• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2017.tde-12122017-093851
Documento
Autor
Nome completo
Elisa Mara Silveira Fernandes Leão
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Zangari, Wellington (Presidente)
Fontes, Fatima Cristina Costa
Maraldi, Everton de Oliveira
Torres, Camila Mendonça
Vasconcelos, Esdras Guerreiro
Título em português
Novas perspectivas entre resiliência e espiritualidade através de escalas psicológicas
Palavras-chave em português
Escalas
Espiritualidade
Não religiosos
Religiosos
Resiliência
Resumo em português
A pesquisa teve por objetivo avistar maior conhecimento acerca de convergências entre Resiliência e Espiritualidade através de pesquisa quantitativa e qualitativa na perspectiva da psicologia social. A escala de resiliência ERS, escala de locus de controle de Rotter, a escala de desejabilidade social de Marlowe e Crowne e uma entrevista semi dirigida contribuíram para que os dados fossem revelados e analisados. A discussão teórica apoiada em Cyrulnik, aborda sobre resiliência, religiosidade e espiritualidade. Com os dados quantitativos foi possível inferir que quanto maior o locus de controle interno, mais a pessoa é resiliente pra vida. Na amostra referente a essa pesquisa, a resiliência sinalizou-se maior nos religiosos, mas sem diferença significativa entre os grupos. Na parte qualitativa, as entrevistas revelaram indícios de que não é fácil para os participantes não religiosos manterem-se distantes da crença em algo transcendente. Já os religiosos demonstram maior facilidade nos relacionamentos interpessoais, o que pode indicar tratar-se de um grupo mais flexível em função dos estímulos sociais que vivenciam
Título em inglês
News perspectives between resilience and spirituality through psychology scales
Palavras-chave em inglês
No religious
Religious
Resilience
Scales
Spirituality
Resumo em inglês
The research objected to see more knowledge over the convergences between resilience and spirituality through the quantitative and qualitative search by the social psychology perspective. The resilience scale ERS, control locus Rotter scale, the Marlowe and Crowne social desirability scale and a semi-directed interview contributed to the data be revealed and analyzed. The theoretical discussion based in Cyrulnik, addresses resilience, religiosity and spirituality. With the quantitative data it was possible to infer that the greater the internal control locus, the more the person is resilient to life. In the sample related to this search, the resilience showed greater in religious, however without significant difference among the groups. At the quantitative stage, the interviews revealed signs that is not easy to the no religious participants to stay away from the belief in something transcendent. On the other hand, the religious people showed greater ease in interpersonal relationships, which may indicate that is a more flexible group due to the social stimulus that they experience
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
leao_corrigida.pdf (1.64 Mbytes)
Data de Publicação
2017-12-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.