• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.48.2001.tde-03072003-154636
Documento
Autor
Nome completo
Maria Solange Pereira Ribeiro
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Baumel, Roseli Cecilia Rocha de Carvalho (Presidente)
Abud, Katia Maria
Catani, Denice Barbara
Cunha Junior, Henrique Antunes
Lazzareschi, Noêmia
Título em português
O Romper do Silêncio: história e memória na trajetória escolar e profissional dos docentes afrodescendentes das Universidades Públicas do Estado de São Paulo
Palavras-chave em português
Etnocentrismo
Identidade
Negro - Educação
Professores negros
Racismo
Resumo em português
O presente estudo é uma tentativa de reconstruir a trajetória escolar e profissional dos docentes afrodescendentes das universidades públicas do Estado de São Paulo. Para tanto, procurou responder as seguintes indagações: quais foram as oportunidades de educação disponibilizadas ao negro? De que forma as perspectivas políticas e sociais dos negros se estabeleceram? Como os afrodescendentes chegaram ao espaço docente? Situar o grupo étnico historicamente, nos aspectos sociais e políticos, parecia condição para caminhar no sentido de responder essas questões. Dentro das organizações modernas a progressão social está determinada pela apropriação do saber formal, constituindo assim um campo de batalha invisível onde o sujeito negro está sempre em desvantagem. Explicitar também as bases em que estava suplantada a história educacional do negro era necessário para desvelar a trajetória dos professores/as negros/as num tempo mais recente e, num sentido mais amplo, avaliar o desempenho da educação sobre os negros desde a Abolição, ainda que de forma panorâmica e voltada para a realidade de São Paulo. A discriminação está quotidianamente presente nas relações humanas, embora seja disfarçada por mecanismos sutis de evitação, mas que interferem no acesso do negro às oportunidades de forma igualitária a outras etnias. Pela natureza da investigação só seria possível trabalhar com técnica qualitativa. Para tanto, utilizaram-se a memória como recurso metodológico e a técnica de história de vida, acrescidos a estas, os princípios da pesquisa documental. Foram colhidos dezessete depoimentos, sendo cinco professoras e doze professores entrevistados, com utilização do gravador. Das falas extraíram-se três categorias e dez sub-categorias para análises. Pela memória é possível afirmar que os/as professores/as enfrentaram muitas dificuldades para estudar, não pela ausência de boas escolas, pelo menos não no caso dos meus interlocutores, mas pela escassez de recurso na família. Muitos tiveram que priorizar o trabalho e só depois a escola. Ainda assim, foi possível uma trajetória escolar de êxito, o que se confirma nas suas ações profissionais como docentes. Professores/as que ingressaram na docência nos anos 70, com exceção de um, todos já chegaram ao topo da carreira, tendo ocupado cargo de relevância dentro da Universidade. Dando seqüência a esta pesquisa, seria relevante estudar o ingresso do negro na docência e sua ocorrência desde o início do século XX ao final do mesmo, para retratar sua progressão ou estagnação no acesso à docência.
Título em inglês
Breaking the silence: history and memory in the professional and educational path of Afrobrazilian professors of São Paulo State Universities
Palavras-chave em inglês
Black teachers
Education - Black
Ethnicity
Identity
Racism
Resumo em inglês
This study is an attempt to reconstruct the schooling and professional path of Afrobrazilian professors who teach at São Paulo State Universities. The following questions were examined: which were the educational chances of black people? In what way the political and social perspectives of blacks were established? How did the Afrobrazilian population entered the teaching field? It seemed possible to answer these questions when situating the ethnic group in history and analyzing the social and political aspects involved. Inside modern organizations the social progression is determined by the appropriation of formal knowledge, thus constituting an invisible battlefield where the black individual is always at a disadvantage. It was necessary to give explicit information about the basis where the black educational history was superseded in order to reveal the path of black professors in a more recent time. Further, we had to evaluate, in a broader sense, the performance of education on Afrobrazilian people in the state of São Paulo since the Abolition, even though this was done in a more general manner and was reflecting only the reality in the state of São Paulo. Discrimination is an everyday occurrence in human relationships, although it is disguised by subtle mechanisms of avoidance, which intervene between the equality of opportunities of blacks with other ethnic groups. Taking into account the nature of this investigation, it was possible to work exclusively with a qualitative approach. Methodological features used were memory, the life history approach, as well as the principles of documentary research. Seventeen depositions of university professors, five schoolmistress and twelve schoolmasters were collected through recorded interviews. Starting with this recorded material it was possible to extract three categories and ten sub categories to be analyzed. Data collected show that black professors faced many difficulties to study, not due to lack of good schools, at least in the case of my interlocutors, but mainly due to poor financial resources of their families. Most of them had to prioritize work and had put school in the background. However, they all have had a successful educational career as university professors. Black professors who had entered schooling in the 70’s, except for one, have reached the top of their career and have engaged in relevant positions at the University. In order to extend this research, it would be relevant to study the entrance of black people into teaching field and its occurrences throughout the whole XX century, to demonstrate their progression or stagnation in the teaching area.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
TeseCompleta.pdf (1.33 Mbytes)
Data de Publicação
2003-08-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.