• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.2009.tde-31052009-105610
Documento
Autor
Nome completo
Elizabete Villibor Flory
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Souza, Maria Thereza Costa Coelho de (Presidente)
Debiaggi, Sylvia Duarte Dantas
Leite, Luci Banks
Rosa, Marcello Marcelino
Taille, Yves Joel Jean Marie Rodolphe de La
Título em português
Influências do bilingüismo precoce sobre o desenvolvimento infantil: uma leitura a partir da teoria da equilibração de Jean Piaget
Palavras-chave em português
Assimilação cultural
Bilingüismo
Desenvolvimento Cognitivo
Piaget Jean 1896-1980
Teoria da Equilibração
Resumo em português
A partir de revisão de literatura sobre as influências do Bilingüismo precoce sobre o desenvolvimento infantil, foram selecionados os seguintes temas a serem analisados à luz da teoria da equilibração, de Jean Piaget: (1) antecipação da percepção da relatividade entre signo e referente no real, (2) intensificação do controle inibitório e (3) antecipação da entrada no pensamento operatório. O objetivo deste trabalho é demonstrar que a teoria da equilibração, um modelo explicativo para a construção dos sistemas cognitivos, permite a compreensão tanto das vantagens no desenvolvimento cognitivo relacionadas ao Bilingüismo Aditivo, quanto de possíveis desvantagens relacionadas ao Bilingüismo Subtrativo. No primeiro caso, o ambiente bilíngüe representaria um grande número de negações primárias no campo das línguas, o que funcionaria como um ponto de partida para que o sujeito construísse reequilibrações, ampliando e, ao mesmo tempo, conservando seu sistema cognitivo no campo da linguagem verbal. O segundo caso (Bilingüismo Subtrativo) é interpretado a partir da perspectiva piagetiana, segundo a qual o valor atribuído à meta é fundamental para que um desequilíbrio configure-se como ponto de partida para reequilibrações do sujeito, estas sim, fontes reais de progresso: neste estudo, tanto a aquisição das duas línguas quanto as vantagens cognitivas, interpretadas como fruto do funcionamento da equilibração dos sistemas de conhecimento do mundo. O contexto subtrativo implica a desvalorização da língua e cultura de origem. Para esta análise, propõe-se uma aproximação entre o conceito de valorização afetiva de Piaget e o valor utilizado como critério no modelo de estratégias de aculturação de Berry, com a ressalva de que, consonante com a perspectiva piagetiana, a valorização a que nos referimos é aquela feita pelo sujeito, não necessariamente igual à do ambiente em que vive. Portanto, conclui-se que as interações bilíngües podem representar uma intensificação da demanda do ambiente por reequilibrações no campo da linguagem verbal, intensificando o trabalho de elaboração dos caracteres negativos e, com isso, antecipando o desenvolvimento cognitivo em alguns aspectos. Tais conseqüências também podem ser expressas em termos de um aumento de condutas e , que implicam a ampliação e conservação simultâneas da estrutura cognitiva. Porém, tais resultados dependem de situações contingenciais, por exemplo, ligadas ao valor atribuído pelo indivíduo à meta a ser superada, ou, em outras palavras, ao desequilíbrio a ser compensado. Em casos de valorização negativa, as vantagens cognitivas podem não acontecer. Com o intuito de ilustrar possíveis estudos práticos a partir desta tese teórica, é apresentada uma proposta de pesquisa empírica que relaciona o desempenho em diferentes provas piagetianas - analisadas à luz da teoria da equilibração - às estratégias de aculturação, obtidas via entrevista com a criança e questionário para os pais.
Título em inglês
The influence of Early Bilingualism on child development: an interpretation based on Jean Piagets equilibration theory
Palavras-chave em inglês
Bilingualism
Cognitive development
Cultural assimilation
Equilibration Theory
Piaget Jean 1896-1980
Resumo em inglês
After carrying out a review of the literature on the influence of Early Bilingualism on child development, the following issues were selected in order to be analyzed in the light of Jean Piagets equilibration theory: (1) the anticipation of the perception of relativity between sign and actual referent, (2) intensification of inhibitory control, and (3) anticipation of the access to operative thinking. This research was carried out to demonstrate that the equilibration theory an exploratory model for the construction of cognitive systems allows us to understand both the advantages of the cognitive development related to Additive Bilingualism and the possible disadvantages related to Subtractive Bilingualism. In the former, the bilingual environment would represent a large number of primary negations in the field of languages, what would provide a starting point for the construction of re-equilibration by the subject, simultaneously widening and preserving his/her cognitive system in the field of verbal language. The latter (Subtractive Bilingualism) is viewed in the light of Piagets theory, according to which the value assigned to ones aim is fundamental for the lack of equilibrium to take the shape of a starting point for the subjects re-equilibrations, which are indeed the real sources of progress in this study, both the acquisition of the two languages and the cognitive advantages, viewed as a result of the operation of the equilibration of the systems of knowledge of the world. The subtractive context implies the depreciation of the subjects source language and culture. For the analysis at issue, one proposes an approximation between the concept of affective appreciation developed by Piaget and value taken as a criterion in the model of acculturation strategies devised by Berry, with the exception that, consistent with the view held by Piaget, the appreciation referred to is the one shown by the subject, not necessarily similar to the appreciation of the environment where he/she lives. Therefore, one is led to conclude that bilingual interactions may involve an increase in environmental demands for re-equilibration in the field of verbal language, increasing the development of negative traits and, with that, anticipating the cognitive development in some of its features. Such consequences may also be described in terms of an increase in the b and d conduct types, which imply a simultaneous widening and preservation of the cognitive structure. Such results, however, depend on contigent situations such as the value assigned by the subject to the aim to be excelled, or, in other words, to the lack of equilibrium to be compensated. In cases of negative appreciation, cognitive advantages may not happen. In order to illustrate the possible practical researches founded on such theoretical basis, one provides an empirical research proposal which relates performance in different Piagetian tests viewed in the light of the equilibration theory to acculturation strategies, by means of interviews held with children and questionnaires responded by parents.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
FloryDoutorado.pdf (1.51 Mbytes)
Data de Publicação
2009-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.