• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2018.tde-04092018-160450
Documento
Autor
Nome completo
Mariana Medeiros Assed
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Serafim, Antonio de Padua (Presidente)
Hirata, Edson Shiguemi
Pagura, Jorge Roberto
Rocca, Cristiana Castanho de Almeida
Título em português
O efeito do treinamento de memória associado ao neurotracker para idosos sem queixa cognitiva
Palavras-chave em português
Idosos
Memória
Neurotracker
Reabilitação neuropsicológica
Resumo em português
Introdução: A crescente longevidade, realidade cada vez mais comum nas diversas sociedades convergem para as questões relativas à saúde, a qualidade de vida e bem-estar da população de idosos. Destaca-se ainda que a saúde desempenha um papel central no envelhecimento, podendo prever-se a qualidade de vida dos indivíduos idosos por esta variável. Apesar da condição de idoso não representar um risco enquanto tal é possível prever que um indivíduo mais velho sofrerá necessariamente perdas, uma vez que o envelhecimento pode se dar tanto por um processo natural (senescência) ou patológico (senilidade). OBJETIVO: verificar o impacto do treino de memória associado ao Neurotracker (NT) em idosos saudáveis. MÉTODO: amostra foi composta por 44 idosos a partir de 60 anos sem queixas cognitivas, foram randomizados em dois grupos: grupo experimental (GE=22) e o grupo controle (GC=22). Todos completaram 12 sessões de uma hora cada, duas vezes por semana, sendo que o GE realizou a mais 12 treinos com o NT. Para o treinamento da memória, foram utilizados estímulos computadorizados específicos associados a estratégias mnemônicas conscientemente aprendidas. Nos momentos pré e pós treino, amos os grupos foram avaliados através de questionário sócio-demográfico, avaliações neuropsicológicas, e escalas de autopercepção, além de uma medida com o NT. RESULTADOS: primeiramente, vale ressaltar a homogeneidade dos grupos em termos sociodemograficos, e em relação aos testes avaliados. Os resultados evidenciaram que ambos os grupos se beneficiaram com o treinamento de memória, contudo o GE obteve um resultado melhor em relação ao tempo de reação, velocidade de processamento visual, memória de trabalho e a percepção subjetiva da memória, validando a hipótese inicial levantada. O GE mostrou maior pontuação que o GC em testes consistentes com as estratégias treinadas, envolvendo recursos atencionais, memória de trabalho, episódica, semântica e subjetiva, pensamento associativo, velocidade de processamento e cognição social. Ambos os grupos reportaram sentimentos mais positivos quanto à própria memória e avaliaram positivamente as intervenções refletindo significativamente na qualidade de vida. Ademais, não foram observadas mudanças em sintomas de depressão. Em termos de duração, intensidade e frequência do treino, nota-se a necessidade de mais estudos com essa faixa da população. CONCLUSÃO: Os benefícios do TM associados ou não ao NT são evidentes e aparecem no resultado dos testes neuropsicológicos e das escalas. Além disto, após o TM, houve aumento no uso de estratégias associativas, maior confiança na própria memória e ganhos de qualidade de vida. Os dados corroboram os achados sugerindo que o cérebro de idosos permanece altamente plástico
Título em inglês
The Effect of memory training associated with neurotracker for the elderly without cognitive complaint
Palavras-chave em inglês
Elderly
Memory
Neuropsychological rehabilitation
Neurotracker
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The increasing longevity, an increasingly common reality in different societies, converges to the issues related to health, quality of life and well-being of the elderly population. It is also worth noting that health plays a central role in aging, and the quality of life of elderly individuals can be predicted by this variable. Although the condition of the elderly does not pose a risk as such, it is possible to predict that an older individual will necessarily suffer losses, since aging may be due either to a natural (senescence) or pathological (senility) process. OBJECTIVE: to verify the impact of memory training associated with Neurotracker (NT) in healthy elderly. METHOD: The sample consisted of 44 elderly individuals aged 60 years old without cognitive complaints. They were randomized into two groups: experimental group (GE = 22) and control group (CG = 22). All completed 12 sessions of one hour each, twice a week, and the GE performed another 12 training sessions with the NT. For memory training, specific computer stimuli associated with consciously learned mnemonic strategies were used. In the pre- and post-training moments, the groups were evaluated through a socio-demographic questionnaire, neuropsychological assessments, and self-perception scales, as well as a measure with NT. RESULTS: First, it is worth mentioning the homogeneity of the groups in sociodemographic terms, and in relation to the tests evaluated. The results showed that both groups benefited from memory training, however the GE obtained a better result in relation to reaction time, visual processing speed, working memory and subjective memory perception, validating the initial hypothesis raised. The GE showed higher scores than the CG in tests consistent with the trained strategies, involving attention resources, work memory, episodic, semantic and subjective, associative thinking, processing speed and social cognition. Both groups reported more positive feelings about their own memory and positively assessed interventions that significantly reflected quality of life. In addition, no changes in symptoms of depression were observed. In terms of duration, intensity and frequency of training, it is noted the need for further studies with this range of the population. CONCLUSION: The benefits of TM associated or not to NT are evident and appear in the results of neuropsychological tests and scales. In addition, after TM, there was an increase in the use of associative strategies, greater confidence in the own memory and gains in quality of life. The data corroborate the findings suggesting that the brain of the elderly remains highly plastic
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
assed_me.pdf (991.57 Kbytes)
Data de Publicação
2018-09-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.