• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2008.tde-27032009-153918
Documento
Autor
Nome completo
Cynthia Lopes Peiter Carballido Mendes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Gomes, Isabel Cristina (Presidente)
Kupermann, Daniel
Levy, Lidia
Título em português
Vínculos e rupturas na adoção: do abrigo para a família adotiva
Palavras-chave em português
Adoção (criança)
Psicoterapia da criança
Reações à separação
Winnicott Donald Woods 1896-1971
Resumo em português
O interesse por este trabalho surgiu de nossa experiência com casos de adoção no Grupo Acesso Estudos, Pesquisa e Intervenção em Adoção, no Instituto Sedes Sapientiae. Lá acompanhamos casos com abruptas retiradas de crianças dos abrigos, para inserção nas famílias adotivas, sem prévia preparação. Esta exposição de crianças a delicadas experiências de abandono psíquico demonstrou a necessidade de estudarmos este tema. Pretendemos abordar a adoção de crianças entre dois a cinco anos, buscando focalizar o momento específico de seu desligamento do abrigo e a entrada na família adotiva. Procuraremos investigar quais as angústias presentes neste momento de rupturas de vínculos significativos e que impõe a necessidade de construção de novos investimentos afetivos. Utilizaremos, para esta pesquisa, o método psicanalítico, através do qual analisaremos relatos transcritos do atendimento psicoterápico de uma criança que nos procurou, buscando ser ajudada na colocação em família adotiva. Os atendimentos tiveram início quando a criança ainda encontrava-se no abrigo e estenderam-se até a chegada na família adotiva. O trabalho baseou-se em referenciais psicanalíticos, sendo também esta a referência teórica para a compreensão da paciente. Procuraremos demonstrar como uma criança adotada pode experimentar significativas descontinuidades, decorrentes de rupturas de seus vínculos anteriores, e que a elaboração psíquica destas perdas deve ser levada em conta no processo de adoção, podendo interferir no estabelecimento das novas relações familiares. Além disso pretendemos investigar a função do setting terapêutico como um espaço possibilitador de transicionalidade, na passagem para a família adotiva.
Título em inglês
Breaking and making affectional bonds in adoption: from social care to the adoptive family
Palavras-chave em inglês
Adoption (children)
Child psychotherapy
Separation reactions
Winnicott Donald Woods
Resumo em inglês
Our interest on this topic resulted from our experience with adoption cases seen at Grupo Acesso Adoption Studies, Research and Intervention, at the Sedes Sapientiae Institute. This group gives support to children who have been abruptly withdrawn from social care to be inserted into an adoptive family, without being prepared for this change. We believe the exposure of such children to a delicate situation of psychological neglect should be further analyzed. This study analyses the adoption of children with ages ranging from two to five years, focusing particularly on the moment when the child leaves social care to become a member of the adoptive family. We will investigate the type of distress that occurs at this moment where significant bonds will be disrupted and the construction of new emotional investment will be required. Psychoanalytical methodology will be used to analyze the psychotherapeutical follow-up reports of a child who was brought for support during the adoption process. Our work was based on psychoanalytical references which were also used as theoretical background to understand the patient. We intend to demonstrate that an adopted child may experience significant disruption as a result of the discontinuation of previous affectional bonds, and that psychological preparation for this loss should be provided during the adoption process, as it may interfere with the development of new family ties. Furthermore, we investigate the role played by therapeutic support as a setting that enables transicional phenomena on the way to becoming a member of an adoptive family
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Mendes_Mestrado.pdf (716.11 Kbytes)
Data de Publicação
2009-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.