• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2019.tde-15012019-161553
Documento
Autor
Nome completo
Rodrigo Jorge Salles
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Tardivo, Leila Salomao de La Plata Cury (Presidente)
Gatti, Ana Lucia
Gil, Claudia Aranha
Hueb, Martha Franco Diniz
Rosa, Helena Rinaldi
Silva, Maria Cecilia de Vilhena Moraes
Título em português
Longevidade e temporalidades: um estudo psicodinâmico com idosos longevos
Palavras-chave em português
Envelhecimento
Psicologia do idoso
Técnicas projetivas
Tempo
Velhice
Resumo em português
As pesquisas atuais nos campos das ciências do envelhecimento chamam a atenção para a necessidade de estudos sobre o grupo de idosos com idade igual ou superior a 80 anos, denominados idosos muito idosos ou longevos. A necessidade de estudos com essa população se justifica pela elevada prevalência de morbidades e incapacidades que afetam esses idosos, comprometendo sua autonomia e capacidade funcional, gerando maior risco para quedas e institucionalização. Entretanto, para além dos critérios cronológicos adotados pela literatura, sabe-se que a vivência do processo de envelhecimento e a consciência da passagem do tempo são condicionadas também por um fator subjetivo, fazendo com que os critérios baseados na exterioridade, como a idade numerada, sejam insuficientes para circunscrever a complexa experiência de envelhecer. Visando a compreensão das particularidades desse segmento populacional, o objetivo dessa pesquisa foi investigar as percepções do idoso longevo sobre a passagem do tempo e suas vias de inscrição psíquica. Foi realizada uma pesquisa de campo de natureza exploratória, envolvendo metodologias quantitativas e qualitativas. Participaram da pesquisa 30 idosos com idade igual ou superior a 80 anos, distribuídos em dois grupos: idosos que vivem na comunidade e idosos que vivem em um lar geriátrico. Para a coleta dos dados foi utilizado o Mini Exame do Estado Mental (MEEM), um Questionário de Caracterização Socioeconômica e de Saúde, um Roteiro de Entrevista Semiestruturado, oito pranchas da Técnica de Apercepção Temática para Idosos (SAT) e a versão abreviada da Escala de Depressão Geriátrica (GDS-15). A comparação dos resultados do SAT evidenciou que os idosos que residem no lar geriátrico demonstraram percepções mais positivas sobre a velhice e as relações estabelecidas nessa etapa da vida, descontruindo parte dos estigmas relacionados às instituições geriátricas. Também foi observada uma maior pontuação positiva para depressão na GDS-15 e pontuações mais baixas no MEEM no grupo de idosos que residem na comunidade. Como principais resultados da análise qualitativa da entrevista e SAT, observou-se que o tempo da velhice é produto do encontro entre o tempo de Kairós e o tempo de Crono, sendo o primeiro baseado numa acepção temporal subjetiva e o segundo numa concepção de tempo objetivo e sequencial. Observou-se que esse encontro ocorre a partir das diferentes experiências reais com a exterioridade, como as perdas vinculares e as alterações corporais, que se configuram como vias de inscrições psíquicas da temporalidade objetiva, promovendo a conscientização sobre a existência de um tempo externo ao Ego que situa o sujeito no momento presente da velhice. Com isso, conclui-se que a maior consciência da transitoriedade é o denominador que confere especificidade à experiência dos idosos longevos com a passagem do tempo. A adoção de instrumentos epistemologicamente distintos, como escalas, técnica projetiva e entrevista, evidenciou ser uma posição metodológica válida para a investigação dos fenômenos da velhice. Considera-se que a presente pesquisa cumpriu seus objetivos, contribuindo para o desenvolvimento científico do campo das ciências do envelhecimento e a atuação profissional junto à população idosa longeva
Título em inglês
Longevity and temporalities: a psychodynamic study with oldest old elderly people
Palavras-chave em inglês
Aging
Aging Psychological aspects
Old age
Projective techniques
Time
Resumo em inglês
Current research in the fields of the Sciences of Aging draws attention to the need for studies on the group of elderly people with 80 years and over, called very elderly or oldest old. The need for studies on this population is justified by the high prevalence of morbidities and disabilities that affect these elderly people, compromising their autonomy and functional capacity, generating a greater risk for falls and institutionalization. Beyond the chronological criteria adopted in the literature, however, it is known that the experience of aging and the awareness of the passing time are also conditioned by a subjective factor, rendering criteria based on exteriority, such as numbered age, insufficient to circumscribe the complex experience of aging. Aiming at understanding the particularities of this population segment, the objective of this research is to investigate the perceptions of the very elderly about the passage of time and the pathways of its psychic inscription. A field research of an exploratory nature was carried out, involving quantitative and qualitative methodologies. The study included 30 elderly people aged 80 years and over, divided into two groups: elderly people living in the community and elderly people living in a geriatric home. The following instruments were used for data collection: the Mini Mental State Examination (MMSE), a Socioeconomic and Health Characterization Questionnaire, a Semistructured Interview, eight boards of the Senior Apperception Technique (SAT) and the abbreviated version of the Geriatric Depression Scale (GDS-15). The comparison of the results of the SAT showed that the elderly who reside in the geriatric home demonstrated more positive perceptions about old age and the relationships established at this stage of life, deconstructing some of the stigmas related to geriatric institutions. There was also a higher positive score for depression in GDS-15 and lower scores in the group of elderly people residing in the community. As the main results of the qualitative analysis of the interview and SAT indicate, the time of old age is the product of the encounter between the time of Kairos and the time of Cronos, the first one being based on a subjective temporal meaning and the second on a conception of objective and sequential time. This encounter occurs in different real experiences with the externality, such as loss of bonds and bodily alterations, that are configured as ways of psychic inscriptions of the objective temporality, entailing awareness about the existence of a time external to the Ego which places the subject in the present moment of old age. Therefore, a greater consciousness of transience is the denominator that confers specificity to the experience of the oldest old with the passage of time. The adoption of epistemologically distinct instruments, such as scales, projective technique and interview, proved itself to be a valid methodological standpoint for the investigation of the phenomena of old age. This research is considered to have fulfilled its objectives, contributing to the scientific development of the field of the Sciences of Aging and to the professional practice with the very elderly population
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
salles_corrigida.pdf (2.43 Mbytes)
Data de Publicação
2019-01-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.