• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.2000.tde-28092015-155909
Documento
Autor
Nome completo
Helcio José dos Prazeres Filho
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2000
Orientador
Banca examinadora
Basei, Miguel Angelo Stipp (Presidente)
Artur, Antonio Carlos
Janasi, Valdecir de Assis
Título em português
Litogeoquímica, Geocronologia (U-Pb) e Geologia isotópica dos complexos graníticos Cunhaporanga e Três Córregos, estado do Paraná
Palavras-chave em português
Geocronologia
Geoquímica isotópica
Resumo em português
O Pré-Cambriano da porção N-NE paranaense é constituído por um conjunto de unidades metavulcano-sedimentares deformado e metamorfisado no fácies xisto verde-anfibolito, afetado por granitóides com idades, composições e tamanhos distintos, dentre os quais se destacam os Complexos Graníticos Cunhaporanga (CGCP) e Três Córregos (CGTC). O presente trabalho tem como objetivo principal a análise geocronológica U-Pb (zircão e titanita) dos principais litotipos graníticos destes complexos. Foram também realizadas análises petrográficas, litogeoquímicas e isotópicas (Nd, Sr e Pb), com intuito de melhor caracterizar os aspectos relacionados à evolução crustal destes granitóides. Corpos menores representados pelos Granitos Cerne (GC) e Morro Grande (GMG) complementam este estudo. O CGCP está representado pelas seguintes unidades graníticas: Piraí do Sul (592 Ma), biotita monzogranitos; Santa Rita (588 Ma), biotita monzogranitos porfiróides e Ribeirão do Butiá (592 Ma), anfibólio-biotita monzogranitos porfiróides. No CGTC ocorrem termos tonalíticos a monzograníticos representados pelas unidades graníticas Paina (636 Ma), tonalitos fracamente deformados; Arrieiros (633 Ma), granodioritos a monzogranitos porfiróides; São Sebastão (604 Ma), quartzo-monzonitos porfiróides e, Conceição (560 Ma, idade mínima), constituída por monzogranitos. O GC (569 Ma) é representado por sienogranitos, e a porção investigada do GMG (564 Ma) por monzogranitos a sienogranitos, porfiróides. Geoquimicamente os litotipos investigados do CGCP e CGTC são classificados como do tipo I, com forte tendência cálcio-alcalina. O CGCP caracteriza-se por rochas cálcio-alcalinas de alto K, metaluminosas a fracamente peraluminosas, e o CGTC por granitóides cálcio-alcalinos de médio a alto K, predominantemente metaluminosos. As idades modelo 'Nd IND.(DM)' entre 1,7 a 2,1 Ga para o CGCP e 2,2 a 2,4 Ga para o CGTC, sugerem o envolvimento de fontes distintas na geração desses Complexos, interpretação essa corroborada pelos dados isotópicos de Pb. Adicionalmente, a herança crustal presente em todo magmatismo estudado é também evidenciada pelo comportamento dos zircões, pelos valores altamente negativos de 'épsilon'Nd, e pelas altas razões iniciais 'Sr POT.87'/'Sr POT.86'. É sugerido que as diferenças geoquímico-isotópicas, bem como as idades mais jovens observadas no CGCP, tenham sido produzidas pela migração rumo W do arco magmático Cunhaporanga-Três Córregos. Tal comportamento seria a resposta ao mergulho contínuo de uma placa oceânica subductante para W em direção ao Bloco Paranapanema, por sob uma crosta continental paleoproterozóica. Ainda no contexto evolutivo, um outro evento termal é sugerido pelos dados U-Pb em titanitas ao redor de 560 Ma, podendo corresponder a fase colisional entre os Blocos Curitiba e Paranapanema. O processo magmático terminaria com a instalação da Bacia pós-orogênica de Castro.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The Precambrian terranes of the N-NE Paraná State are composed of deformed metavulcanosedimentary units metamorphosed at greenschist to amphibolite facies, affected by granitoids with different ages, compositions and sizes, where the Cunhaporanga (CPGC) and Três Córregos (TCGC) granitic complexes predominates. The aim of the present work is the geochronological and petrological study of these complexes. They were also accomplished petrographic, litogeochemical and isotopic (Nd, Sr and Pb) analyses, to characterize the crustal evolution of these granitoids. Smaller bodies represented by the Cerne (CG) and Morro Grande (MGG) granites complement this study. CPGC is composed by the following granitic units: Piraí do Sul (592Ma), biotite monzogranites; Santa Rita (588 Ma), porphyroid biotite-monzogranites and Ribeirão do Butiá (592 Ma), porphyroid amphibole-biotite monzogranites. In GCTC tonalitic and monzogranitic terms predominate, composed by the granitic units Paina (636 Ma), deformed tonalities; Arrieiros (633 Ma), porphyroid granodiorites to monzogranites: São Sebastião (604 Ma), porphyroid quartz-monzonites and, Conceição (560 Ma, minimum age), composed by monzogranites. CG (569 Ma) is represented by sienogranites, and the investigated portion of MGG (564 Ma) for porphyroid monzogranites to sienogranites. The investigated rocks of CPGC and TCGC are classified as I type, with strong calc-alkaline affinity. CPGC is characterized by calc-alkaline rocks of high K, metaluminous to weakly peraluminous, and TCGC for metaluminous calc-alkaline granitoids of medium to high K. The model Nd (DM) ages ranging from 1.7 to 2.1 Ga for CPCG and 2.2 to 2.4 Ga for TCCG, suggest the involvement of different sources in the generation of those Complexes, interpretation that fully corroborated by the Pb isotopic data. In addition, the crustal inheritance observed in the magmatism studied is also evidenced by the zircon behavior, the highly negative values of 'épsilon'ND, and for the high 'Sr POT.87'/ 'Sr POT. 86'.It is suggested that the geochemical-isotopic differences, as well as the youngest ages observed in CPGC, have been produced by the western migration of the Cunhaporanga-Três Córregos magmatic arc. Such behavior would be a consequence of a subducting oceanic plate dipping toward west under a paleoproterozoic continental crust, in direction to the Paranapanema Block. Another thermal event, around 560 Ma, is suggested by the U-Pb data (titanites) probably associated with the collision between the Curitiba and Paranapanema Blocks. The magmatic evolution finished with the post-orogenic Castro volcanosedimentary basin.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2015-09-30
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.