• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.44.1999.tde-05102015-141206
Documento
Autor
Nome completo
Marcos de Sousa Campos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1999
Orientador
Banca examinadora
Macedo, Arlei Benedito (Presidente)
Crosta, Alvaro Penteado
Perrotta, Mônica Mazzini
Título em português
Geoprocessamento como ferramenta na administração de recursos minerais
Palavras-chave em português
Administração
Processamento de dados
Recursos minerais (Economia)
Resumo em português
O objetivo deste trabalho foi o estudo da aplicação de técnicas de Geoprocessamento na Administração de Recursos Minerais. Os dados foram levantados nos principais trabalhos de interesse geológico e ambiental realizados na área de abrangência da Folha Iporanga (1:50.000 - SG.22-X-B-V-2), região de grande potencial mineral, localizada no Vale do Ribeira, Estados de São Paulo e Paraná, Sul do Brasil. Foi montado um Sistema de informações Georreferenciadas (SIG), compreendendo dados espaciais (mapas), associados a uma base de dados alfanuméricos. Entrada e conversão dos dados foram realizados com o programa Mapping Office (Intergraph) que possibilitou a montagem de planos de informação Geológicos, Geoquímicos, Ambientais, de Títulos Minerais, Geomorfológico, Geofísico e de Ocorrências Minerais. Nas etapas de análise e edição dos mapas de favorabilidade foram utilizados os sistemas Idrisi (Clark Labs) e GIS-Office (Intergraph), para a aplicação de modelos conceituais (knowledge-driven), com combinação de mapas por operações booleanas e por índices somativos. Foram elaborados mapas de Favorabilidade para Calcário, Chumbo e associados (Pb-Ag-Cu-Zn) e Ouro, excluindo-se as áreas com restrições ambientais e as áreas tituladas para pesquisa ou lavra mineral. O mapa de Favorabilidade para Calcário resultou em áreas de pequena dimensão em regiões de vegetação densa e nativa, exigindo autorização para o desmatamento. O mapa de Favorabilidade para Chumbo (Pb-Ag-Cu-Zn), através do método booleano resultou apenas numa pequena área, numa região cárstica, com vegetação densa e nativa, exigindo autorização para o desmatamento. Já no mapa calculado utilizando índices somativos, as áreas são ampliadas para fora dos limites do calcário, devido ao peso atribuído às estruturas geológicas, exigindo neste caso maiores estudos. No mapa de Favorabilidade para Ouro destacam-se as áreas favoráveis para ouro aluvionar, complementadas por áreas favoráveis à mineralização primária. A utilização de técnicas de SIG, com a metodologia desenvolvida neste Projeto, permitiu a automatização de tarefas necessárias para a interpretação dos dados, facilitando e tornando mais objetiva a tomada de decisões. Estas técnicas são ainda pouco utilizadas de forma sistemática nos órgãos governamentais da Administração Mineral e Ambiental. Sua disseminação aumentaria em muito a eficiência destes órgãos. Apesar da legislação ambiental ser rigorosa no Brasil, o que se tem visto é a sua ineficácia, já que os mecanismos de fiscalização a nível federal e estadual são reduzidos e desaparelhados. Por outro lado o poder municipal, além de quase totalmente desaparelhado técnica e materialmente para a fiscalização, é em geral condescendente com a destruição do meio ambiente, em função do desenvolvimento econômico da sua região. No futuro, com maiores pressões econômicas para fornecimento de matérias primas minerais, serão abertos novos canais de discussão, sobre a possibilidade da atividade mineral e a preservação ambiental atuarem concomitantemente, de forma não comprometer nem o desenvolvimento e nem o meio ambiente. Os resultados deste trabalho permitem sugerir que a Administração dos Recursos Minerais (DNPM) em especial o Setor do Controle de Áreas pode no futuro trabalhar em tempo real, oferecendo mapas que indiquem apenas as áreas ainda disponíveis (não oneradas) e sem qualquer outro impedimento legal, aos novos interessados no fomento da atividade mineral, colocando-se à disposição para a indicação ou auxílio à determinação dos limites das áreas disponíveis e favoráveis para determinadas substâncias minerais de interesse. Os custos para a montagem e manutenção do sistema deveriam ser cobertos pela cobrança de taxas dos solicitantes.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The objective of this project was the study of the application of GIS techniques for Mineral Resources Administration. The data were compiled from the main projects of geological or environmental interest made in the area of the Iporanga Quadrangle (1:50.000 - SG.22-X-B-V-2), a region with great mineral potential, located in the Ribeira river valley, States of São Paulo and Paraná, Southern Brazil. A Georeferenced Information System (GIS) was made, containing spatial data (maps), associated with an alphanumeric database. Data entry and conversion were done with the Mapping Office (Intergraph) program, which permitted the making of geological, geomorphological, geochemical, geophysical, environmental, mineral rightsand mineral occurrence information layers. In the analysis and editing phases of construction of the favorability maps the Idrisi (Clarklabs) and GIS Office (Intergraph) systems were used for the application of knowledge-driven models, with combination of maps by boolean and summative indexes operations. Favorability maps for limestone, lead and associated metals (Pb-Ag-Cu-Zn) and gold were made, excluding areas with environmental restrictions and areas with exploration and mining rights. The limestone favorability map revealed small areas, in regions with dense native vegetation, which can only be cut when duly authorized. The lead favorability map made by the boolean method presented only a small area, in a karstic region, with dense native vegetation. The summative indexes map revealed areas extending beyond the limestone limits, due to the weights attributed to geological structures, demanding in this case further investigation. The gold favorability map is dominated by areas favorable to alluvial gold, complemented by those favorable for primary mineralization. The use of GIS techniques, with the methodology developed in this project, has made it possible to automatize the tasks needed for data interpretation, making the decision making process easier and more objective. These techniques are still not used in a systematic way by the governmental agencies of the Mineral and Environmental Administration. Their diffusion would much increase the efficiency of these agencies. Although the environmental law is rigid in Brazil, what is observed is its inefficiency, as the law enforcement structures at the federal and state levels are small and poorly equipped. The municipal governments, besides almost totally unequipped for law enforcement technically and materially, are generally condescending with respect to the destruction of the environment when the economic development of their regions is in question. In the future, with greater economic pressures for mineral raw materials supply, new channels of discussion will be opened, as to the possibility of mineral activity and environmental preservation operating together, in such a way so as to not endanger development or the environment. The results of this project suggest that the Mineral Resources Administration (DNPM), specially the sector which control mining areas, may work in real time in the future, offering to those interested in mining maps with only those areas still not bound and without other legal impediments, and being ready to provide help for determining limits of areas that are favorable for mineral commodities of interest and still free of legal and other mining impediments. The costs of establishing and maintaining the system should be covered by taxes collected from the applicants for mining areas.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Campos_Mestrado.pdf (56.98 Mbytes)
Data de Publicação
2015-10-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.