• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2012.tde-12092012-113725
Documento
Autor
Nome completo
Ana Carolina Trousdell Franceschini
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Hunziker, Maria Helena Leite (Presidente)
Castro Neto, Jorge Mendes de Oliveira
Green, Leonard
Título em português
Propensão a consumir no laboratório comportamental: um estudo dos efeitos da renda sobre consumo e poupança usando ratos como sujeitos experimentais
Palavras-chave em português
Consumo
Economia Comportamental
Propensão a Consumir
Renda
Resumo em português
A Economia Comportamental sob a orientação da Análise do Comportamento consiste em uma área de pesquisa que aplica princípios econômicos para exame de questões comportamentais. Uma de suas concentrações temáticas está voltada ao comportamento de consumir. Nas Ciências Econômicas, uma das principais variáveis identificadas como controladoras do consumo é a renda pessoal. Uma das ferramentas econômicas usadas para descrever esta relação de controle é a Propensão Marginal a Consumir, e o presente experimento propõe um procedimento para reproduzir esta ferramenta com sujeitos não-humanos. Neste intento, oito ratos Wistar foram expostos a uma contingência na qual o número de leds acesos em um painel sinalizava o total de reforçadores disponíveis por sessão (supostamente, uma analogia a renda pessoal). O consumo foi medido pelo volume de reforços liberados em FR10 e pelo número de leds apagados por sessão, uma vez que a liberação de p reforços apagava um led do painel. Os leds do painel que eventualmente não fossem apagados em uma sessão eram preservados para sessões posteriores, permitindo o aumento da renda pessoal dos sujeitos por sessão (supostamente, uma analogia a poupança). Além do acúmulo de poupança, a renda pessoal dos sujeitos variou neste procedimento por manipulações diretas do experimentador, consistindo assim a variável independente. Foram usados dois tipos de reforços, em duas etapas experimentais diferentes: água, um reforço essencial (Etapa 1) e uma solução de 10% sacarose, um reforço supérfluo (Etapa 2). Os resultados mostraram que a variação do número de leds acesos no painel (variações da renda pessoal) produziu variações lineares no consumo, compatíveis com as previsões da Propensão Marginal a Consumir. As principais variáveis foram o nível de privação, o tipo de reforço e o número de sujeitos. Discute-se a adição de novas variáveis experimentais para aprofundar-se no exame da relação entre renda pessoal e consumo
Palavras-chave em inglês
Behavioral Economics
Consumption
Personal Income
Propensity to Consume
Resumo em inglês
Behavioral Economics under the behavior analysis orientation is an area of research that applies economic principles to analytical-behavioral issues. One of its main research topics are consumption behaviors. In Economics, one of the main controlling variables of consumption is personal income. One of the economic tools used to describe this controlling relation is the Marginal Propensity to Consume, and the present study proposes an experimental procedure to reproduce this tool with non-human subjects. To this purpose, eight rats were exposed to a contingency in which the number of lit LEDs in a panel signaled the total number of reinforcers available per session (supposedly an analogy to personal income). Consumption was measured by the volume of liquids released under FR10 and the number of LEDs switched off per session (since the release of "p" reinforcements switched one LED off in the panel). The LEDs that were still lit after the session ended were preserved for later sessions, allowing the increase of personal income per session (supposedly, an analogy to savings). Besides the accumulation of savings, personal income varied by direct manipulation, and was the independent variable of this experiment. Two types of reinforcements were used in two different experimental phases: water, an essential good (Phase 1) and a 10% sucrose solution, a superfluous good (Phase 2). The results showed that the variation in the number of LEDs lit in the panel (changes in personal income) produced linear increases in consumption, consistent with the predictions of the Marginal Propensity to Consume. The main variables were the level of deprivation, the type of reinforcement and the number of subjects of each group. New experimental variables should be added to deepen the examination of this relationship between personal income and consumption
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-09-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.