• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2007.tde-07122007-160508
Documento
Autor
Nome completo
Gisnaldo Amorim Pinto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Oliveira, Mauricio Pietrocola Pinto de (Presidente)
Almeida, Maria José Pereira Monteiro de
Kawamura, Maria Regina Dubeux
Marandino, Martha
Silva, Henrique Cesar da
Título em português
Divulgação científica como literatura e o ensino de ciências.
Palavras-chave em português
Divulgação científica
Ensino de ciências
Humanismo
Resumo em português
Esta tese versa sobre as potencialidades da divulgação científica como literatura para o ensino de ciências. Fundamenta-se em autores que contribuem para problematizar a divulgação científica, como Ana Maria Sanchéz Mora, José Reis, João Zanetic, Mônica Teixeira e Ângelo Machado. Fundamenta-se, também, nos pressupostos de uma educação humanizadora e ancora-se, quanto a esse aspecto, nas contribuições de Paulo Freire. Para reflexão sobre o resgate do sentido do trabalho escolar, foram fundamentais as contribuições de Bernard Charlot. A partir das reflexões geradas pelo diálogo com a bibliografia consultada, a discussão prioriza obras que têm como centralidade uma concepção de ciência pautada pela presença de contradições e conflitos, uma ciência inserida no plano da cultura e compreendida como processo vivenciado por cientistas - sujeitos também inseridos em contextos - uma ciência, portanto, marcada por dilemas humanos. Diferenciando a divulgação científica canônica da divulgação científica não canônica, este trabalho realiza uma análise de narrativas presentes em obras não canônicas de literatura, a saber, 2001- odisséia no espaço, de Arthur Clarke, O dilema do bicho-pau, de Ângelo Machado, Contato, de Carl Sagan e Os meninos da Planície, de Cástor Cartelle. Na análise das obras foram priorizadas as contribuições específicas para a compreensão da ciência como produção cultural e das potencialidades humanizadoras que tem o ensino de ciências voltado para compreensão de aspectos da subjetividade humana e dos conflitos da existência. Nas obras analisadas, foi possível perceber uma ênfase narrativa tipicamente mitológica, marcada por situações conflitantes, em, por exemplo, se realiza a polarização entre medo e encanto, desejo e possibilidade, sonho e experiência. Foi possível localizar também uma opção narrativa pela imaginação criadora, pela capacidade humana e por sua potencialidade criativa, elementos que são, nesse caso, motes fundamentais para reflexão sobre a vida humana e também sobre a ciência; uma ciência produzida a partir de injunções sociais e contextuais, levada a cabo por pessoas reais, também, portadoras de uma dimensão humana e subjetiva. Nas obras selecionadas, foi possível perceber uma provável contribuição para renovação do ensino de ciências, pois sua centralidade recai sobre a reflexão acerca da humanização dos sujeitos e não sobre a transmissão de conteúdos da ciência, embora essa dimensão, a da formação científica, esteja inequivocamente presente em todas elas, sem prejuízos.
Título em inglês
Scientific spreading as literature and the science teaching.
Palavras-chave em inglês
Humanism
Science teaching
Scientific spreading
Resumo em inglês
This study is about scientific spreading potentiality as literature for science teaching. It is based on authors who have contributed to discuss the scientific spreading, such as Ana Maria Sanchéz Mora, José Reis, João Zanetic, Mônica Teixeira, and Ângelo Machado. It is also based on the presupposition of a humanizing education, and is anchored, in relation to this aspect, in Paulo Freire's contributions. From the reflections which have arisen through the dialogue with the consulted bibliography, it prioritizes the ones which have as centrality a conception of science related to the presence of contradictions and conflicts, a science inserted in the culture plan and understood as a process lived by scientists - also subjects inserted in contexts - a science, therefore, marked by human dilemma. Differing the canonical scientific spreading from the non-canonical scientific spreading, this study makes analysis of the narratives present in non-canonical works of literature, to know, 2001: A space odyssey, by Arthur Clarke, Os meninos da planície, by Cástor Cartelle, O dilema do bicho-pau, by Ângelo Machado, and Contact, by Carl Sagan. In the analysis of the works, specific contributions were prioritized in order to understand science as cultural production and the humanizing potentialities which have science teaching turned to the comprehension of human subjectivity aspects and of existence conflicts. It was possible to notice a typically mythological narrative emphasis in the analyzed works, marked by conflicting situations, as, for example, where the polarization between fear and enchant, desire and possibility, and dream and experience are carried out. It was also possible to localize one narrative option through the creative imagination, the human capacity and its creative potentiality, elements which are, in this case, fundamental motivations for the reflection about human life and also about science, a science produced from the social and contextual injunctions on, carried out by real people; these ones also having a human and subjective dimension. It was possible to suppose a likely contribution to the renewal of science teaching in the selected works, because its centrality remains over the reflection about the humanizing of the subjects and not over the transmission of science contents, although such dimension, the one of scientific formation, is undoubtedly present in all of them, without any harm.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseGisnaldoAmorim.pdf (724.67 Kbytes)
Data de Publicação
2007-12-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.