• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2015.tde-27102015-092340
Documento
Autor
Nome completo
Patricia Teixeira Tavano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Maria Isabel de (Presidente)
Batista, Nildo Alves
Mate, Cecilia Hanna
Mota, Andre
Soares, Sandra Regina
Título em português
Tramas da tessitura curricular: o curso experimental de medicina da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (1968-1975)
Palavras-chave em português
Currículo como constructo sócio-histórico
Currículo do ensino superior
Currículo médico
Educação em saúde
Educação médica
Ensino médico
Resumo em português
Esta tese visa compreender as articulações e seleções que se entretecem na proposição, execução e extinção do projeto curricular do Curso Experimental de Medicina (CEM), Curso este que foi oferecido pela Faculdade de Medicina da USP entre os anos de 1968-1975, em condição sui generis, pois não substituiu o antigo currículo, mas caminhou a seu lado. Para marcar a distinção, o currículo antigo começa a ser conhecido como Curso Tradicional de Medicina e mantém a filosofia formadora baseada no paradigma biomédico, hospitalocêntrico e especializador, filosofia questionada pelo Curso Experimental de Medicina que se fundamenta em uma formação generalista, preventivista, comunitária, com diversificação dos cenários de prática e inserção profissional. Esta pesquisa se baseou na conceituação de currículo como um constructo, um território contestado, um artefato social, cultural, histórico, em busca de: articular a proposição conceitual formadora do CEM com as expectativas sociais e políticas de formação de médicos caracterizando os protagonismos factuais, individuais e grupais na conformação do currículo do Curso; compreender e analisar a construção/desconstrução do território curricular experimental na contraposição/justaposição/disposição do território curricular tradicional; discutir os pressupostos do encerramento do CEM buscando identificar possíveis permanências/contaminações curriculares. Para tanto, buscamos articular os documentos escritos e orais, base desta pesquisa, com os referencias acerca da compreensão do currículo. Os documentos escritos foram compostos de seleção realizada junto a acervos (Museu Histórico Professor Carlos da Silva Lacaz e Assessoria Técnica Acadêmica da FMUSP; jornais O Estado de São Paulo e Folha de São Paulo) e de um formulário on-line, com participação ampla dos antigos alunos dos dois cursos. Os documentos orais são oriundos de entrevistas semiestruturadas realizadas com antigos professores e antigos alunos O Curso Experimental de Medicina se encerrou em 1975 sem que tenha sido realizada uma avaliação comparativa com seu contraponto tradicional, e deixou como herança na estrutura curricular da Faculdade de Medicina a atenção primária no Centro de Saúde-Escola do Butantã e a integração de Moléstias Infecciosas.
Título em inglês
Tissue weft from curriculum: the experimental course of medicine, Faculty of Medicine, University of São Paulo (1968-1975)
Palavras-chave em inglês
Curriculum as socio-historical construct
Health education
Higher education curriculum
Medical curriculum
Medical education
Medical instruction
Resumo em inglês
This thesis aims to understand the joining processes and selections that weave the proposition, implementation and termination of Curso Experimental de Medicina (CEM) (Experimental Medicine Course). This Course was offered by Faculdade de Medicina da USP (Medicine School at USP) from 1968-1975, at a unique condition, since it did not replace the old curriculum, but was offered at the same time by the School. To mark the distinction, the old curriculum was named as Traditional Medicine Course that maintained the training philosophy based on the biomedical paradigm, hospital-centric and specializer, both of philosophies questioned by the CEM which is based on general training, preventivist, community-centered, with diversification of practical scenarios and professional insertion. This research was based on a concept of curriculum as a construct, a disputed territory, an artifact made from social, cultural and historical backgrounds, looking to articulate the conceptual proposition of CEM with social and political expectations of medical formation featuring individual and group protagonisms forming the course curriculum; to understand and analyze the construction/deconstruction of the experimental curriculum in opposition/juxtaposition/disposal of the curriculum traditional territory; to discuss the assumptions of the CEMs closure seeking to identify possible stays/contaminations to the Traditional curriculum. To this end, we seek to articulate written and oral documents, base to this research, with the references about the understanding of curriculum. The written documents were selected from different sources and collections (Historic Museum "Professor Carlos da Silva Lacaz" and FMUSP Academic and technical assistance; newspapers O Estado de Sao Paulo and Folha de São Paulo) and by an online form, with wide participation of former students of both courses. Oral documents are semi-structured interviews carried out with former teachers and students. Experimental Course of Medicine (CEM) ended in 1975 without a comparative assessment with your traditional counterpoint, and left as inheritance in the curricular structure of Faculdade de Medicina the primary health attention at Health Center-School of Butantã and integration of Infectious Diseases curriculum.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-11-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.