• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2016.tde-16092016-113405
Documento
Autor
Nome completo
Tatiana Dimov
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Mello, Sylvia Leser de (Presidente)
Silva, Luis Guilherme Galeão da
Surjus, Luciana Togni de Lima e Silva
Svartman, Bernardo Parodi
Vasconcelos, Eduardo Mourão
Título em português
Participação de usuários da saúde mental em pesquisa: a trajetória de uma associação de usuários
Palavras-chave em português
Paridade participativa
Participação cidadã
Pesquisa ação participante
Saúde mental
Resumo em português
A participação de usuários de serviços de saúde mental em pesquisas acadêmicas é uma tendência recente que vem, de forma incipiente, sendo adotada no Brasil. São iniciativas interessantes na medida em que promovem a democratização da produção de conhecimento, conferindo a grupos populares a oportunidade de ter se colocarem frente às suas necessidades específicas. Rose (2003) coloca que existem vários níveis de participação e essas iniciativas não representam necessariamente a emancipação dos usuários, sendo necessário que se observe e qualifique o protagonismo dos participantes. A presente tese visa avaliar quais os efeitos do envolvimento de uma associação de usuários (a AFLORE) junto a uma aliança internacional de pesquisa (a ARUCI-SMC). Nos utilizamos da metodologia da pesquisa ação participante afim de que os membros da associação pudessem se envolver diretamente em diferentes etapas desta pesquisa, como a formulação de perguntas de pesquisa e a sistematização da experiência. As análises aqui propostas baseiam-se no conceito de paridade participativa em Nancy Fraser, que é composto por três dimensões interligadas: o reconhecimento, a redistribuição e a representação. Partiremos destas dimensões para avaliar em que medida a parceria de pesquisa promove a paridade participativa dos envolvidos. A participação de usuários em pesquisas na aliança em questão parte do reconhecimento dos mesmos enquanto sujeitos portadores de um saber único, que advém da experiência. No entanto o contrato entre universidade e comunidade e reforça estruturas sociais que bloqueiam a paridade participativa, promovendo a desigualdade. É necessário que a academia se disponha a rever aspectos como a vinculação formal com a universidade e a possibilidade de remuneração para pesquisadores comunitários. Além disso a linguagem é apresentada como aspecto que dificulta a participação de membros da comunidade. Uma estratégia de linguagem adotada nesta pesquisa é a produção audiovisual realizada de forma dialógica entre técnico do audiovisual e pesquisadores, potencializando a sistematização do conhecimento a partir das demandas do grupo de pesquisadores comunitários
Título em inglês
Not informed by the author
Palavras-chave em inglês
Consumer participation
Mental health
Participatory action research
Participatory parity
Resumo em inglês
The participation of mental health service consumers in academic research is a recent trend that has being adopted in Brazil. Such initiatives promote the democratization of knowledge production. This way popular groups have the opportunity to put forward their specific needs. Rose (2003) states that there are several levels of participation and these initiatives do not necessarily represent the empowerment of consumers, being necessary to observe and qualify the role of the participants. This thesis aims to assess what effects the involvement of an association of consumers (AFLORE) next to an international research alliance (the ARUCISMC). The use of participatory action research methodology enables consumers to be directly involved at different stages of this research. Consumers were involved in the formulation of research questions and the systematization of experience. The analysis proposed here is based on the concept of participatory parity in Nancy Fraser, which consists of three interrelated dimensions: recognition, redistribution and representation. We leave these dimensions to assess to what extent the research partnership promotes participatory parity of those involved. Consumers participation in the alliance research is based on the recognition that they are subjects with a unique knowledge that comes from experience. However, the contract between the university and community reinforces social structures that block the participatory parity, promoting inequality. Academy has to review aspects such as the formal link between the university and community researchers. Also the language is presented as an aspect that hinders the participation of community members. A language strategy adopted in this research is the audiovisual production
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
dimov_do.pdf (970.81 Kbytes)
Data de Publicação
2016-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.