• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2008.tde-09102008-143551
Documento
Autor
Nome completo
Maria Teresa Vianna Van Acker
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Chamlian, Helena Coharik (Presidente)
Cordeiro, Jaime Francisco Parreira
Domingues, Ideli
Passegi, Maria da Conceição Ferrer Botelho Sgadari
Souza, Eliseu Clementino de
Título em português
A reflexão e a prática docente: considerações a partir de uma pesquisa-ação.
Palavras-chave em português
autobiografia
autorização
grupo operativo
intersubjetividade
pesquisa-ação
reflexão sobre a prática
Resumo em português
Esta tese tem em vista compreender de que modo a reflexão sobre as vivências dos professores na escola e na sala de aula geram conhecimento da prática em benefício do maior comprometimento profissional e, por conseguinte, com efeitos sobre autorização que reconhecem ter. Por se tratar de um tema que implica em considerar os processos de reflexão sobre a prática vivenciada pelos professores, ele exige metodologias de pesquisa que levem à colaboração eles. Escolhemos como abordagem metodológica a pesquisa-ação existencial pelo seu caráter de estímulo à reflexão. Como toda pesquisa-ação, essa investigação também se desenvolveu em diferentes etapas. Na primeira etapa, delineamos de que modos os professores produziam conhecimentos a partir de suas vivências práticas. Para isso nos utilizamos observações seguidas por entrevistas, as quais denominamos de entrevistas de explicação, inspiradas nas entrevistas de explicitação, descritas por Pierre Vermersch. Nessa etapa, identificamos que os professores valem-se de dois tipos de reflexão quando analisam e explicam suas práticas: uma reflexão que justifica o que fazem a partir de um costume, por um lado; por outro lado, uma reflexão que explica o percurso que traçaram até elaborarem um modo original de ensinar. Percebemos também que todos os professores, após a entrevista, revelaram ter descoberto que faziam coisas que não sabiam que faziam. Percebemos também a importância que as interações sociais exercem na ação docente, tanto no que diz respeito às atitudes conservadoras, quanto no que diz respeito às inovações. Diante da constatação da presença dessas interações no trabalho dos professores e também da dificuldade de auto-observação, decidimos prosseguir a pesquisa utilizando uma abordagem que favorece a emergência da subjetividade, nas suas dimensões intra e inter subjetivas. Para isso, recorremos ao Ateliê Biográfico de Projeto, descrito por Christine Delory-Momberger. O resultado desse procedimento foi o maior comprometimento dos professores com a pesquisa em relação à primeira etapa e, também, a formulação de um projeto do grupo tendo em vista estabelecer uma forma sistematizada de reflexão sobre a experiência, de modo a se esclarecerem sobre os desafios da profissão docente na atualidade. Essa decisão, agora do grupo, e não da pesquisadora, gerou uma terceira e última etapa, na qual utilizamos a técnica de Grupo Operativo, criada por Enrique Pichon-Rivière. A originalidade desta pesquisa consistiu em realizar uma intervenção que levou ao envolvimento os parceiros na investigação sobre suas próprias experiências. Isso possibilitou que a análise de deslocasse de uma abordagem centrada no indivíduo para uma abordagem do sujeito enquanto ser social e do grupo como produtor de pensamento. Ao afirmar a coexistência das dimensões intrasubjetiva, intersubjetiva e até impessoal da reflexão, os dispositivos de pesquisa revelaram a busca daqueles professores por formas de agrupamento que lhes permita resistir aos descompassos da sociedade do conhecimento que transforma os indivíduos em objetos autômatos e consumidores de informação.
Título em inglês
The reflection and the teachers practices: considerations on a research-action.
Palavras-chave em inglês
authobiography
authorisation
inter-subjectivity
operative group
reflection on practice
research-action
Resumo em inglês
The purpose of this thesis is to understanding how reflection on teaching experiences generates practical knowledge that contributes to professional commitment, also affecting the authorization teachers acknowledge as theirs. As the subject involves reflection on teachers practices, it requires research methodology conductive to their cooperation. Thus, we have chosen to use existential action-research, an approach that encourages reflection. As in other action-research techniques, this was also developed in several steps. Initially, the manner in which teachers produce knowledge based on their practical experience was precisely outlined using observation followed by interviews, named explanatory interviews after those described by Pierre Vermersch. During this step we found that teachers use two types of reflection when analyzing and explaining their practices: they explain their actions by habit, or else they explain the path followed in order to developed an original way of teaching. After the interview teachers reported having found out that they did things they were previously unaware of. We also noted the importance of interaction in teaching, both regarding conservative attitudes and innovative ones. After having verified the presence of groups in teachers activities, and also the difficulty of self-observation, we decided to proceed using an approach capable of surfacing subjectivity, both internally and in interactions. The Autobiographic Workshop Project, as described by Christine Delory- Momberger, was used for this purpose, having yielded greater commitment of teachers with the first step of the research, and also a group project with the purpose of establishing an organized way of reflecting on their experience, and understanding their present professional challenges. This decision, of the group and no longer of the researcher, led to the third step, in which the Operative Group technique, created by Enrique Pichon-Rivière, was employed. The originality of this research lies in the fact that its intervention led to the progressive involvement of the research subjects in the investigation of their own experiences, which produced a shift from an analysis centered on the individual towards an analysis based on the individual as part of a group that produces knowledge. By stating the coexistence of intra-subjective, inter-subjective and even impersonal aspects of reflection, research techniques show that these teachers search for ways of forming groups that allow them to face the inconsistencies of the society of knowledge, which transforms individuals in automatons and consumers of knowledge.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2009-03-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.