• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Silvana Cereijido Altran
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Isaac, Cesar (Presidente)
Levy, Débora
Paggiaro, André Oliveira
Teodoro, Walcy Paganelli Rosolia
Zerati, Antonio Eduardo
Título em português
Efeitos in vitro da radiação infravermelha longa em fibroblastos humanos oriundos do leito de feridas crônicas de etiologia venosa
Palavras-chave em português
Cicatrização
Fibroblastos
Prata
Radiação infravermelha longa
Raios infravermelhos
Úlcera varicosa
Resumo em português
Úlceras decorrentes de disfunções venosas são comuns na prática clínica. Fatores como hipóxia, infecção, acúmulo de fibroblastos senescentes, metabolismo anormal de colágeno e desequilíbrio entre produção e absorção de matriz extracelular contribuem para a cronicidade dessas lesões. Até o momento, não existe tratamento ideal para essas úlceras. A radiação infravermelha longa (FIR) tem sido proposta como opção. Diversos estudos descrevem efeitos antimicrobiano e anti-inflamatório, melhora na circulação sanguínea, regeneração de colágeno, aumento na proliferação de fibroblastos e expressão de TGF-beta, e aumento da síntese de óxido nítrico (NO), que tem papel importante em todas as fases da cicatrização. O objetivo deste estudo foi avaliar, por imunoensaios, a ação de substratos têxteis emissores de radiação infravermelha longa (FIR), em associação ou não à prata (FIR+Ag), sobre cultura de fibroblastos oriundos de úlcera venosa (venous ulcer fibroblasts VUFs) quanto a citotoxicidade, expressão de vimentina, colágeno dos tipos I e III, iNOS e VEGF, além do potencial antimicrobiano sobre cepas de bactérias frequentemente encontradas no leito de úlceras venosas. Ao que parece, o aditivo FIR sozinho, ou em combinação com prata, não exerceu efeito citotóxico sobre fibroblastos humanos (VUF). Houve aumento na expressão de vimentina em relação ao controle em todos os estímulos avaliados. Também foi observado aumento da expressão de iNOS estimulado pela prata. Não ocorreu aumento da expressão de VEGF e colágeno do tipo I e tipo do III. O efeito antimicrobiano de FIR foi comparável ao efeito classicamente descrito para a utilização de prata. Assim, acreditamos que o emprego de produtos têxteis emissores de FIR como curativos seja uma possível opção para o tratamento de úlceras venosas
Título em inglês
In vitro effects of Far Infrared Radiation on human venous ulcer fibroblasts
Palavras-chave em inglês
Far infrared rays
Fibroblasts
Healing
Infrared rays
Silver
Varicose ulcer
Resumo em inglês
Ulcers resulting from venous dysfunctions are common in clinical practice. Factors such as hypoxia, infection, accumulation of senescent fibroblasts, abnormal collagen metabolism and imbalance between production and absorption of extracellular matrix contribute to the chronicity of these sores. There is no ideal treatment for those ulcers. Far Infrared Radiation (FIR) has been proposed as a treatement option. Several studies describe antimicrobial and anti-inflammatory effects, improvement in blood circulation, regeneration of collagen, increased proliferation of skin fibroblasts, higher expression of TGF-beta and increased synthesis of nitric oxide (NO), which plays an important role in all phases of the wound healing process. The aim of this study was to evaluate the action of textile emitting FIR substrates, whether containing silver or not (FIR+Ag), on the culture of venous ulcer fibroblasts (VUFs) regarding to: cytotoxicity, vimentin, types I and III collagen, iNOS and VEGF expression as well as the antimicrobial potential on strains of bacteria frequently found in venous ulcers. Our results proved that FIR additives alone, or in combination with silver, did not exert a cytotoxic effect on human fibroblasts (VUF). There was an increase in vimentin expression in relation to the control in all evaluated stimuli. Increased stimulation of iNOS expression by silver was observed. No increase in the expression of VEGF and nor collagen types I and III was observed. An antimicrobial effect of FIR comparable to the effect classically described for the use of silver has been verified. Thus, we believe that the use of FIR-emitting textile products as curatives is a possible option for the treatment of venous ulcers
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-05-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.