• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.2004.tde-09032015-143208
Documento
Autor
Nome completo
Deise Bentz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Giannini, Paulo Cesar Fonseca (Presidente)
Dillenburg, Sérgio Rebello
Suguio, Kenitiro
Título em português
Os cordões litorâneos da planície de Una-Juréia, municípios de Peruíbe e Iguape, SP
Palavras-chave em português
Geomorfologia litorânea
Iguape
Peruíbe
Sistemas deposicionais
Resumo em português
A proposta desta Dissertação de Mestrado atende a três metas principais: explicar os processos formadores e remodeladores de alinhamentos de cordões litorâneos; compreender o modo como o feixe de cordões se relaciona com a evolução e interação dos sistemas deposicionais quaternários da planície litorânea de Una-Juréia; e reconstituir no tempo a evolução holocênica desta planície, no contexto do padrão regional de variação do nível relativo do mar, a partir dos atributos sedimentológicos associados à datação absoluta por Termoluminescência ou Luminescência Opticamente Estimulada. Na planície do Una, o sistema deposicional costeiro progradante é homogêneo, com desenvolvimento monótono de cordões contínuos e paralelos entre si e à linha de costa atual. O padrão de variação granulométrica transversal aos cordões é de afinamento do diâmetro médio e melhora de seleção rumo aos alinhamentos mais recentes. Mineralogicamente se observam evidências de dissolução pós-deposicional crescente nos cordões mas antigos. Na planície da Juréia, devido ao confinamento e maior porte das desembocaduras estuarino-lagunares, os padrões de variação sedimentológica, a distribuição das paleocorrentes de deriva litorânea e a geometria dos cordões são mais complexos. Os cordões internos apresentam alto índice ZTR e granulometria mais fina e bem selecionada que os externos. Uma paleodesembocadura existente junto ao morro da Juréia teria gerado, por efeito de molhe hidráulico, inversão local (para SW) da deriva litorânea residual, na parte nordeste da paleopraia. Com a desativação gradual dessa desembocadura, a deriva na região passou a ter o rumo dominante em escala regional (NE). Na porção centro-sudoeste da planície, a desembocadura do rio Ribeira de Iguape encontrava-se no atual curso do rio Suá Mirim, a NE do qual a deriva também de se encontrava invertida por efeito de molhe hidráulico. Com o fechamento desta desembocadura e a ativação ou intensificação da foz atual, localizada poucos quilômetros a SW, a deriva litorânea a NE do rio Suá Mirim assumiu seu padrão atual, para NE. As idades TL/LOE obtidas em perfis transversais, tanto no Una como na Juréia, e em amostras de paleoduna e paleopraia coletadas ao longo da praia da Juréia, são sugestivas de deposição no Holoceno. As regiões com mais intensa erosão em andamento coincidem com aquelas em que a linha de costa atual trunca diretamente o feixe de cordões com declinação para SW, formado a NE da Antiga desembocadura do Rio Ribeira de Iguape (atual Suá Mirim). Assim, a inversão local da deriva litorânea devido à mudança de posição da desembocadura do rio Ribeira de Iguape pode ser um dos fatores determinantes da erosão costeira evidente nas últimas décadas na parte centro-sul da praia da Juréia
Título em inglês
not available
Palavras-chave em inglês
not available
Resumo em inglês
The proposal oft his research aims three main goals: explain the formation processes of beach ridges and dune ridges alignments; undestand the way as these coastal ridges are linked with the evolution and interaction of the Quaternary depositional systems of the Una-Juréia coastal plain; and reconstitute in the time the Holocene evolution of this plain, in the context of the regional pattern of relative sea level variation, based on sedimentological attributes and absolute dating by Termoluminescence or Optically Stimulated Luminescence (TL/OSL) methods. ln the Una coastal plain, the strandplain depositional system is homogeneous, with monotonous developrnent of continuous and parallel coastal ridge alignments. The pattem of grain-size variation transverse to the ridges is characterized by fining of medium diameter and decreasing of standard deviation in direction to more recent alignments. In the heavy minerals assemblages, there are evidences of post deposìtional dissolution increasing with the age of ridge alignment. ln the Juréia plain, the spatial patterns of sedimentological variations, beach-ridge alignment geometry and longshore paleodrift drrection are more complex, due to the more confined and larger estuarine-lagoonal inlets. The more intemal coastal ridges have higher ZTR index and finer and better-sorted grain-size than the intermal ridges. A paleo-inlet near to Juréia hill would induce, by hydraulic jetty effect, a local inversion (to SW) in the net longshore drift at the northeast part of the Juréia paleobeach. With the gradual deactivation of this inlet, the longshore drift at this area acquired the regionally dominant direction (to NE). In the mid-southwest portion of the plain, the Ribeira de lguape inlet was located in the current valley of the Suá Mirim creek, few kilometers to NE from its current position. The longshore drift to NE from this inlet was also inverted by hydraulic jetty effect. With the closing of this paleo-inlet and activation or intensification of the inlet in this new positìon, the longshore drift in the area to NE from the Suá Mirim river acquired the current directìon, to NE. The TL ages obtained in the transverse profiles in the Una and Juréia coastal plains, and in paleodune and paleobeach samples collected along the Juréia beach, are suggestive of deposition in Holocene, The areas with more intense erosion in process coincide with those where the current coast line truncates the bunch of beach-dune ridges with declination for SW, formed to NE from Ribeira do Iguape pareo-inlet (Suá- Mirim valley). Thus, the local inversion of the coastal drift, due to the change of position of Ribeira de Iguape inlet, can be one of the determinant factors to the intense coastal erosion observed during the last decades in the mid-southwest part ofthe Juréia beach.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Bentz_Mestrado.pdf (14.55 Mbytes)
Data de Publicação
2015-03-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.