• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Maura Salaroli de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Levin, Anna Sara Shafferman (Presidente)
Abdala, Edson
Taniguchi, Leandro Utino
Vieira Junior, José Mauro
Título em português
Avaliação farmacocinética  e farmacodinânica de meropenem e vancomicina em pacientes submetidos à diálise estendida de baixa eficiência (SLED)
Palavras-chave em português
Diálise estendida de baixa eficiência anti-infecciosos/administração e dosagem
Farmacocinética
Farmadodinâmica
Insuficiência renal
Meropenem
Pacientes críticos
Vancomicina
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A combinação de sepse e insuficiência renal com necessidade de diálise é bastante comum nas Unidades de Terapia Intensiva e esta situação tem elevada mortalidade. Um desafio neste cenário é prescrever a dose correta dos antimicrobianos para o tratamento destas infecções. Em pacientes críticos e hemodinamicamente instáveis que necessitam de terapia renal substitutiva, um dos métodos mais utilizados é a diálise contínua, entretanto, recentemente, tem-se utilizado a diálise de baixa eficiência - conhecida como SLED, da abreviação do inglês "sustained low-efficiency dialysis". Esta modalidade de terapia renal substitutiva combina características da hemodiálise contínua com a intermitente, utilizando o equipamento da diálise intermitente, com menores fluxos sanguíneos e de dialisato, e com vantagem de menor custo. Apesar do fluxo mais baixo, por ser utilizado tempo mais prolongado, a SLED frequentemente resulta em maior clearance e especula-se que a remoção dos fármacos seria maior. Há escassez de estudos que avaliaram a farmacocinética e farmacodinâmica de antimicrobianos em pacientes submetidos à SLED.OBJETIVOS: Avaliar adequação farmacodinâmica de meropenem e vancomicina em pacientes submetidos a diálise estendida de baixa eficiência. Avaliar a depuração paramêtros farmacocinéticos durante a sessão de SLED. MÉTODOS: Foi realizado estudo prospectivo descritivo observacional com coleta de material biológico julho de 2012 a julho de 2014 HC-FMUSP. Foram incluídos pacientes submetidos à SLED em uso de vancomicina e/ou meropenem. Foram coletadas amostras de sangue seriadas (tempos: imediatamente antes do início da sessão de diálise, 0,5h, 1h, 2h, 4h após o início do tratamento e ao final da sessão). A quantificação dos antimicrobianos foi realizada através dos métodos analíticos de quantificação em Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Os parâmetros farmacocinéticos foram calculados apenas durante a sessão de diálise utilizando-se o software WinNonlin. A área sob a curva foi determinada para a vancomicina. Para o meropenem, calculou-se o tempo acima da MIC. Resultados: Foram incluídos 24 pacientes tratados com vancomicina e 21 com meropenem eforam obtidas 170 amostras de plasma. As concentrações médias de vancomicina sérica e meropenem: antes da sessão de SLED foram 24,5 e 28,0 ?g / ml, respectivamente; e após SLED 14 e 6 ?g / ml, respectivamente. A depuração média foi de 41% para a vancomicina e 78% para o meropenem. Para vancomicina, 22 (96%), 19 (83%) e 16 (70%) pacientes teriam atingido o alvo (AUC0-24 > 400) considerando-se MIC 0,5; <= 1mg/l e <= 2 mg/l respectivamente. Para meropenem, 19 (95%), 18 (90%) e 11 (55%) pacientes teriam atingido a meta (70% de tempo acima da CIM) se infectados com isolados com MIC <= 1, <= 4 e <= 8 mg/l, respectivamente. Conclusões: Em pacientes críticos, meropenem evancomicina foram removidas durante o SLED. Entretando, a maioria dos pacientes alcançaria alvo PK-PD, excepto para CIMs mais altas. Sugerimos doses de manutenção de 1g a cada 12 ou 8 horaspara meropenem. Para a vancomicina, deve-se utilizar abordagem mais individualizada com monitorização sérica, uma vez que ensaios comerciais são disponíveis
Título em inglês
Pharmacokinetics and pharmacodynamics of vancomycin and meropenem in critically ill patients submitted to sustained low-efficiency dialysis
Palavras-chave em inglês
Critical care
Low-efficiency dialysis sustained anti-infective agents/administration e dosage
Meropenem
Pharmacodynamics
Pharmacokinetics
Renal insufficiency
Vancomycin
Resumo em inglês
Background: Antibiotic dosing is a challenge in critically ill patients undergoing renal replacement therapy. Our aim was to evaluate pharmacokinetics and pharmacodynamics of meropenem and vancomycin in patients undergoing SLED.Methods: ICU patients undergoing SLED, receiving meropenem and/or vancomycin, were prospectively evaluated. Blood samples were collected at the start of SLED and 0.5; 1; 2; 4 and 6 hours later. Antimicrobial levels were determined by HPLC. Noncompartimental pharmacokinetic analysis was performed. Area under the curve was determined for vancomycin. For meropenem, time above MIC was calculated. Results: 24 patients receiving vancomycin and 21 receiving meropenem were included; 170 plasma samples were obtained. Median serum vancomycin and meropenem concentrations: before SLED were 24.5 and 28.0 ?g/ml, respectively; and after SLED 14 and 6 ?g/ml, respectively. Mean removal was 41% for vancomycin and 78% for meropenem. For vancomycin, 22 (96%), 19(83%) and 16(70%) patients would have achieved the target (AUC0-24>400) considering MIC 0.5; <= 1mg/l and <= 2 mg/l, respectively. For meropenem, 19 (95%), 18 (90%) and 11(55%) patients would have achieved the target (70% of time above MIC) if infected with isolates with MIC <= 1, <= 4 and <= 8mg/l, respectively. Conclusions: In critically ill patients, meropenem and vancomycin were removed during SLED. Despite this, overall high PK/PD target attainment was obtained, except for higher MICs. We suggest maintenance doses of 1g tid or bid for meropenem. For vancomycin, more individualized approach using therapeutic drug monitoring should be used, as commercial assays are available
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-11-16
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.