• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2014.tde-01042015-140849
Documento
Autor
Nome completo
Ana Paula Carneiro Renesto
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2014
Orientador
Banca examinadora
Moraes, Teresa Cristina Rebolho Rego de (Presidente)
Machado, Maria Zélia Versiani de
Pietri, Emerson de
Schapochnik, Nelson
Smolka, Ana Luiza Bustamante
Título em português
Percepções de professores de língua portuguesa sobre a formação leitora de seus alunos dos meios populares
Palavras-chave em português
Formação leitora
Leitura
Meios populares
Professores
Psicologia histórico-cultural
Vigotski
Resumo em português
Esta pesquisa inseriu-se no campo dos estudos relacionados à leitura e à educação e objetivou compreender, da perspectiva da psicologia histórico-cultural, questões referentes às opiniões que os professores de língua portuguesa do 2º. segmento do ensino fundamental e do ensino médio manifestam sobre a formação leitora dos alunos das camadas populares. A coleta de dados para análise consistiu de 87 textos escritos por professores, em sua maioria da rede pública de ensino da região metropolitana da cidade de São Paulo, e objetivou investigar que aspectos os docentes valorizam ao explicar os raros casos de constituição leitora entre tais alunos. A partir da análise dos dados, percebeu-se que há uma tendência a atribuir o mérito pelo êxito na constituição leitora à família do aluno e a ele próprio por suas características inatas, suas capacidades, e seu papel ativo , e que há uma perspectiva pouco crente no papel da escola e do professor, aos quais apenas um quarto dos sujeitos atribuíram papel relevante. A análise também apontou que a graduação em instituições de maior prestígio está ligeiramente vinculada a um menor recurso a justificativas endógenas e fortemente ligada a uma crença maior na possibilidade de a escola e o professor serem fatores de constituição leitora. Tais achados apontam a importância de sólida formação: que enfatize que o desenvolvimento humano e, portanto, a constituição leitora, não se devem a características inatas, e não são espontâneos ou naturais; que aqueles, ao contrário, requerem não apenas a mediação desafiadora, qualificada e cativante de membros mais experientes do grupo cultural, mas também trabalho por parte do aluno; e que fortaleça a crença dos professores na educação e em si próprios. Do ponto de vista teórico, foram levados em consideração os estudos sobre leitura e letramento de Magda Becker Soares, Marisa Lajolo e Maria Zélia Versiani Machado, as análises sociológicas de Bernard Charlot, Bernard Lahire e Zaia Brandão, as reflexões sobre a formação e o trabalho docente por Bernardete Gatti, José Carlos Libâneo, Maria Isabel de Almeida e Maurice Tardif, e os estudos sobre a perspectiva vygotskiana do desenvolvimento humano conduzidos por Ana Luíza Smolka, Marta Kohl de Oliveira, Pablo del Río e Teresa Rego.
Título em inglês
Perceptions of Portuguese language teachers on the reader education of students from lower classes
Palavras-chave em inglês
Cultural-historical psychology
Lower classes
Reader education
Reading
Teachers
Vygotsky
Resumo em inglês
This study has sought to understand, from the perspective of cultural-historical psychology, the opinions of primary and secondary Portuguese teachers on the reader education of underprivileged students. Data collection consisted of 87 texts written by teachers who work in public schools in the metropolitan region of São Paulo, and aimed to investigate what aspects teachers emphasized to explain why a few students succeed in becoming proficient readers while most do not. Data analysis evidenced that teachers tend to attribute the credit for the success in reading education mostly to students themselves and their families rather than to schooling and teachers. The analysis also showed that higher education in more prestigious institutions is linked to a slightly lesser recourse to endogenous reasons and strongly linked to a greater belief in the potential of schooling and teachers to favor reader education. Such findings indicate the importance of solid training that emphasizes: that human development and thus reader education are not spontaneous, natural or due to innate characteristics; that, on the contrary, they require challenging and qualified mediation by more experienced members of one's cultural group and students work; and that strengthens the belief of teachers in education and in themselves as promoters of development. This investigation was grounded on the studies on reading and literacy by Magda Becker Soares, Marisa Lajolo and Maria Zélia Versiani Machado, the sociological analyses of Bernard Charlot, Bernard Lahire and Zaia Brandão, the reflections on teacher education and work by Bernardete Gatti, José Carlos Libâneo, Maria Isabel de Almeida and Maurice Tardif, the studies on the Vygotskian perspective of human development conducted by Ana Luiza Smolka, Pablo del Río, Marta Kohl de Oliveira e Teresa Rego.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-05-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.