• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2005.tde-26042007-163902
Documento
Autor
Nome completo
Marcos Pires Leodoro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Miranda, Hercilia Tavares de (Presidente)
Ferreira, Fernando Cesar
Laranjeiras, Cássio Costa
Machado, Nilson Jose
Zanetic, Joao
Título em português
Pensamento, cultura científica e educação
Palavras-chave em português
Educação científica
Epistemologia
Formação de professores de ciências.
Resumo em português
Neste trabalho é diagnosticada uma cisão entre conhecimento e pensamento na educação científica constituída pela ênfase na comunicação dos saberes instituídos sem a sua devida articulação com a atividade do pensar, possibilidade de apreensão e elaboração dos significados da ciência. Nesse contexto, a aquisição escolar do conhecimento científico tem operado como modo de obstrução ao ato de pensar. A ascensão dos critérios de eficiência e desempenho (performance), potencializados pela abordagem "tecnocientífica" da natureza e da cultura e pautados na manipulação dos conhecimentos segundo a estratificação e especialização do pensamento, subverte o ato da reflexão (pensamento em latim é pensare: "pesar", "refletir") no mundo contemporâneo. É pressuposto deste trabalho que a educação científica, concebida em consonância com a reflexão epistemológica, o desenvolvimento histórico, social e cultural da ciência e segundo os ideais de uma educação dialógica e humanista, esteja orientada para a consolidação de uma cultura científica baseada na vivência dos diversos modos de organização e ação do pensamento na construção dos conhecimentos científicos. Em virtude disso, questiona-se a concepção estritamente formalista do currículo de ciências. Ao longo do século XX, as conseqüências epistemológicas da reflexão sobre os limites e as possibilidades da formalização do conhecimento científico, bem como da crise da representação científica da realidade produzida, sobretudo, pela microfísica, valorizaram a pluralidade e a intersubjetividade dos atos de conhecimento como dimensões constitutivas das significações individuais e coletivas do saber, ressaltando o caráter fiduciário da verdade científica. Neste trabalho se considera que a reformulação da tradição moderna de um conhecimento transcendental ao sujeito e subsidiário da objetividade científica tem conseqüências importantes para a educação científica. Nesse sentido, é proposto o resgate da didática enquanto projeto utópico de uma sociedade constituída por sujeitos e coletividades que preservam e valorizam as conquistas intelectuais da humanidade, ao mesmo tempo que elaboram, optam e refletem sobre a cultura e a ciência vindouras. Como vivência de um ato educativo dialógico, relata-se um episódio de intersubjetivade epistêmica do pesquisador-educador com os educandos-licenciandos, enfatizando a análise da reflexão docente sobre a construção de uma articulação possível entre atos de conhecimento e pensamento e segundo o pressuposto da formação de professores de ciências como espaço privilegiado para crítica e renovação da escola tradicional.
Título em inglês
Thought, scientific culture and education
Palavras-chave em inglês
Epistemology
Scientific education
Teachers of science formation.
Resumo em inglês
In this work a split is diagnosed between knowledge and thought in the scientific education. It is established by the emphasis in the communication of knowledge which is not transmitted properly as an activity of thinking, apprehension possibility and elaboration the meanings of science. In this context, the school acquisition of scientific knowledge has been used as sort of blockage to the thinking act. The criteria uprising of efficiency and performance reinforced by the nature and culture of "techno scientific" approach and ruled by the manipulation of knowledge according to the stratification and specialization of thought, subverts the action of reflection (Thought in Latin is pensare: "to think", "to reflect") in the contemporary world. This work is estimated that the scientific education, conceived in consonance with the epistemological reflection, the historical, social and cultural development of science and according to ideal of a dialogical and humanist education, is to be guided for the consolidation of a scientific culture based on experiences of several types of organization and action to build the scientific knowledge. Due to this, the strict formalist conception of the science resume is questioned. Along the XX Century, the reflecting epistemological consequences on their boundaries and the formulation possibilities of scientific knowledge, as well as the crisis of the real scientific representation is produced, above all, by the microphysics, make worth the plurality and inter-subjectivity of knowledge acts as constituted dimensions of individual and collective significances of the knowledge, standing out the trustee character of the scientific truth. In this work it is considered that the reformulation of modern tradition of a transcendental knowledge to subject and subsidiary of the scientific objectivity has important consequences for the scientific education. In this direction, the rescue of didacticism is proposed as a utopian project of a society consisting of citizens and collectivity that not only preserve and value the humanity's intellectual conquests, but also elaborate, choose and reflects on the culture and the coming science. As an experience of a dialogical educational act, an episode of the researcher-educator's epistemic inter-subjectivity with student-licentiates is reported, emphasizing the analysis of the educational reflection about the construction of a possible articulation between knowledge and thought acts and according to the presupposition of teachers of sciences formation as privileged room for criticizes and renewal of the traditional school.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
APENDICE1.pdf (152.60 Kbytes)
APENDICE2.pdf (181.55 Kbytes)
BIBLIOGRAFIA.pdf (134.20 Kbytes)
BREVEVISAOGERAL.pdf (74.96 Kbytes)
CAPITULO1.pdf (300.70 Kbytes)
CAPITULO2.pdf (421.13 Kbytes)
CAPITULO3.pdf (227.94 Kbytes)
CAPITULO4.pdf (743.80 Kbytes)
CAPITULO5.pdf (368.26 Kbytes)
CAPITULO6.pdf (48.48 Kbytes)
PAGINASINICIAIS.pdf (383.81 Kbytes)
Data de Publicação
2007-07-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.