• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-20052015-103437
Documento
Autor
Nome completo
Gisele Ferreira de Souza
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Gouveia, Nelson da Cruz (Presidente)
Castro, Paulo Carrara de
Luiz, Olinda do Carmo
Muto, Elizabeti Yuriko
Peres, Maria Fernanda Tourinho
Título em português
Avaliação ambiental nas cooperativas de materiais recicláveis
Palavras-chave em português
Catadores
Cooperativas
Fungos
Materiais recicláveis
Metais
Riscos ocupacionais
Resumo em português
O sistema capitalista fundado na produção e consumo de bens em escala globalizada trouxe como resultado uma geração de resíduos sólidos urbanos incompatível com a sustentabilidade da vida na Terra. A reciclagem de resíduos sólidos urbanos tem sido uma maneira de minimizar os efeitos negativos desse processo. No Brasil, os catadores de material reciclável são atores reconhecidos social e economicamente como fundamentais para a efetivação da reciclagem. São poucos os estudos sobre a saúde dos catadores e os riscos à saúde a que estão expostos em sua rotina de trabalho. Este estudo buscou identificar possíveis riscos à saúde de catadores em ambientes de trabalho de três cooperativas de reciclagem da área metropolitana da cidade de São Paulo relacionados ao contato com poluição atmosférica na forma de fungos e metais tóxicos, que pudessem levar ao adoecimento a partir da exposição pela via respiratória ou por contato dérmico. Foram aplicados questionários semiestruturados em uma amostra de catadores em três cooperativas da área metropolitana de São Paulo, no intuito de produzir um perfil sociodemográfico desses sujeitos, bem como identificar possíveis exposições e morbidade referida. Foi realizada coleta do ar e de poeira depositada para avaliar a exposição ocupacional a fungos e metais nas cooperativas estudadas. As amostras foram retiradas em pontos fixos de diferentes ambientes de trabalho: balança, bobcat, sala de resíduos eletroeletrônicos, esteira de triagem, prensa, escritório, e refeitório. Como resultado o estudo identificou uma população na faixa etária dos 40 anos, com escolaridade de nível básico e maior participação de mulheres. As doenças mais referidas foram as relacionadas ao sistema respiratório e doenças crônicas não transmissíveis (DCNT). O estudo identificou valores de fungos, mínimos de 116 UFC/m3 monitorados no escritório e máximos de 751 UFC/m3 monitorado na esteira. Os fungos isolados, em ordem decrescente de frequência, foram: Aspergillus spp.(24,0 %); Penicillium spp. (23,0%); Fusarium spp. (21,0%); Cladosporium spp. (19,0%); Rhizopus spp. (11,0%), Nigrospora spp. (2,0 %); Mucor spp.(0,2%) e Fungos não esporulados (0,1%). Foram identificados baixos valores de metais tóxicos no ar (Al, Ba, Cd, Cr, Cu, Fe, Hg, Mn, Ni, Pb) e em material particulado depositado no solo (Al, As, Ag, Ba, Cd, Cr, Cu, Fe, Hg, Mn, Ni, Pb, Sn, Sr, Zn). Estes resultados indicam maior risco à saúde relacionada a presença de fungos no ar ambiente e com pequeno ou nenhum risco à saúde devido a presença de metais tóxicos no ambiente nas três cooperativas estudadas. Considera-se importante o monitoramento desse tipo de trabalho, considerando-se que a literatura internacional menciona risco de contaminação e a literatura nacional reconhece a fragilidade dos catadores de material reciclável em relação à saúde, dada sua situação de vulnerabilidade social
Título em inglês
Environmental assessment in the cooperatives of recyclable materials
Palavras-chave em inglês
Collectors
Cooperatives
Fungus
Metals
Occupational risks
Recycling materials
Resumo em inglês
The capitalist system based on production and consumption of goods in global scale has brought a generation of municipal solid waste incompatible with the sustainability of life on Earth. The recycling of municipal solid waste has been a way to minimize the negative effects of this process. In Brazil, waste collectors are recognized as economic and social actors fundamental to the effectiveness of recycling. There are few studies on the health of waste collectors and the possible health risks present in their daily work routine. This study aimed to identify possible health risks for waste collectors in their work environment in three recycling cooperatives in the metropolitan area of São Paulo, related to atmospheric air pollution in the form of fungi and toxic metals, which could lead to illness from exposure through respiratory or dermal contact pathways. Semi-structured questionnaires were applied to waste collectors from three cooperatives in the metropolitan area of São Paulo, in order to produce a demographic profile of these subjects, and identify potential exposures and referred morbidity. Air and soil deposited dust samples were collected to evaluate occupational exposure to fungi and metals in the studied cooperatives. Samples were taken at fixed sites of different working environments: balance, bobcat, electronics waste room, treadmill, press, office and cafeteria. The study identified a population aged 40 years with basic level of education and greater participation of women. The most frequent diseases were related to the respiratory system and chronic noncommunicable diseases (NCDs). The study identified fungi values ranging from 116 CFU/m3 monitored in the office to 751 CFU/m3 monitored on the treadmill. The isolated fungi in descending order of frequency were: Aspergillus spp. (24.0%); Penicillium spp. (23.0%); Fusarium spp. (21.0%); Cladosporium spp. (19.0%); Rhizopus spp. (11.0%), Nigrospora spp. (2.0%); Mucor spp. (0.2%) and non-sporulating fungi (0.1%). Low levels of toxic metal were identified in the air (Al, Ba, Cd, Cr, Cu, Fe, Hg, Mn, Ni, Pb) and in the deposited particulate matter in the soil (Al, As, Ag, Ba, Cd, Cr , Cu, Fe, Hg, Mn, Ni, Pb, Sn, Sr, Zn). These results indicate a greater health risk related to fungi and small or no risk associated to the presence of toxic metals in the three cooperatives studied. It is important to monitor this type of work, considering that the international literature mentions potential risks of contamination and the national literature recognizes the fragility of waste collectors in relation to health, given their situation of social vulnerability
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.