• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2004.tde-20092004-153545
Documento
Autor
Nome completo
Cesar Eduardo Gamboa Serrano
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Guirado, Marlene (Presidente)
Ferreira, Ricardo Franklin
Schmidt, Maria Luisa Sandoval
Título em português
Eu mendigo: alguns discursos da mendicância na cidade de São Paulo
Palavras-chave em português
análise do discurso
mendicância
mendigos
sem-teto
Resumo em português
Esta pesquisa investiga o discurso produzido por mendigos na cidade de São Paulo, bem como as relações que se estabelecem entre a prática da mendicância e as subjetividades que são positivadas nessa condição. Foram entrevistados seis mendigos moradores de rua em três localidades da cidade de São Paulo: zona sul, centro e Av. Paulista. Após a transcrição literal das entrevistas, procedeu-se à análise do material, utilizando como referência metodológica a análise de discurso (a.d.), tal como proposta por Marlene Guirado. Apreendeu-se três tipos de subjetividade na mendicância, a partir dos lugares a que era remetido o entrevistador na situação de entrevista. A saber, um tipo que o incluía na cena discursiva, outro que o excluía dela e um último que não lhe atribuía lugar definido. Evidenciou-se, dentre outros, que a mendicância, apesar de estar prevista nas leis das contravenções penais brasileiras, constitui-se em uma prática legitimada pelas pessoas que a praticam e, apesar do paradoxo, é utilizada por elas como referencial de honestidade. Identificou-se também, no discurso dessas pessoas, uma série de vetores de resistência às limitações e dificuldades impostas pela condição de rua.
Título em inglês
I beg: some speechs about begging in the city of São Paulo
Palavras-chave em inglês
beggars
beggary
discourse analysis
homeless
Resumo em inglês
This research examines the speech produced by beggars in the city of São Paulo, as well as the connections between the act of begging and the subjectivities produced in this situation. Six interviews were made with beggars that live in three different regions in the city: south, downtown and Av. Paulista. After a loyal transcription of the interviews, the material was analised using as metodological reference the speech analysis as proposed by Marlene Guirado. Three types of subjectivities, in a begging situation, were organized. These types of subjectivities referred to the role attributed to the interviewer: either he was included in the speech scenario, or he was excluded from it, or he was not attributed a role in the scenario. The research showed that the act of begging, although it is against brazilian laws, it is legitimated by the people that beg; and even thought it is a paradox, it is used by them as a honesty indicator. It is also been identified in these people speechs, a series of resistance tools against the limitations and problems associated to living in the streets.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
serrano.pdf (638.52 Kbytes)
Data de Publicação
2004-11-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.