• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2011.tde-04112011-113836
Documento
Autor
Nome completo
Claudia Kami Bastos Oshiro Clemente
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Meyer, Sonia Beatriz (Presidente)
Hübner, Maria Martha Costa
Kanter, Jonathan William
Reis, Maria de Jesus Dutra dos
Silveira, Jocelaine Martins da
Título em português
Delineamento experimental de caso único: a psicoterapia analítica funcional com dois clientes difíceis
Palavras-chave em português
Análise do comportamento
Delineamento experimental
Processos psicoterapêuticos
Psicoterapia analítica
Resumo em português
A psicoterapia analítica funcional (FAP) foi criada no final da década de oitenta por Kohlenberg e Tsai como uma tentativa de explicar em termos analítico-comportamentais a interação terapêutica como instrumento capaz de promover mudanças comportamentais. Atualmente, este tipo de psicoterapia vem obtendo validação empírica e está se consolidando com uma psicoterapia eficaz para os casos clínicos considerados difíceis, que geralmente são aqueles que apresentam algum tipo de dificuldade nos relacionamentos interpessoais. Entretanto, há escassez de trabalhos que mostram as variáveis do processo terapêutico, ou seja, variáveis do terapeuta e do cliente que favorecem e/ou dificultam o andamento da terapia e os processos e procedimentos responsáveis pela mudança comportamental do cliente. Diante deste cenário, o presente trabalho teve como objetivo avaliar os efeitos de introdução e retirada das intervenções FAP sobre as seguintes categorias criadas a partir de observações clínicas da pesquisadora de alguns comportamentos em sessão (comportamentos clinicamente relevantes, CCRs) que estariam dificultando o andamento da psicoterapia com clientes difíceis: 1) verborragia, 2) falta de correspondência com a fala do terapeuta, 3) fala superficial e, 4) agressões verbais. Foram selecionados dois participantes com problemas de relacionamento interpessoal que já faziam terapia com a pesquisadora, tendo como linha de base um processo psicoterápico bem consolidado, o que possibilitou o controle de algumas variáveis intervenientes (relação terapêutica estabelecida e baixa probabilidade de desistência). As sessões foram filmadas e os instrumentos de medida utilizados foram: a) Sistema multidimensional de categorização da interação terapêutica e, b) Escala de classificação da Psicoterapia Analítica Funcional FAPRS. O delineamento experimental de caso único apresentou o arranjo A-B1-C1-B2-C2, sendo: A- terapia sem intervenções programadas; B1 e B2- introdução da FAP e, C1 e C2- retirada da FAP. As 40 sessões de terapia, 20 para cada cliente, foram transcritas e categorizadas. Os resultados indicaram que as categorias dos clientes com maior porcentagem de ocorrência foram as de Relato, Estabelecimento de relação entre eventos e Oposição. Já as da terapeuta foram as de Facilitação, Empatia e Solicitação de relato. Com a manipulação da variável independente (FAP), o delineamento experimental permitiu mostrar que a porcentagem de ocorrência dos comportamentos que dificultam o andamento da terapia (CCRs1) diminuiu nas fases de introdução da FAP e, o inverso ocorreu quando a FAP foi retirada. Os comportamentos que favoreciam o andamento da terapia (CCRs2) e análises feitas pelos clientes (CCRs3) apresentaram a tendência oposta, ou seja, aumentaram a porcentagem de ocorrência nas fases de introdução da FAP e diminuíram nas fases de retirada da FAP. Este delineamento se mostrou útil para a pesquisa em psicoterapia e os resultados corroboraram que o principal mecanismo de mudança envolvido na FAP é a modelagem direta dos CCRs ocorrendo em sessão, no contexto da relação terapêutica
Título em inglês
Single-case experimental design: Functional Analytic Psychotherapy with two difficult clients
Palavras-chave em inglês
Analytical psychotherapy
Behavioral assessment
Experimental design
Psychotherapeutic process
Resumo em inglês
Functional Analytic Psychotherapy (FAP) was created in the late eighties by Kohlenberg and Tsai as an attempt to explain, in behavioral-analytic terms, the therapeutic interaction as an instrument to promote behavioral changes. Currently, this kind of psychotherapy is obtaining empirical validation and is emerging as an effective psychotherapy for difficult clinical cases, which are usually those with some kind of difficulty in interpersonal relationships. However, there are just a few researches that show the variables of the therapeutic process, that is, variables of the client and therapist who favor and/or hinder the progress of therapy and the processes and procedures responsible for behavioral change. The present study aimed to evaluate the effects of the introduction and withdrawal of FAP interventions on the following categories created from the researchers clinical observations of some behaviors in session (clinically relevant behaviors, CRBs) that were affecting the progress of psychotherapy with difficult clients: 1) verbose talking, 2) talking with no correspondence with the therapist speech, 3) superficial speech and 4) aggressive verbal responses. Two participants with interpersonal relationship problems were selected and were in therapy with the researcher so the baseline was a well consolidated psychotherapy process, which allowed the control of some variables (therapeutic relationship established and low probability of discontinuing therapy). The sessions were video recorded and the measuring instruments were: a) multidimensional system for coding behaviors in therapist-client interaction, b) Functional Analytic Psychotherapy rating scale FAPRS. The single-case experimental design was the following: A-B1-B2-C1-C2 (A= the therapy without planned interventions; B1 and B2-introduction of FAP and, C1 and C2- FAP withdrawal). The 40 therapy sessions, 20 for each client, were transcribed and coded. The results indicated that the clients' categories with higher percentage of occurrence were Reports, Establishment of relation between events, and Opposition. The therapist's were Empathy, Facilitation and Request report. With the manipulation of the independent variable (FAP), the experimental design showed that the percentage of occurrence of behaviors that affect the progress of therapy (CRBs1) decreased in the phases of FAP and the inverse occurred when FAP was withdrawn. The behaviors that helped the progress of therapy (CRBs2) and clients analyses (CRBs3) showed the opposite trend, i.e. increased the percentage of occurrence in the phases of FAP and decreased in phases of FAP withdrawal. This experimental design proved to be useful for the research in psychotherapy and the results confirm that the main mechanism of change involved in FAP is the direct shaping of CRBs occurring in session, within the context of the therapeutic relationship
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
oshiro_do.pdf (2.35 Mbytes)
Data de Publicação
2011-11-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.