• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.47.1998.tde-21052007-151917
Documento
Autor
Nome completo
Maria Augusta Bolsanello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1998
Orientador
Banca examinadora
Agatti, Antonio Paschoal Rodolpho (Presidente)
Amaral, Ligia Assumpcao
Amiralian, Maria Lucia Toledo Moraes
Becker, Lauro da Silva
Masini, Elcie Apparecida Fortes Salzano
Título em português
Interação mãe-filho portador de deficiência: concepções e modo de atuação dos profissionais em estimulação precoce
Palavras-chave em português
deficientes
educação especial
estimulação precoce
relações mãe-criança
Resumo em português
A pesquisa investiga as concepções e modo de atuação das profissionais envolvidas no atendimento em estimulação precoce, com bebês de zero a um ano completo de idade e verifica como elas visualizam a interação mãe-filho no referido atendimento. Foram entrevistadas vinte e duas profissionais (sete professoras, seis fonoaudiólogas, cinco fisioterapeutas e quatro psicólogas), em seis escolas de ensino especial, da cidade de Curitiba, Paraná. Após análise qualitativa dos dados, observa que as profissionais: a) seguem um modelo de atuação com enfoque tecnicista, focalizado na criança e em sua deficiência, com ênfase em atividades e exercícios terapêuticos; b) desconhecem a facilitação da interação mãe-filho como importante na promoção do desenvolvimento infantil, relegando a presença da mãe no atendimento a um segundo plano; c) sentem falta de mais formação na área em que atuam e reconhecem que não estão preparadas para lidar com a família. Conclui propondo uma mudança do enfoque atual do atendimento em estimulação precoce, por outro focalizado na criança e na mãe, a fim de facilitar a interação entre ambos e dessa forma promover o desenvolvimento infantil. Sugere que a atuação direta com o bebê seja feita por um único profissional, especializado em estimulação, embora essa participação única não deva excluir a equipe de trabalho. Propõe também, entre outras medidas, a mobilização da universidade para que participe ativamente na melhoria do ensino especial, propiciando tanto cursos em estimulação precoce como inserindo-a como disciplina nos cursos de educação especial, levando em conta o enfoque proposto na presente pesquisa.
Título em inglês
Interaction of mother-child with disability: a conception approach to professionals in early intervention
Palavras-chave em inglês
disabled
early intervention
mother-child relations
special education
Resumo em inglês
The research examines conceptions and approaches of professionals attending babies with disabilities in early intevention during ages 0 to 1 year old, while verifying the interaction of mother-child during sessions. Twenty two professionals were interviewed (seven teachers, six speech-language therapists, five physiotherapists and four psychologists), in six different institutions in the city of Curitiba, Paraná. After qualitative analysis of the data, the following has been observed in the professionals: a) they have put emphasis on a technical approach, aiming at the disability and the child, with emphasis in several activities and therapeutic exercises; b) they do not consider or it is a unknown to them the benefits of the interaction mother-child in promoting the infantile development, therefore not taking into consideration the presence of mother in the first plan but at the second; c) they have lack of know-how and understanding in the specific area they are acting and recognize that they are not prepared to deal with the family issues. Therefore, the conclusion is to propose a change in the actual emphasis in dealing with early intervention, by taking into consideration the mother-child interaction with the objective to facilitate the interaction of both and thus promoting development of the child. It is recommended that only one specialized professional acts on the child. Although this does not mean that a team-work approach is excluded in the early intervention. Also, it is recommended, among other measures, the involvement of the universities in improving the quality of this specialised field of early intervention, as well as offering courses with special education and emphasis in this thesis.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tese.pdf (392.71 Kbytes)
Data de Publicação
2007-07-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.