• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2012.tde-14022013-091805
Documento
Autor
Nome completo
Emilia Longhi Bitencourt
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Costa, Marcelo Fernandes da (Presidente)
Baldo, Marcus Vinicius Chrysostomo
Damico, Francisco Max
Gualtieri, Mirella
Siqueira, Wallace Chamon Alves de
Título em português
Dispersão de luz intraocular em diferentes idades e condições oculares
Palavras-chave em português
Dispersão de luz
Psicofisica
Visão
Resumo em português
Avaliar a dispersão de luz intraocular em participantes com olhos saudáveis, moradores da Grande São Paulo e de San Miguel de Tucuman, Argentina, e pacientes que realizariam cirurgia refrativa (LASIK), utilizando o metodo psicofísico da Comparacão da Compensação presente no aparelho C-Quant (Oculus Optikgerate, Alemanha). Método: Foi utilizado o aparelho C-Quant, desenvolvido por Franssen, Coppens e van den Berg. (IOVS, 47:768,2006), disponivel comercialmente, para avaliar de maneira objetiva a dispersão de luz intraocular atraves de metodo psicofisico. Foram testados 261 voluntarios, de ambos os sexos, com idades variando entre 10 e 78 anos, divididos em tres grupos experimentais: grupo 1: n= 209, idade: 33,74 } 15,87 anos, moradores da Grande Sao Paulo; grupo 2: n=29, idade: 39,72}13,28 anos, moradores de San Miguel de Tucuman, Argentina; grupo 3: n=23, idade: 30,52}4,94 anos, moradores da Grande Sao Paulo e pacientes de cirurgia refrativa (LASIK). Cada voluntario realizou 6 testes, 3 em cada olho (olhos alternados), e os valores obtidos do parametro de dispersao foram comparados entre si e com as normas do equipamento. Os voluntarios do grupo 3 realizaram tres sessoes de testagem, antes da cirurgia, apos 60 dias da cirurgia e apos 120 dias da cirurgia. Resultados: Observou-se que, apesar da variacao entre respostas do mesmo participante e de diferentes participantes da mesma idade, nao houve significancia estatistica (ANOVA medidas pareadas, grupo 1: t=1,501, Wilcoxon, grupo 2: Z=-2,422, p-level 0,015) entre os dados, e em todos os grupos experimentais houve alta correlacao (grupo 1: Pearson: R=0,7101, grupo 2: Spearman = 0,942, grupo 3: Spearman = 0,958) entre olho direito e esquerdo. Comparando-se com as normas do aparelho atualizadas, nao foi encontrada diferenca estatistica para os tres grupos experimentais. No grupo 3, os resultados de dispersao pre-operatorio foram ligeiramente maiores que os obtidos com 60 e 120 dias de pos-operatorio, porem nao houve diferenca estatistica entre tais dados. Discussão: Os valores de dispersao de luz intraocular foram compativeis com as normas atualizadas do aparelho, o que se deve, principalmente, a grande variacao dos dados coletados, levando a um desvio padrao grande, que impossibilita qualquer diferenca estatistica. Observamos que entre os mais jovens (entre 10 e 20 anos), tais variacoes de valores de dispersao tambem ocorrem, levantando duvidas sobre a constancia da dispersao de luz nessa faixa etaria, fato predito na literatura. Observamos tambem uma diminuicao nos valores de dispersao no pos-operatorio a niveis normais, indicando recuperacao dos meios opticos apos a cirurgia. Nao foram observadas diferencas significativas entre a populacao brasileira e a argentina, nem entre participantes de olhos de cores diferentes, o que vai contra a literatura, que prediz valores maiores de dispersao para olhos claros
Palavras-chave em inglês
Psychophysics
Retinal straylight
Vision
Resumo em inglês
Purpose: Evaluate retinal straylight in healthy eyes of people living in Sao Paulo and San Miguel de Tucuman, Argentina, and in patients of refractive surgery (LASIK), using the psychophysical method Compensation Comparison as presented in the Oculus C-Quant (Oculus Optikgerate, Germany). Methods: Oculus C-Quant was used to access the retinal straylight, as developed by Franssen, Coppens and van den Berg (IOVS, 47:768,2006), using a psychophysical method to quantify retinal straylight. For this study 261 subjects were tested, both sexes, ages between 10 and 78 years old, arranged in three experimental groups: group 1, n=209, age: 33,74 } 15,87 years, all living in Sao Paulo; group 2: n=29, age: 39,72}13,28 years, living in San Miguel de Tucuman, Argentina; group 3: n=23, age: 30,52}4,94 years, living in Sao Paulo and all refractive surgery (LASIK) patients. Each subject performed the test 6 times, 3 times each eye (alternating eyes), and the straylight values were compared between measures on the same subject and with the updated standard norms of the C-Quant. Group 3 subjects were tested three times, one previously the refractive surgery, one 60 days after surgery and the last one 120 days after surgery. Results: As a result, there were no statistic differences between measures on the same subject and when comparing different subjects same age (Paired Measures ANOVA, group 1, t=1,501, Wilcoxon, group 2: Z=-2,422, p-level 0,015), and there were high correlation between right and left eyes for all three groups (group 1: Pearson: R=0,7101, group 2: Spearman = 0,942, group 3: Spearman = 0,958). The standard norms of the C-Quant were also compared with the straylight values for the subjects in all three groups, and also there was no statistical significance between them. At group 3, the pre-op results were slightly higher than the post-op (both 60 and 120 days), but no statistical difference was found. Discussion: The straylight values obtained were similar to those on the updated standard norms of the test, due mainly to data scatter and therefore high standard deviation values. Among the younger subjects (ages between 10 and 20 years) the straylight values also vary and didnt remain constant as predicted by literature. At group 3, straylight values on postop (60 and 120 days) were similar those from updated norms, indicating a recovery of the eye media after surgery. No statistical differences were found between Brazilian and Argentinean subjects, neither between dark and light eyes subjects, although the literature predicts higher straylight values for light eyes
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-02-15
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • Bitencourt, E.L., Costa, M. F., e VENTURA, D. F. Avaliação da dispersão ocular de luz em sujeitos saudáveis com mais de 40 anos medida através de método psicofísico. In XXIII Reunião anual da FESBE, Águas de Lindóia, 2008. Anais da XXIII reunião anual da FESBE, 2008., 2008. Resumo.
  • Finalista do Prêmio Bravo - Associação Brasileira de Pesquisa em Visão e Oftalmologia
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.