• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2018.tde-16052018-190043
Documento
Autor
Nome completo
Monica Gonçalves de Melo Teixeira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Assumpcao Junior, Francisco Baptista (Presidente)
Catão, Elaine Cristina
Rosa, Helena Rinaldi
Rossetti, Milena de Oliveira
Título em português
Construção de instrumento de percepção de expressão facial e comportamentos de corte
Palavras-chave em português
Comportamento de corte
Construção de escalas
Expressão facial
Percepção
Sexualidade Humana
Resumo em português
A experiência sexual humana teve momentos distintos em seu desenvolvimento biopsicossocial e histórico, tendo sido submetida a normativas sociais, favorecendo evolutivamente a vida comunitária e social. O comportamento de corte tem um componente biológico/evolutivo e os comportamentos não verbais são os de maior importância num primeiro momento dessa aproximação para seleção sexual. Objetivamos construir um instrumento clínico de faces, identificando imagens de face masculina e feminina, com expressões percebidas como sexualmente receptivas, de modo a contribuir com o conhecimento na área e fornecer subsídio para o trabalho clínico com queixas relacionadas a funções cognitivas e sexualidade. Iniciamos com 107 fotografias realizadas de um modelo do sexo masculino e uma modelo do sexo feminino. Para testar Validade de Conteúdo, utilizamos da avaliação de um grupo de 12 juízes (psicólogos clínicos; heterossexuais; 06 homens e 06 mulheres), que apresentaram concordância de justa a moderada segundo Índice do Coeficiente Kappa de Cohen, uma medida de concordância, quanto à receptividade sexual nas imagens. Em pré-teste com 67 voluntários (26 homens e 41 mulheres; heterossexuais; 20 a 52 anos, M=26,01; ± DP 8,29), universitários da cidade de São Paulo, encontramos 17 imagens femininas e 16 imagens masculinas, indicadas como receptivas sexualmente, por frequência maior que 70% de concordância em escala de 7 pontos que vão de Discordo Totalmente a Concordo Totalmente. As demais imagens foram avaliadas qualitativamente para compor o instrumento final, sendo excluídas imagens com mais de 70% de frequência em Discordância de Receptividade Sexual e menos de 10% de Concordância. Foram selecionadas 50 imagens (25 femininas e 25 masculinas) para avaliação por grupo de estudo. Em 16 aplicações grupais, em diferentes instituições, obtivemos 289 homens (54,8%, 18 a 63 anos, DP ± 25,49) e 238 mulheres (45,2%, 18 a 65 anos, DP ± 28,92). A análise de critério não apresentou diferenças na percepção dos observadores em relação a faixa etária, estado civil e escolaridade. Houve diferença na percepção entre os sexos, sendo mais significativa para os itens de imagem masculina, dado observado na literatura específica. O cálculo de Alfa de Chronbach para o GrT, GrH e GrM apresentou bons índices de consistência interna para todos os 50 itens (<0,79 e 0,90). A análise fatorial para as 50 imagens não se sustentou, com itens apresentando comunalidades menores que 0,50 (0,32). A análise de conteúdo demonstrou que os itens selecionados expressam o construto em estudo, ou seja, receptividade sexual por imagem de expressão de face. O instrumento construído apresenta limitações, sobretudo, quanto à sensibilidade e especificidade para amostra clínica e grupos específicos, aspectos estes, que pretendemos considerar na continuidade futura do estudo. Contudo, o instrumento é capaz de avaliar a receptividade sexual por expressão de face. Acreditamos que diante da possibilidade de viés cultural na percepção de expressões em face humana, sejam válidas tentativas inovadoras de avaliação
Título em inglês
Construction of Facial Expression Perception Instrument and Dating Behaviors
Palavras-chave em inglês
Construction of scales
Dating
Face expression
Human sexuality
Perception
Resumo em inglês
The human sexual experience had distinct moments in its biopsychosocial and historical development. It has been submitted to social normatives, evolutionarily favoring the community and social life. The Flirtation behavior has a biological/ evolutionary component and the nonverbal behaviors are of bigger importance at a first moment of this approach for sexual election. We aim to construct a clinical instrument of faces, identifying images of masculine and feminine face, with expressions perceived as sexually receptive, in order to contribute with the knowledge in the area and provide subsidy for the clinical work related to cognitive functions and sexuality complaints. The research had its start with the use of 107 photographs from two models, one male and one female. To test Validity of Content, it was used the evaluation of a group of 12 judges (clinical psychologists, heterosexuals, 06 men and 06 women), who presented agreement from fair to moderate, according to Cohen's Kappa Coefficient Index, a measurement of agreement, regarding sexual receptivity in the images. During a pre-test developed with 67 volunteers (26 men and 41 women, heterosexuals, 20-52 years old, M = 26.01, ± SD 8.29), university students from São Paulo city, it was found 17 feminine images and 16 masculine images, indicated as sexually receptive, by a frequency greater than 70% of agreement on a 7-point scale that goes from I totally disagree to I totally agree. The remaining images were qualitatively evaluated to compose the final instrument, excluding the images with more than 70% of frequency in Sexual Receptivity Discordance and less than 10% of Concordance. Fifty images (25 feminine and 25 masculine), was selected to be used for study group evaluations. In 16 group applications, done in different institutions, we obtained 289 men (54.8%, 18 to 63 years, SD ± 25.49) and 238 women (45.2%, 18 to 65 years, SD ± 28.92). The criterion analysis did not present differences in the observers perception in relation to age, marital status and scholarity. There was a difference in perception between the genders, being more significant for the masculine image items, as observed in the specific literature. The Chronbach Alpha calculation for GrT, GrH and GrM presented good indices of internal consistency for all 50 items (<0.79 and 0.90). The factorial analysis for the 50 images did not support itself, with its items showing commonalities lower than 0.50 (0.32). The content analysis demonstrated that the selected items express the construct under study, that is, sexual receptivity by face expression image. The developed instrument presents limitations, especially regarding sensitivity and specificity for clinical samples and specific groups, aspects these, that we intend to consider in the future continuity of the study. However, the instrument is capable to evaluate the sexual receptivity by face expression. We believe that ahead of the possibility of cultural bias in the perception of expressions in human face, it is a valid innovative attempt of evaluation
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
teixeira_corrigida.pdf (910.18 Kbytes)
Data de Publicação
2018-07-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.