• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.47.2008.tde-12022009-100157
Documento
Autor
Nome completo
Carolina Guimarães Araujo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Kovacs, Maria Julia (Presidente)
Alves, Elaine Gomes dos Reis
Rodrigues, Avelino Luiz
Título em português
A saúde mental está doente! A Síndrome de Burnout em psicólogos que trabalham em Unidades Básicas de Saúde
Palavras-chave em português
Formação do psicólogo
Humanização da assistência
Pesquisa qualitativa
Psicologia da saúde
Saúde pública
Stress ocupacional
Resumo em português
A Síndrome de Burnout consiste em um conjunto de sintomas, físicos e/ou emocionais, que estão relacionados ao modo como cada pessoa lida com os eventos estressores do ambiente de trabalho. Esta síndrome acomete essencialmente profissionais que mantém um contato direto com outros seres humanos. O presente trabalho teve como objetivo investigar a razão pela qual os psicólogos das Unidades Básicas de Saúde de um determinado município do Estado de São Paulo estavam adoecendo. Além disso, buscou verificar se os participantes apresentavam a Síndrome de Burnout e, se confirmado, quais fatores desencadeadores estariam envolvidos. Foram realizadas entrevistas semidirigidas, que partiam de um questionário previamente elaborado, mas com a possibilidade da ampliação e aprofundamento dessas questões, bem como formulação de novas perguntas, seguindo um modelo clínico. As participantes foram sete psicólogas que trabalham ou trabalharam em UBS do Município em questão. Foram realizadas análises individuais, para compreensão qualitativa da experiência de cada uma delas, e depois, foi realizada uma análise temática dos discursos como um todo. Os relatos mostraram alguns fatores envolvidos no desenvolvimento da síndrome, tais como: a) pessoais - tempo de experiência profissional, perfeccionismo, impotência; b) organizacionais - sobrecarga de trabalho, falta de autonomia, não-valorização do psicólogo, falta de suporte (supervisão/psicoterapia), perfil dos pacientes, falta de trabalho interdisciplinar. Foram feitas propostas de intervenções com os psicólogos, para prevenir a Síndrome de Burnout, bem como de reestruturação da grade curricular do curso de Psicologia, e das Instituições de Saúde Pública. Ainda, foi realizada uma reflexão sobre a falta do cuidado que o psicólogo tem consigo mesmo. Por fim, foi sugerido um aprofundamento de pesquisas acerca do tema.
Título em inglês
The Mental Health is sick! The Burnout Syndrome in psychologists who work in Health Basic Unities
Palavras-chave em inglês
Health care psychology
Humanization assistance
Occupational stress
Psychologist education
Public Health
Qualitative research
Resumo em inglês
The Burnout Syndrome consists in a group of symptoms, physical and/or emotional, related with the way each person faces stressful routines/chores in a job environment. This syndrome is more prevalent in those professionals who have a direct contact with other human beings. The objective of this study is to investigate the reason why psychologists of Health Basic Units (Unidades Básicas de Saúde) of a certain city of the state of São Paulo, Brasil, were getting sick. Furthermore, it seeks to verify if the participants present the Burnout Syndrome, and if so, which factors were involved. A semi structured schedule interview was applied, which was based on a previous questionary, but with the possibility of a deeper comprehension of those questions, as well as the formulations of new questions, based on a clinical model. The participants were seven psychologists who work or had worked in a Health Basic Unit. The interviews were analyzed individually, for a qualitative comprehension of the experience of each one of the participants, and then a thematic analysis of their discourses as a whole was conducted. The discourses showed some major factors involved in the development of the syndrome, such as: a) personal professional experience, perfectionism, sense of impotence to deal with the problems; b) organizational overload of work, lack of autonomy, undervaluation of the psychologist, lack of support (clinical supervision/psychotherapy), patients profile, lack of interdisciplinary work. Suggestions of interventions with psychologists to prevent the Burnout Syndrome were made, as well as a reorganization of discipline curriculum of the Psychology courses and in Health Public Institutions. Furthermore, a series of comments has been listed emphasizing the lack of self care that the psychologist has. At last, it was suggested more in-depth research about the theme.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
araujocg_me.pdf (6.83 Mbytes)
Data de Publicação
2009-04-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.