• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.2018.tde-25042018-161212
Documento
Autor
Nome completo
André de Sousa Pires
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Campanha, Ginaldo Ademar da Cruz (Presidente)
Garcia, Maria da Gloria Motta
Janasi, Valdecir de Assis
Meira, Vinicius Tieppo
Título em português
Mapeamento geológico e estrutural das Suítes Graníticas e Charnockí­tica na região SW de Ubatuba (SP)
Palavras-chave em português
Mapeamento geológico
Rochas graníticas
Ubatuba (SP): Suíte charnocktica
Resumo em português
Este trabalho foi desenvolvido na região sudoeste de Ubatuba (SP), com realização de mapeamento geológico, análise estrutural, petrografia, análises químicas de rocha total e geocronologia U-Pb SHRIMP. Na área de estudo foram caracterizados o Granito Caçandoca, Granito Pico do Papagaio, Suíte Charnockítica Ubatuba e Quartzo-monzonito Ilha Anchieta, em contato com rochas predominantemente ortoderivadas do Complexo Costeiro. A Suíte Charnockítica Ubatuba foi subdividida em duas unidades de mapeamento por predominância, os mangeritos e os leucogranitos, e o Complexo Costeiro em quatro unidades de mapeamento. A estruturação do Complexo Costeiro e Granito Pico do Papagaio é predominantemente ENE-WSW coerente com o padrão regional, com o predomínio de foliações desenvolvidas no estado sólido no primeiro, e de fluxo ígneo no segundo. A Suíte Charnockítica Ubatuba e o Quartzo-monzonito Ilha Anchieta, além de parte do Granito Caçandoca mostram uma estruturação mais variada, mostrando foliações predominantemente de fluxo ígneo variando de NW a NS e NE, sugerindo-se que estejam mais relacionadas à colocação desses corpos, sin-cinematicamente às zonas de cisalhamento regionais. As relações de contato e as assinaturas químicas das unidades sugerem a cogeneticidade entre leucogranitos e mangeritos da Suíte Ubatuba, indicando ambientes pós-colisionais ou tardi-orogênicos para todas as rochas graníticas e charnockíticas da área de estudo, com tendência intermediária entre intraplaca e arco vulcânico, além de caráter predominantemente metaluminoso e álcali-cálcico, com tendências peraluminosa e cálcio-alcalina das rochas mais diferenciadas. As idades concordantes U - Pb sugerem um período entre 599 e 557 Ma para a cristalização destas unidades com possível manutenção de altas temperaturas.
Título em inglês
Geological and Structural mapping of the granite and charnockite suites from the SW region of Ubatuba (SP)
Palavras-chave em inglês
not available
Resumo em inglês
This study was carried out in the southwestern region of Ubatuba (SP), with geological mapping, structural analysis, petrography, whole rock geochemical analysis and U-Pb geochronology. In the studied area was identified the Caçandoca Granite, Pico do Papagaio Granite, Ubatuba Charnockite Suite and Ilha Anchieta Quartz-Monzonite, in contact with the Costeiro Complex orthoderivated rocks. The Ubatuba Charnockite Suite was divided in two mapping units, the mangerites and the leucogranites, following a predominance criterion, and the Costeiro Complex was subdivided in five mapping units. The structural trends of the Costeiro Complex and Pico do Papagaio Granite are mostly ENE consistent with the regional pattern, with the predominance of solid state foliations in the first and igneous flow foliations in the second. The Ubatuba Charnockite Suite, the Ilha Anchieta Quartz-Monzonite and part of the Caçandoca Granite show a more varied structural trend, with magmatic flow foliations ranging from NW to NS and NE, suggesting a relationship with the plutons emplacement but sinkinematic with the regional shear zones. The contact relationships and chemical signatures suggest that the mangerites and leucogranites are comagmatic. The chemical signatures suggest for all the granite and charnockite rocks a predominantly metaluminous and alkali-calcic, with peraluminous and calc-alkalic tendencies, in a post-collisional or late-orogenic environment with an intraplate to volcanic arc intermediary trend. The U-Pb concordant ages suggest 599 to 557 Ma range for the crystallization of these rocks with possible high temperatures maintenance.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-04-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.