• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.48.2017.tde-05122017-131635
Documento
Autor
Nome completo
Lenara Spedo Spagnuolo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Voltolini, Rinaldo (Presidente)
Lerner, Ana Beatriz Coutinho
Metzger, Clarissa
Título em português
Acompanhamento terapêutico na escola: entre o educar e o analisar
Palavras-chave em português
Acompanhamento Terapêutico
Autismo
Educação
Inclusão escolar
Psicanálise
Psicose
Resumo em português
Este trabalho tem como objetivo central discutir a finalidade e o lugar ocupado pelo acompanhante terapêutico que funciona como apoio aos processos inclusivos escolares. Partimos da hipótese de que este profissional, uma vez orientado pela psicanálise, se posicionaria entre o educar e o analisar. Como metodologia, recorremos à articulação entre a experiência clínica e a reflexão teórica orientada por textos psicanalíticos. Realizamos, inicialmente, um levantamento bibliográfico acerca do Acompanhamento Terapêutico na escola e contextualizamos historicamente esse dispositivo clínico que nasce no campo da saúde mental, o que tem grandes consequências para seu deslocamento em direção ao terreno escolar. Em seguida, analisamos como tem ocorrido o encontro do Acompanhamento Terapêutico com a escola, especialmente no que se refere às construções discursivas em torno dos saberes sobre a inclusão escolar e sobre a criança dita de inclusão. No terceiro capítulo, apresentamos a concepção de educar a qual estamos referidos, e delimitamos nosso estudo ao campo da inclusão escolar em torno das crianças psicóticas e autistas, apresentando seus modos particulares de construção de conhecimento e de estar no laço social. No último capítulo, a partir da teoria dos quatro discursos proposta por Lacan (1969-70), discutimos o que há do analítico e do educativo no trabalho do acompanhante terapêutico na escola. A partir de cenas de um processo de alfabetização, sustentamos um modo de trabalho que seja dirigido não só à criança, mas também à escola. Defendemos, por fim, que esse profissional esteja na escola orientado pela construção de um lugar de aluno para a criança acompanhada. É então, quando o laço entre professor e aluno puder operar, que a presença do acompanhante torna-se dispensável.
Título em inglês
Therapeutic Accompaniment in school: between educating and analyzing
Palavras-chave em inglês
Autism
Education
Psychoanalysis
Psychosis
School inclusion
Therapeutic Accompaniment
Resumo em inglês
This work aims to investigate the primary goal and function occupied by the therapeutic companion who works as a support to inclusive school processes. We start from the hypothesis that this professional, once guided by psychoanalysis, would pose himself between educating and analyzing. Our methodology framework is the articulation between clinical experience and theoretical reflection guided by psychoanalytic texts. After an initial bibliographic survey on Therapeutic Accompaniment in schools, we historically contextualize this clinic approach that has emerged in the field of mental health and has substantial consequences for its transposition towards the school field. Afterwards, we analyze how the connection of Therapeutic Accompaniment with schools has taken place, especially with regard to the discursive constructions around the knowledge about the school inclusion and about the child with special needs. In the third chapter, we present the concept of education to which we are referred to, and restrict our study to the field of school inclusion around psychotic and autistic children. Here we present the specific ways they build knowledge and socially bond. In the last chapter, based on Lacans theory of the four discourses (1969-70), we discuss what belongs to the analytic and educational fields in the Therapeutic Accompaniment work in schools. From scenes of a literacy process, we sustain a way of working directed not only to the child but also to the school. Finally, we defend that this professional should be in schools focused on constructing a student place for the accompanied child. The presence of the companion becomes dispensable only when the bond between teacher and student can properly operate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-12-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.