• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2006.tde-26032012-152456
Documento
Autor
Nome completo
Cintya Regina Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2006
Orientador
Banca examinadora
Aquino, Julio Roberto Groppa (Presidente)
Carvalho, José Sergio Fonseca de
França, Sonia Aparecida Moreira
Schilling, Flavia Ines
Veiga Neto, Alfredo José da
Título em português
A experiência do pensamento em Michel Foucault: conversações com o campo educacional
Palavras-chave em português
Pensamento da diferença
Pensamento do fora
Poder
Resistência
Subjetivação
Teoria educacional pós-crítica
Resumo em português
O objetivo da presente pesquisa é o de configurar o lugar do pensamento na obra de Michel Foucault, de modo que se evidenciem pontos de interlocução com algumas questões educacionais contemporâneas, em particular com aquelas que questionam os pressupostos de soberania do sujeito e do conhecimento os principais eixos norteadores das teorias críticas em educação. Nesse contexto, os estudos foucaultianos acerca do poder, da resistência e da subjetivação oferecem uma oportunidade ímpar de problematização das questões da verdade e do conhecimento, apontando para a experiência do pensamento da diferença. A pesquisa busca então sustentar o princípio de que, numa perspectiva pós-crítica, a tarefa educacional poderia deslocar-se do trabalho com o conhecimento para o do pensamento. Do ponto de vista metodológico, procedeu-se à genealogia da concepção de linguagem na obra do autor e, posteriormente, à do pensamento do fora e da diferença. Tais eixos temático-conceituais são vertebradores para a condução do percurso argumentativo. Assim, foram articuladas teoricamente as relações possíveis entre os conceitos de linguagem literária, loucura, morte, ser da linguagem, limite, transgressão, dobra e subjetivação. Nas considerações finais, estabeleceu-se que a experiência do pensamento instaura-se como uma possibilidade fecunda de produção ético-política da existência, cabendo à educação os cuidados em relação à estética de si e do mundo comum.
Título em inglês
The experience of thought in Michel Foulcault: conversations on the educacional field.
Palavras-chave em inglês
Post critical educacional theory
Power
Resistance
Subjectivity
The thought of difference
The thought of the outside
Resumo em inglês
The present research aims at outlining the role of thought in Michel Foucalts work so as to highlight aspects which dialogue with certain contemporary educacional issues, mainly the ones that refer to the principles underlying the concepts concerning the sovereignty of the subject and knowledge, namely the main axes that guide the critical theories on education. Under the scenario, the Foucaultian studies on power, resistance as well as subjectivity offer an unique opportunity of problematizing the issues of truth and knowledge, focussing on the experience of the thought of difference. Therefore, this study tries to sustain, from a post-critical perspective, the principle that the focus of the educacional task could shift from working with knowledge to working with thought. From a methodological perspective, this work departed from the genealogy of the conception of language within the work of the author to the subsequent thought of the outside as well as the difference. Such thematic and conceptual axes proved to be essential to the development of the argumentative discussion. Hence, the possible relations between the notions of literary language, madness, death, linguistic being, border, trangression, fold and subjectivity were articulated. In the final considerations, it was stablished that the experience of thought departs from a rich possibility of ethical and political production of existence, thus empowering education with the responsibility of taking care of aesthetics at both the personal and the communal world.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-08-02
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • RIBEIRO, Cintya Regina. "Pensamento do fora", conhecimento e pensamento em educação : conversações com Michel Foucault [doi:10.1590/S1517-97022011000300011]. Educação e Pesquisa [online], 2011, vol. 37, n. 3, p. 613-628.
  • RIBEIRO, Cintya, e AQUINO, Julio. Processos de governamentalização e a atualidade educacional: a liberdade como eixo problematizador. Educação e Realidade [online], 2009, vol. 34, n. 2, p. 57-71. [acesso 2012-07-02]. Disponível em : <http://seer.ufrgs.br/educacaoerealidade/issue/view/765/showToc>
  • RIBEIRO, Cintya, e PASTA, Adelia. Metodologia do ensino. In Aquino, J.G; Corazza, S;.M.. Abecedário : educação da diferença. Organizador. 1 ed.. São Paulo : Papirus, 2009. p. 121-124.
  • RIBEIRO, Cintya. 1984: nas dobras do pensável. In AQUINO. J.; RIBEIRO, C.. A Educação por vir : Experiências com o cinema. Editor. 1 ed.. São Paulo : Cortez, 2011. p. 173-188.
  • RIBEIRO, Cintya. Jogo de dados. In Aquino, J.; Corazza, S.. Abecedário : educação da diferença. Organizador. 1 ed.. São Paulo : Papirus, 2009. p. 102-105.
  • SCHILLING, Flavia, e RIBEIRO, Cintya. Um convite: pensar é resistir. In Valverde, A.J.R.. Mauricio Tragtenberg : 10 anos de encantamento. Organizador. 1 ed.. São Paulo : EDUC; FAPESP, 2011. p. 175-188.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.