic balance and gait remains poorly explored. OBJECTIVE: The aim of this study was to verify if there would be correlation between cognitive variables (educational status, executive function) and motor variables (Berg balance scale, MiniBESTest, Timed Up and Go (TUG) TUG dual task (DT), UDPRS - III, static and dynamic posturography) in patients with PD. METHODS: Seventy patients with PD participated in this study. Participants reported their time of formal education. They were assessed with Trail Making Test and verbal fluency test (cognitive assessment). Fuctional balance evaluation was performed by Berg balance scale, MiniBESTest and UPDRS- III. Gait was assessed with TUG, and TUG DT. Static posturography was used to quantify the center of pressure displacement (CoP). RESULTS: Pearson correlation coefficients indicated that there were moderate correlations between education and motor aspects (all balance and gait clinical scales). There was moderate correlation between executive function and motor aspects (both clinical balance scales). There was moderate correlation between verbal fluency and balance (balance scales and dynamic posturography). CONCLUSION: There was correlation between cognitive (education, executive function) and motor aspects (Berg balance scale, MiniBESTest, TUG, TUG DT and UDPDS- III), in patients with PD. Only dynamic posturography was correlated to clinical balance tests
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-10-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.