• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2008.tde-19052008-163016
Documento
Autor
Nome completo
Renata Udler Cromberg
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Silva Junior, Nelson da (Presidente)
Chaui, Marilena de Souza
Chiarottino, Zelia Ramozzi
Ferraz, Flávio Roberto Carvalho
Mezan, Renato
Título em português
O amor que ousa dizer seu nome: Sabina Spielrein - pioneira da psicanálise
Palavras-chave em português
Ansiedade
Feminilidade
Linguagem
Psicanálise
Spielrein Sabina Nikolajevna - 1885-1942
Resumo em português
A análise dos documentos encontrados no início dos anos setenta e nomeados como Dossiê Spielrein, que trouxeram a tona a psicanalista, Sabina Spielrein, por meio do seu diário e da sua correspondência com Freud e Jung, bem como seus escritos principais, permite afirmar que ela foi a visionária e introdutora do conceito de pulsão de morte em psicanálise. Isto se deu no seu texto de 1911, A destruição como causa do devir (SPIELREIN,1981a), apresentado em novembro, na Sociedade Psicanalítica de Viena, da qual ela foi a segunda mulher a se filiar. A análise deste texto permite localizar a origem do conceito de pulsão de morte em Sabina Spielrein, ligada ao percurso freudiano e à ruptura entre Jung e Freud. Além disso, a ausência de seu nome por seis décadas das obras fundamentais da história da psicanálise aponta para um soterramento histórico que precisa ser compreendido. O escrito princeps visionário de Sabina Spielrein foi seguido de escritos importantes, principalmente de As origens das palavras infantis Papai e Mamãe (1922), (SPIELREIN,1981b) lido no VI Congresso Internacional de Psicanálise, o mesmo em que Freud leu Mais além do Princípio do prazer, em 1920, e Algumas analogias entre o pensamento da criança, o do afásico e o pensamento subconsciente (1923) (SPIELREIN,2002a), que esboçam uma teoria psicanalítica da origem e do desenvolvimento da linguagem nas crianças e da formação do símbolo. Trabalhou com Jean Piaget no Instituto Rousseau, entre 1920-1923. Foi sua analista e ambos pertenceram à Sociedade Suíça de Psicanálise. Piaget leu seu trabalho O pensamento simbólico e o pensamento da criança no VII Congresso Internacional de Psicanálise, em 1922. Podemos afirmar o pioneirismo destas idéias e de um solo comum entre os dois na discussão das questões sobre a formação do pensamento e da linguagem. Sabina Spielrein, em suas pesquisas e seus escritos, participa das reflexões sobre a aquisição da linguagem e do pensamento pela criança e acaba pondo em contato as questões sobre a emergência da linguagem e do pensamento simbólico em Freud e Piaget. Ela teve um papel central na introdução à psicanálise a Jean Piaget e na apresentação da obra deste a Vigotsky. A verdade, que vem à tona da análise de seus três principais textos e de algumas observações feitas em seu diário e suas cartas é que Sabina Spielrein é uma teórica inovadora em psicanálise e uma pioneira em vários sentidos: primeira analista mulher de crianças, primeira a escrever sobre esquizofrenia usando este termo, primeira a escrever uma tese sobre psicanálise em uma universidade, primeira, junto com Stekel, a pensar e formular o componente destrutivo da pulsão e a presença de uma força além do princípio do prazer, que busca o desprazer Uma original teórica, pois, embora partindo sempre de imagens, pois para ela, o pensamento parte sempre de imagens, não fica nelas. Trabalha com argumentos, desenvolve raciocínios e avança hipóteses metapsicológicas.
Título em inglês
The love that dare to say its name - Sabina Spielrein, psychoanalisis pioneeer
Palavras-chave em inglês
Anxiety
Feminility
Language
Psychoanalysis
Spielrein Sabina Nikolajevna 1885-1942
Resumo em inglês
The analysis of the documents found at early seventy years and named Spielrein Dossiê made emerge Sabina Spielrein by her diary, her letters and her writings. It enable us to affirm that she was the visionary and introducer of the concept of death drive in psychoanalysis. This happened with her 1911's essay "Destruction as the cause of coming into being", presented on november, at Wien Psychoanalitical Society. She was the second woman which filiated on it. The origin of the death drive concept in Sabina Spielrein is connected with Freud conceptual way and the cut between Freud and Jung. There is an historical sink that must be understood. Her others important writings were "The origin of the child's words Papa and Mama" (1922) (SPIELREIN,1981b) and "Some analogies between the thought of the child, that of the afasic and subconscious thought" (1923). (SPIELREIN,2002a) which design a psychoanalytic theory of the origin and the development of child language and the symbol formation. She worked with Jean Piaget, at the Rousseau Institute, between 1920-1923, she was his analyst and both belonged to Switzerland Psychoanalitical Society. Piaget red his work "Symbolical thinking, child thinking" at VII International Congress, in 1922. We can affirm the pioneer form of this ideas and a common ground for the discussion of this questions about thinking and language formation. She was the central person on psychoanalysis introduction to Piaget and to show his writings to Vigotsky. The truth is that she was a theoretical innovator and a forgotten pioneer in many senses. First child analyst, first to write esquizofrenia word in an essay, first to write a psychoanalytical universitary thesis, first to formulate the destructive component of the drive and the presence of a beyond pleasure force that seeks for displeasure. She formules meta psychological hypothesis through imagetical thinking in an original way.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Cromberg.pdf (1.86 Mbytes)
Data de Publicação
2010-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2014. Todos os direitos reservados.