• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2007.tde-25062007-111552
Documento
Autor
Nome completo
Luiz Andre Carrieri Rosatelli
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Amaury Cesar (Presidente)
Esposito, Marilia Pontes
Sousa, Mauro Wilton de
Título em português
Ateliê de vídeo e cultura juvenil: um estudo de caso sobre aprendizagem e socialização de jovens urbanos de segmentos populares através das tecnologias do vídeo digital
Palavras-chave em português
Comunicação
Cultura juvenil
Educação
Jovem
Vídeo
Resumo em português
O objetivo deste estudo é investigar como as tecnologias do vídeo podem ser mediadoras de novas formas de aprendizagem e socialização. A pergunta central que procura responder é como e por que razões o ateliê de vídeo, utilizando-se de estratégias de criação e produção, contribui para a formação de jovens de segmentos populares, moradores de bairros periféricos da Grande São Paulo. Neste processo de investigação procuramos: a) verificar a importância do audiovisual no contexto sócio-cultural juvenil e identificar tendências, temas e processos educativos; b) verificar em que medida a mediação através das práticas e procedimentos da produção de vídeo é um ato educativo. Convivemos durante 10 meses com 18 jovens inscritos em um programa de formação de uma organização não governamental, cujo objetivo era desenvolver conhecimentos sobre as tecnologias do vídeo digital para apoiar a ação coletiva e fortalecer a expressão juvenil. Realizamos uma pesquisa qualitativa, pois é um estudo de caso sobre um grupo de contornos bem definidos. As técnicas de cunho etnográfico nos aproximaram do contexto social e cultural que nos interessava observar e nos auxiliaram na tradução da linguagem do sujeito na sua forma mais espontânea ao explicitar o seu universo cultural durante um percurso de aprendizagem. Concentramos a análise da pesquisa nas falas dos jovens em três momentos específicos: nas redações do processo seletivo ao entrar no projeto; nos espaços de reflexão durante as atividades de criação; e, nas entrevistas individuais ao sair do projeto. Para entender o campo no qual se processam essas formas de aprendizagem e socialização buscamos aportes teóricos que forneceram ferramentas úteis para problematizar e cruzar conceitos comuns às áreas de educação e comunicação. Trabalhamos com abordagens de autores como: Jesús Martín-Barbero, Guillermo Orozco-Gómez e Mauro Wilton de Sousa, na área de sociologia e comunicação; José Machado Pais, Alberto Melucci, Regina Soares e Marilia Pontes Sposito, na área de sociologia e juventude; além de Fernando Hernández, na área de cultura visual e educação. Neles, encontramos idéias convergentes que reconhecem novos modos de apropriação dos códigos audiovisuais, pois consideram a relação entre a juventude e as tecnologias da comunicação mais complexa do que um processo funcional de acesso intuitivo, naturalizado pela onipresença das mídias. Seguindo essa linha de pensamento, acreditamos que os jovens decodificam, com maior ou menor qualidade, a realidade presente e que, portanto, desenvolvendo novo olhar sobre o mundo, aprendem de outro modo. O diferencial desse processo estaria no ato de mirar e mirarse, qualidade própria do vídeo uma vez que os procedimentos da produção do vídeo se associam às práticas culturais juvenis e se relacionam com formas de socialização em processos de identificação e pertencimento, desde que, intencionalmente, compreendidos como método de aprendizagem e intervenção.
Título em inglês
Video atelier and youth culture: a case study on the learning and socialization of urban young people from poor social segments through digital video technologies
Palavras-chave em inglês
Communication
Education
Video
Youth
Youth Culture
Resumo em inglês
The goal of this study is to investigate how video technologies can mediate new ways to learn and socialize. The core question it aims to answer is how and why a video atelier contributes to the education of low-income class youths living in poor suburbs of Great São Paulo, using video creation and production strategies. In the investigation process I have sought to: a) examine the relevance of audiovisual resources in youths' sociocultural context, and identify educacional trends, themes and processes; b) examine to what extent mediation through video production practices and procedures is an educative action. I have worked during 10 months with 18 youngsters enrolled in an education program offered by a non governmental organization whose objective was to develop knowledge about digital video technologies in order to support collective action and strengthen juvenile expression. It has been a qualitative research, since the case study is about a group with a well-defined configuration. Ethnographic techniques have been used to approach the social and cultural context I was interested in observing, and have helped in translating the subjects' most spontaneous manner of speaking when explaining their cultural universe along the course of learning. Research analysis has been focused on youths' speeches in three specific moments: their writing during qualification to enroll in the project; considerations expressed during creation activities; and individual interview when leaving the project. To understand the field where these ways of learning and socializing are processed I have resourced to theories providing useful tools to question and intersect concepts akin to both education and communication areas. Authors whose approaches have been used are: Jesús Martín-Barbero, Guillermo Orozco-Gómez, and Mauro Wilton de Sousa in the sociology and communication area; José Machado Pais, Alberto Melucci, Regina Soares, and Marilia Pontes Sposito in the area of sociology and youth; and also Fernando Hernández in the area of visual culture and education. I find in them converging ideas that recognize new ways to appropriate audiovisual codes, because they consider the relation between youth and communication technologies to be more complex than an intuitive functional process made natural due to medias' omnipresence. Along this line of thought I believe that young people can decode with a better or poorer quality the actual reality, and therefore by developing a new regard upon the world they will learn in a new way. The difference of this process is in the act of looking and looking at oneself, a quality inherent to video since video producing procedures connect to youth cultural practices and relate to socialization modes in processes of identification and belonging, provided they are intendedly understood as a method of learning and intervening.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2007-06-26
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.