• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.46.2002.tde-11022003-130558
Documento
Autor
Nome completo
Felipe Santiago Chambergo Alcalde
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2001
Orientador
Banca examinadora
Dorry, Hamza Fahmi Ali El (Presidente)
Migliorini, Renato Helios
Nobrega, Francisco Gorgonio da
Silva, Aline Maria da
Zingales, Bianca Silvana
Título em português
Elucidação do destino metabólico de glicose no fungo filamentoso Trichoderma reesei por análise EST (Expressed Sequence Tags) e "microarrays" de cDNA.
Palavras-chave em português
biología molecular
expressão gênica
Trichoderma reesi
Resumo em português
Apesar do intenso interesse na regulação metabólica e evolução das vias produtoras de ATP, o porquê de a maioria dos microorganismos multicelulares metabolizarem glicose através de respiração, ao invés da fermentação, ainda permanece sem resposta. Um desses microorganismos é o fungo celulolítico Trichoderma reesei (Hypocrea jecorina. Usando análise EST e microarrays de cDNA, foi estabelecido, em T. reesei, que a expressão dos genes que codificam as enzimas do ciclo de TCA é programada de tal modo a favorecer a oxidação de piruvato pelo ciclo de TCA, ao invés de sua redução a etanol, através da fermentação. Além disso, os resultados indicam que acetaldeído pode ser convertido a acetato, e não a etanol, prevenindo a regeneração de NAD+, um produto chave requerido para o metabolismo anaeróbico. Os estudos também mostram que a maquinaria de controle regulatório por glicose, foi, provavelmente, objeto de pressão evolutiva, a qual dirigiu o fluxo metabólico à respiração, e não à fermentação.
Título em inglês
Elucidation of the metabolic fate of glucose in the filamentous fungus Trichoderma reesei using expressed sequence tag (EST) analysis and cDNA microarrays.
Palavras-chave em inglês
expressed sequence tags
gene expression
microarray
molecular biology
Resumo em inglês
Despite the intense interest in the metabolic regulation and evolution of the ATP-producing pathways, the long-standing question of why most multicellular microorganisms metabolize glucose by respiration rather than fermentation remains unanswered. One such microorganism is the cellulolytic fungus Trichoderma reesei (Hypocrea jecorina). Using EST analysis and cDNA microarrays, we find that in T. reesei expression of the genes encoding the enzymes of the TCA is programmed in a way that favors the oxidation of pyruvate via the TCA cycle rather than its reduction to ethanol by fermentation. Moreover, the results indicate that acetaldehyde may be channeled into acetate rather than ethanol, thus preventing the regeneration of NAD+, a pivotal product required for anaerobic metabolism. The studies also point out that the regulatory machinery controlled by glucose was most probably the target of evolutionary pressure that directed the flow of metabolites into respiratory metabolism rather than fermentation.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
chambergo.pdf (2.87 Mbytes)
Data de Publicação
2003-04-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.