• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.44.1985.tde-25092015-150423
Documento
Autor
Nome completo
Fernando Barreto Rodrigues e Silva
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1985
Orientador
Banca examinadora
Melfi, Adolpho José (Presidente)
Carvalho, Adilson
Dematte, Jose Luiz Ioriatti
Oliveira, Sonia Maria Barros de
Resende, Mauro
Título em português
Os cambissolos da porção central da Província Estrutural da Mantiqueira e suas relações com os latossolos: alteração e pedogênese
Palavras-chave em português
Solos (análise física; análise química)
Resumo em português
Para o estudo das características e gênese dos cambissolos e latossolos, que ocorrem na Porção Central da Província Estrutural da Mantiqueira, foram selecionados onze perfis de solos e alteração, além de amostras complementares. Foram executadas análises físicas, químicas e mineralógicas, com enfoque especial na análise microscópica dos diversos horizontes dos solos e alteração, com o intuito de seguir as transformações mineralógicas e estruturais. Pode-se afirmar nas condições de clima úmido da região, a hidrólise é o mecanismo responsável pela formação das coberturas pedológicas. No entanto, as pequenas variações climáticas constatadas seriam insuficientes para explicar a existência de solos em graus tão diversos de evolução. Sem dúvida, a topografia é o fator principal que condiciona, em linhas gerais, a intensidade do processo hidrolítico e, conseqüentemente, a gênese e a distribuição dos solos nos diferentes setores da região estudada. Portanto, em função dos diversos compartimentos geomorfológicos, a região foi subdividida em duas grandes áreas, de acordo com a natureza dos produtos secundários dominantes e a organização estrutural do material no solo. Os cambissolos das regiões serranas das partes setentrional e central desenvolvem-se "in situ" com uma pequena contribuição de material remanejado na parte superficial. Estes solos constituem a base de perfis rejuvenescidos pela erosão e apresentam uma mineralogia tipicamente gibbsítica, com uma certa proporção de minerais interestratificados (biotita - vermiculita A1) e caulinita de baixa cristalinidade. Eles representam um estágio de evolução incompleta, onde o pedoplasma e pouco diferente do plasma de alteração, com uma herança muito grande de minerais pseudomorfos de biotita e feldspato, além de produtos amorfos de ferro e alumínio. Por outro lado, os cambissolos da parte meridional da região estudada constituem perfis espessos para solos dessa classe, ) sem reserva de minerais primários alteráveis, tipicamente cauliníticas, mas que apresentam uma quantidade importante de vermiculita com A1 interlamenlar. A característica câmbica atribuída a estes solos prende-se a sua fraca organização estrutural. A análise microscópica revelou que o plasma de alteração sofreu uma fraca reorganização a nível do pedoplasma. Neste caso, o material apresenta-se eminentemente apédico, onde destacam-se separações plásmicas em quantidades elevadas. Os latossolos ocupam as posições mais baixas em relação aos cambissolos e desenvolvem-se sobre material transportado das partes mais altas do relevo, não existindo, portanto, uma relação vertical entre o plasma de alteração e o pedoplasma. Os materiais, já bastante alterados, transformam-se rapidamente e apresentam uma evolução do pedoplasma no sentido da microagregação, típica do B latossólico.
Título em inglês
Not available.
Palavras-chave em inglês
Not available.
Resumo em inglês
The genesis and distribution of cambisols and latosols occurring in the Central Part of the Structural Province of Mantiqueira were studied through the analysis of eleven soils and alteration profiles and some supplementary samples. Physical, chemical and mineralogical analysis were carried out and a special emphasis was given to the microscopic studies aiming the evolution of the mineralogical and structural transformations. Intensive hydrolysis was found to be the mechanism responsible for the formation of the pedologic cover, under the climatic conditions of the region. Nevertheless, the slight climatic variations observed, could not explain the presence of soils with different evolution degrees. Undoubtly, the topography is the main factor, which accounts for the different intensities of the hydrolytic process and consequently for the genesis and distribution of the soils in the different parts of the studied region. On the basis of the various geomorphological compartments, the region was subdivided into two main areas, according to the nature of the dominant secondary products and the structural organization of the soil material. The cambisols from the highland of the northern and central parts were developed "in situ" with a slight contribution of reworked material on the surface. These Soils constitute the roots of eroded profiles, and contain mainly gibbsite, and a certain amount of interlayred minerals (Al - biotite - vermiculite) and poorly crystallized kaolinite. They represent an incomplete evolution state, where the pedoplasma is slightly different as compared to the alteration plasma which contains pseudomorphic minerals of biotite and feldspars, as well as iron and aluminium amorphous material. On the other hand the cambisols from the southern part of the studied region present profiles that are thicker than ordinary soils of that category. These soils have no weatherable primary minerals and are typical kaolinitic showing a considerable amount of vermiculite with interlayer aluminium. In this case, the material is spedic with a lot of plasmic separations. The latosols, occurring in the lower parts as compared to the cambisols are developed from transported material and consequently there is no relationship between the pedoplasma and the alteration plasma. The material originally well altered, change rapidly and show a pedoplasmic evolution towards the microagregation which is typical of the latosolic B horizon.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Silva_Doutorado.pdf (11.61 Mbytes)
Data de Publicação
2015-10-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2018. Todos os direitos reservados.