• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2017.tde-06022017-104721
Documento
Autor
Nome completo
Shérrira Menezes Garavelo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Higuchi, Maria de Lourdes (Presidente)
Caixeta, Adriano Mendes
Agouni, Abdelali
Gois, José Marcos de
Grosso, Adriana Ferreira
Título em português
Estudo experimental avaliando os efeitos de nanopartículas naturais e transialidase - componentes do PTCTS - no combate à aterosclerose em coelhos
Palavras-chave em português
Aterosclerose
Coelhos
Mycoplasma pneumoniae
Partículas orgânicas
PTCTS
Transialidase
Resumo em português
A aterosclerose é um processo sistêmico crônico, caracterizado pela presença de lesões, espessamento da parede arterial com acúmulo de lipídeos, e resposta inflamatória e fibroproliferativa. Muitos processos associados à oxidação da LDL, ao aumento de expressão de fatores prótrombóticos, moléculas de adesão próinflamatórias, citocinas e fatores quimiotáticos estão envolvidos na fisiopatologia da doença aterosclerótica. Trabalhos anteriores mostraram a presença de Mycoplasma pneumoniae (Mic) em placas lipídicas vulneráveis, associada à liberação de micropartículas (MPs) capazes de interagir com o ambiente e influenciar o processo aterogênico. Assim, a H&S Ciência e Biotecnologia, desenvolveu o complexo PTCTS que tem em sua composição nanopartículas naturais provenientes de plantas medicinais (PTC) associadas à enzima transialidase (TS) para combater as MPs e o Mic, além de ter efeito antilipemiante e antiaterosclerótico. O presente estudo teve como objetivo verificar os efeitos dos diferentes componentes do PTCTS administrados por via oral em relação à eficácia, toxicidade e mecanismo de ação na terapia antiaterosclerótica em coelhos hipercolesterolêmicos. Foram estudados coelhos da raça Nova Zelândia separados randomicamente em 6 grupos de tratamento: Controle Negativo (CNeg n=6), Controle Positivo (CPos n=6), Partículas orgânicas (PTC n=6), Transialidase (TS n=5), Partículas orgânicas associadas à transialidase (PTCTS n=6), e PTCTS com adição de PDTC (n=6). Os animais foram alimentados com dieta enriquecida com colesterol por doze semanas, exceto o CNeg, e receberam seus respectivos tratamentos durante as últimas seis semanas, concomitantemente à dieta hipercolesterolêmica. Tiveram sangue coletado durante as fases basal, pré e pós tratamento, para avaliação bioquímica do perfil lipídico, transaminases hepáticas e quantificação de MPs associadas a antígenos de Mic e LDLox no soro. Ao fim do experimento, foram sacrificados, e tiveram a aorta colhida em conjunto com o monobloco de órgãos para análises morfométrica, histológica, e imunohistoquímica, de forma a verificarmos os efeitos do PTCTS e seus compostos. O composto PTCTS via oral se mostrou eficaz quanto a eliminação de MPs associadas tanto a antígenos de Mic como de LDLox, e apesar de não ter tido os efeitos antiateroscleróticos e antilipemiantes esperados, reduziu não significativamente a área de placa na porção abdominal da aorta, induziu a aorta ao remodelamento positivo, permitindo um fluxo livre mesmo com uma grande área de placa, e evitando assim a obstrução do vaso. Seus componentes, quando administrados isoladamente tiveram efeitos parciais, as PTC sobre o remodelamento do vaso e redução de placa na aorta abdominal, e a TS sobre a redução do colesterol total, comprovando que a associação de ambos possui atividade mais completa e balanceada. A adição do PDTC ao complexo levou ao efeito oposto, ao inibir a atividade de eliminação de MPs apresentada pelo PTCTS, bem como ao induzir remodelamento negativo dos vasos. Nenhum dos componentes apresentou toxicidade nos órgãos estudados. Os dados encontrados neste trabalho experimental reforçam a teoria infecciosa na patogenia da aterosclerose, bem como a de que MPs originadas de tais microorganismos possam estar induzindo a produção de radicais livres e influenciando a oxidação de lípides, de forma que a remoção de tais patógenos do sangue circulante pode ser um novo caminho terapêutico no tratamento da aterosclerose
Título em inglês
Experimental study evaluating the effects of natural nanoparticles and transialidase - PTCTS components - combating atherosclerosis in rabbits
Palavras-chave em inglês
Atherosclerosis
Mycoplasma pneumoniae
Organic particles
PTCTS
Rabbits
Transialidase
Resumo em inglês
Atherosclerosis is a chronic systemic process, characterized by lesions, thickening of the arterial wall with accumulation of lipids, inflammatory and fibroproliferative response. Many processes associated with the oxidation of LDL, increase expression of prothrombotic factors, adhesion molecules, proinflammatory cytokines and chemotactic factors are involved in the pathophysiology of atherosclerosis. Previous works have shown the presence of Mycoplasma pneumoniae (Mic) in vulnerable lipid plaques, associated with the release of microparticles (MPs) able to interact with the environment and influence the atherogenic process. Thus, H&S Science and Biotechnology developed the PTCTS complex, which has in its composition natural nanoparticles from medicinal plants (PTC) associated with transialidase enzyme (TS), to combat MPs and Mic, that together have antilipemiante and antiaterosclerotic effects. This study aimed to determine the effects of different components of PTCTS administered orally regarding the efficacy, toxicity and mechanism of action in antiatherosclerotic therapy in hypercholesterolemic rabbits. It was studied White New Zealand rabbits separated randomly into six treatment groups: Negative Control (CNeg n=6), Positive Control (CPos n=6), organic particles (PTC n=6), transialidase (TS n=5) organic particles attached to transialidase (PTCTS n=6) and PTCTS with addition of PDTC (n=6). The animals were fed with a diet enriched with cholesterol for twelve weeks, except the CNeg, and received their treatments during the last six weeks, concurrently with hypercholesterolemic diet. Blood samples were taken during the baseline, pre and post treatment phases for biochemical evaluation of the lipid profile, liver transaminases and quantification of MPs associated with Mic antigens and oxLDL in the serum. At the end of the experiment they were sacrificed and the aorta was harvested together with the monoblock of organs for morphometric analysis, histology and immunohistochemistry, so we could check the effects of PTCTS and their compounds. The compound PTCTS orally is effective at removing MPs associated with both Mic and oxLDL antigens, and despite not having had the expected antiatherosclerotic and antilipemiantes effects, reduced not significantly plaque area in the abdominal portion of aorta, and induced its ascendant portion to positive remodeling, allowing a free flow even with large plate area, avoiding obstruction of the vessel. Its components when administered alone had partial effects, PTC on the remodeling of the vessel and plaque reduction in the abdominal aorta, and TS on the reduction of total cholesterol, proving that the combination of both has more complete and balanced activity. The addition of PDTC to the complex led to the opposite effect to inhibit MPs scavenging activity displayed by PTCTS as well as to induce negative remodeling of vessels. None of the components presented toxicity in the organs studied. The data found in experimental work reinforce the infectious theory on the pathogenesis of atherosclerosis as well as that originating MPs such microorganisms may be inducing the production of free radicals and oxidation of lipids, so that the removal of such pathogens from circulating blood may be a new therapeutic approach in the treatment of atherosclerosis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-02-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.