• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2015.tde-11082015-161857
Documento
Autor
Nome completo
Laura Andrade Lagôa Nóbrega
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Sartori, Ana Marli Christovam (Presidente)
Gutierrez, Eliana Battaggia
Oselka, Gabriel Wolf
Sato, Helena Keico
Weckx, Lily Yin
Título em português
Avaliação da implantação dos Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs) no Brasil
Palavras-chave em português
Avaliação de programas e projetos de saúde
Avaliação de serviços de saúde
Implementação de plano de saúde
Pesquisa sobre serviços de saúde
Programas de imunização
Vacinação
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Os Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais (CRIEs) são unidades de vacinação públicas e gratuitas que disponibilizam vacinas e imunoglobulinas não disponíveis na rotina do Programa Nacional de Imunizações (PNI), para indivíduos que necessitam de imunobiológicos específicos, mediante prescrição médica. Também realizam atendimento de pessoas com eventos adversos pós-vacinação (EAPV). É um subprograma do PNI, criado em 1993. OBJETIVO: Avaliar a implantação dos CRIEs quanto ao cumprimento de diretrizes e regulamentações formais. MÉTODOS: Foi realizada uma avaliação de programa do tipo pesquisa avaliativa e para isso, desenvolvido um questionário on-line, contendo 170 questões, envolvendo as dimensões "estrutura", "recursos humanos" e "atividades desenvolvidas". Os responsáveis pelos 42 CRIEs existentes em 2011 participaram do estudo. A fim de agrupar serviços com características semelhantes, foi aplicado o método de agrupamento para dados binários, utilizando a Distância Euclidiana Quadrática (pelo método do vizinho mais distante - complete linkage). RESULTADOS: Foi evidenciada uma grande diversidade entre os serviços nas três dimensões analisadas. Treze CRIEs (31%) estavam localizados em instituição universitária; 29 (69%) possuíam o mínimo de salas preconizado; 29 (69%) relataram insuficiência de equipamentos para armazenamento de imunobiológicos; 22 (52%) não realizavam manutenção preventiva da rede de frio; 30 (71%) possuíam gerador elétrico; 24 (57%) tinham fonte de oxigênio. O número de funcionários variou de três a 21; quatro serviços não tinham enfermeiros e nove não tinham médicos; 23 (55%) possuíam médico em período maior ou igual à metade do expediente; 27 (64%) tinham recursos humanos treinados para atender emergências. O número de doses de imunobiológicos administrados aumentou 66% de 2006 a 2010. Trinta e cinco serviços (83%) funcionavam 40 horas semanais ou mais. Acerca do atendimento de EAPV, 28 (67%) CRIEs contavam com retaguarda laboratorial, 36 (86%) com retaguarda hospitalar e 36 (86%) com retaguarda de especialistas. A análise estatística resultou em cinco "perfis" de serviços, denominados de acordo com suas características. 1) "Melhor estrutura": 12 CRIEs com a maior porcentagem de serviços com o mínimo de salas preconizado, câmaras de vacinas, manutenção preventiva da rede de frio e fonte de oxigênio. 2) "Dispensador de imunobiológicos": 6 CRIEs que mais dispensavam do que aplicavam imunógenos; nenhum serviço tinha médico mais da metade do expediente; nenhum serviço possuía câmaras de vacinas. 3) "Implantação incipiente": 5 CRIEs com estrutura mais precária, com baixos índices de câmaras de vacinas, manutenção preventiva e fonte de oxigênio; nenhum possuía computador. 4) "Sala de vacinas": 13 CRIEs, todos faziam imunização de rotina e a maioria participava de campanhas de vacinação. 5) "Ensino e pesquisa": 6 serviços, todos inseridos em hospitais de ensino, desenvolviam pesquisas e recebiam estagiários. Quase todos possuíam médicos em mais da metade do expediente e tinham manutenção preventiva da rede de frio. CONCLUSÃO: Diante da variabilidade de situações, a avaliação de implantação dos CRIEs foi avaliada por perfil: "melhor estrutura" e "ensino e pesquisa" foram considerados implantados; "dispensador de imunobiológicos" e "sala de vacinas", parcialmente implantados; "implantação incipiente", não implantados
Título em inglês
Implementation evaluation of the Reference Centers for Special Immunobiologicals in Brazil
Palavras-chave em inglês
Health plan implementation
Health services evaluation
Health services research
Immunization programs
Program evaluation
Vaccination
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The Reference Centers for Special Immunobiologicals (Centros de Referência para Imunobiológicos Especiais, CRIEs) are public vaccination clinics that provide vaccines and immunoglobulins not routinely available in the National Immunization Program (NIP) to persons with special needs, free of charge, by medical prescription. These centers also provide medical assistance for persons with adverse events following immunization (AEFI). The CRIEs were established in 1993, by the Brazilian NIP. OBJECTIVE: To evaluate the implementation of CRIEs on its compliance to formal policies and regulations. METHODS: This is a program evaluation, type "evaluative research". We developed an on-line questionnaire, with 170 questions, involving the dimensions: "structure", "human resources" and "developed activities". The persons in charge of the 42 CRIEs in activity in 2011 were invited to participate in this study. A statistical analysis was performed to group services with similar characteristics, applying the binary data's grouping method, by using the Quadratic Euclidean Distance (by the method of the farthest neighbor - complete linkage). RESULTS: A great diversity was observed among services, in the three dimensions. Thirteen (31%) CRIEs were in university premises; 29 (69%) had the minimum recommended spaces; 29 (69%) reported insufficiency of equipment for immunobiologicals storage; 22 (52%) did not conduct preventive maintenance of the cold chain; 30 (71%) had power generator; 24 (57%) had oxygen supply. The number of professionals varied from three to 21; four services did not have nurses and nine did not have doctors; 23 (55%) had doctors for at least half of working hours; 27 (64%) had human resources trained in emergency. The number of administered doses of immunobiologicals increased 66% from 2006 to 2010. Thirtyfive (83%) CRIEs were open at least 40 hours/week. Regarding care to AEFI, 28 (67%) CRIEs had laboratory support, 36 (86%) had hospital reference, and 36 (86%) had reference experts. The statistical analysis showed five service profiles, nominated according to their characteristics. 1) "Best structure": 12 CRIEs with the best index of the minimal recommended spaces, vaccine storage chambers, preventive maintenance of the cold chain and oxygen supply. 2) "Distribution centers": 6 CRIEs that, mainly, delivered immunobiologicals to be administered in other services; none with a physician for at least half of the opening hours; none with vaccine storage chamber. 3) "Incipient implementation": 5 CRIEs with an overall poorer infrastructure; only some had vaccine storage chambers, preventive maintenance of the cold chain and oxygen supply; none of them had computer. 4) "Vaccination Room": These 13 CRIEs administered routine immunization; most of them participated in immunization campaigns. 5) "Teaching and research": 6 CRIEs in teaching hospitals, performed research and received trainees; almost all of them had physicians for at least half of the working hours and preventive maintenance of the cold chain. CONCLUSION. Considering the services' diversity, the implementation of CRIES was evaluated according to the different profiles: "Best structure" and "Teaching and research" were considered implemented; "Distribution centers" and "Vaccination Rooms", partially implemented; and "Incipient implementation", not implemented
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-08-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.