• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
Documento
Autor
Nome completo
Maria Teresa Fernández Cáceres
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Hachul, Denise Tessariol (Presidente)
Pedrosa, Anisio Alexandre Andrade
Pimenta, João
Siqueira, José Tadeu Tesseroli de
Sosa, Eduardo Argentino
Título em português
Estudo comparativo do uso de anestésicos locais com ou sem vasoconstritor em pacientes com arritmias cardíacas durante tratamento odontológico de rotina
Palavras-chave em português
Anestésicos locais
Arritmia
Assistência odontológica
Cardiomiopatia chagásica
Coronariopatia
Vasoconstritores
Resumo em português
A utilização de anestésicos locais associados a substâncias vasoconstritoras para tratamento odontológico de rotina de pacientes cardiopatas ainda é controversa, devido ao risco de efeitos cardiovasculares adversos. Objetivo: avaliar possíveis alterações hemodinâmicas relacionadas ao uso de anestésico local com vasoconstritor não adrenérgico em pacientes portadores de arritmias cardíacas comparando ao uso de anestésico sem vasoconstritor. Métodos: Estudo prospectivo randomizado, avaliou 33 pacientes com sorologia positiva para Doença de Chagas e 32 pacientes com Doença Arterial Coronariana, portadores de arritmia ventricular complexa ao Holter (>10 EV/h e TVNS), 21 do sexo feminino; idade 54,73 ± 7,94 anos, submetidos a tratamento odontológico de rotina com anestesia pterigomandibular, divididos em dois grupos: Grupo I -utilizando-se prilocaína a 3% com felipressina 0,03 UI/ml e Grupo II -lidocaína 2% sem vasoconstritor. Foram avaliados o número e complexidade de extrassístoles, a freqüência cardíaca e a pressão arterial sistêmica dos pacientes no dia anterior, uma hora antes, durante e uma hora após o procedimento odontológico. Resultados: Não foram observadas alterações hemodinâmicas relacionadas ao anestésico utilizado, nem diferença estatisticamente significativa entre os grupos. Conclusão: Prilocaína a 3% com felipressina 0,03 UI/ml pode ser utilizada com segurança em pacientes chagásicos e coronarianos com arritmia ventricular complexa.
Título em inglês
Comparative study using local anesthesic solution with and without vasoconstrictor in patients wiht cardiac arrhytmias during routine dental treatment
Palavras-chave em inglês
Arrhytmias
Chagasy miocardiopathyc
Coronary disease
Dental assistence
Local anesthesic
Vasoconstrictor
Resumo em inglês
The use of a local anesthetic solution with a vasoconstrictor agent for routine dental treatment in patients with cardiovascular disease is still controversial. Objetive: to evaluate the possible hemodynamics effects related to the use of a local anesthetic solution associated with a non-adrenergic vasoconstrictor agent, comparatively to another local anesthetic solution without a vasoconstrictor agent, in patients with cardiac arrhythmia. Methods: Prospective, randomized study, evaluated 33 patients with Chagas´s Cardiomyopathy and 32 with Coronary Artery Disease, 21 female; mean age 54,73 ± 7,94 of years old and complex ventricular arrhythmia detected by the 24 hours Holter monitoring. The patients underwent a routine dental treatment with pterygomandibular anesthesia, divided into two groups: Group I - received local anesthesia with 3% prilocaine associated with felypressin 0,03UI/ml and Group II - received 2% lidocaine without vasoconstrictor. Heart rate, number and complexity of premature ventricular beats and systemic blood pressure were monitored the day before, one hour before, during and one hour after dental treatment. Results: There were no changes in the homodynamic parameters related to the anesthetic solution and no significant differences were observed between the two groups. Conclusion: These findings suggest that 3% prilocaine with felypressin 0,03 UI/ml can be safely used in patients with complex ventricular arrhythmia associated with Chagas´s and coronary artery desease.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-04-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.