• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2008.tde-09102008-155205
Documento
Autor
Nome completo
Maria Nizete de Azevedo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Abib, Maria Lucia Vital dos Santos (Presidente)
Carvalho, Anna Maria Pessoa de
Terrazzan, Eduardo Adolfo
Título em português
Pesquisa-ação e atividades investigativas na aprendizagem da docência em ciências.
Palavras-chave em português
aprendizagem da docência
atividades investigativas
ensino de ciências nas séries iniciais
pesquisa-ação
Resumo em português
Esta pesquisa teve como temática central o estudo sobre o aprimoramento da docência em ensino de ciências na fase inicial da escolarização. Desenvolveu-se em uma escola da rede municipal de ensino da cidade de São Paulo, tendo como base uma formação contínua em serviço, cuja opção metodológica, em muitos aspectos, se aproxima de uma pesquisa-ação. Essa formação, orientada e organizada pela autora deste trabalho, realiza-se por meio de atividades investigativas de ensino, cujo princípio fundamental é a busca de soluções para os problemas de ensino eleitos como essenciais pelos próprios professores. Neste trabalho, o conceito de ATIVIDADE ocupa posição central e se aproxima do sentido atribuído por Leontiev. Nessa dimensão conceitual, a docência em ciências é concebida como a atividade principal do professor, desencadeadora de suas necessidades organizativas e formativas. Para discutir o processo de aprendizagem da docência, recorremos aos pressupostos defendidos por Leontiev, Vygotsky, Paulo Freire e Tardif. O problema desta investigação põe em discussão a maneira pela qual esse processo formativo contribui para a elaboração de saberes pelos docentes nele envolvidos. Os resultados, obtidos a partir da análise organizada sob parâmetros qualitativos e interpretativos, revelaram que a pesquisaação realizada pelas professoras em seu processo formativo, contribuiu com a elaboração de saberes docentes, criando variadas situações de aprendizagem, marcadas, sobretudo, pelas relações de interação. Identificamos vários saberes docentes, relacionados a elementos indicadores de aprendizagem, como a auto-organização, a predisposição ao estudo e à pesquisa, a maneira de se ensinar ciências por meio de atividades investigativas e de articular esse ensino com o processo de alfabetização na língua materna, a construção de práticas colaborativas na escola, entre outros. Desse modo, reforçamos o potencial formativo da pesquisa-ação como opção metodológica para uma formação contínua, que preza pela construção da autonomia docente e pela concepção da escola como uma comunidade de aprendizagem, capaz de gerar e gerir os seus processos formativos. Dessa maneira, a pesquisa contribuiu com as reflexões realizadas no campo teórico/prático da formação contínua, em especial no ensino de ciências.
Título em inglês
Research-action and investigatives activities in the learning of the teaching in sciences.
Palavras-chave em inglês
investigative activities
learning to teach
research-action
teaching in first years
Resumo em inglês
This work was focossed on the increase in the teaching performance. It was done in a municipal school in São Paulo city in science discipline in the first years. At this school, the continuous formation process used by teachers was an approximation of the research-action, being the research activities elected by the teachers themselves, and conducted by the author. The concept of ACTIVITY is central to this research and paralallels the concept proposed by Leontiev. In this cintext, science teaching is approached as the main teacher activity, requiring both teacher organization and formation. To discuss the learning process of teaching, assumptions were based on Leontiev, Vygostky, Paulo Freire and Tardif. This work discusses how the teacher formative process adds to the knowledge of the teachers envolved. The results were organized based on the qualitative and interpretative analises, revealed that the research-action did contribute to build knowledge to the teachers involved, by exposure to several learning contexts were interactions were highlighted. Several aspects of teacher knowledge were indentifyied, such as self-organization, the willing to study and research, the use of invesgative activities and articulate it to the alphabetization in the mother language, the exercise of collaborative practices, among others. Therefore, we reinforce the formative potential of research-action as an option of method to a continuous formation. As a result, this research contributed with reflexions in the theory/practice of the continuous formation, particullarly in the science teaching.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.